Navegação por Autores IPEN "CABRERA-PASCA, GABRIEL A."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 27153

    CORRÊA, BRUNO S.; COSTA, MESSIAS S. ; CABRERA-PASCA, GABRIEL A. ; SENA, CLEIDILANE ; PINTO, RAFAEL H.H.; SILVA, ANA P.S.; CARVALHO JUNIOR, RAUL N.; ISHIDA, LINA; RAMON, JONATHAN G.A.; FREITAS, RAFAEL S.; SAIKI, MITIKO ; MATOS, IZABELA T. ; CORRÊA, EDUARDO L. ; CARBONARI, ARTUR W. . High-saturation magnetization in small nanoparticles of Fe3O4 coated with natural oils. Journal of Nanoparticle Research, v. 22, n. 3, p. 1-15, 2020. DOI: 10.1007/s11051-020-4761-5

    Abstract: The enhancement of nanoparticle’s magnetic properties with a suitable coating is the main tool to increase their potential as an effective candidate for applications in different areas, especially in biomedicine. In the work here reported, Fe3O4 nanoparticles coated with natural oils were synthesized by iron (III) acetylacetonate thermal decomposition and the effects of the coating on the magnetic properties of these particles have been investigated. The oils were extracted from three Amazon fruits seeds: açaí, ucuúba, and bacaba by CO2 supercritical extraction process, and the relative percentage composition of fatty acids were determined by gas chromatography. A systematic study of crystalline, morphological, and magnetic properties revealed a saturation magnetization (Ms) enhancement and high values of the anisotropy constant for Fe3O4 samples when coated with açaí and ucuúba oils, which present a large percentage of saturated total fatty acid. Our results indicate that nanoparticles with sizes smaller than around 5 nm present Ms values as high as that found for bulk Fe3O4 and, consequently, much higher than Ms values for nanoparticles usually coated with oleic acid. The nuclear techniques neutron activation analysis and perturbed angular correlations were used to better characterize the nanoparticles.

    Palavras-Chave: magnetization; nanoparticles; iron oxides; magnetic properties; anisotropy; synthesis; magnetic fields; hyperfine structure; seeds; amazon river; carbon dioxide; vegetable oils; therapy; medicinal plants

    Icon

  • IPEN-DOC 23308

    KRYLOV, VASILY I.; BOSCH-SANTOS, BRIANNA ; CABRERA-PASCA, GABRIEL A. ; CARBONARI, ARTUR W. . Huge negative magnetic hyperfine fields for 111Cd probe nuclei in the Fe3X (X=C, Ge, and Ga) compounds with specific properties. In: TEMST, KRISTIAAN (Ed.); VANTOMME, ANDRE (Ed.); COTTENIER, STEFAAN (Ed.); PEREIRA, LINO (Ed.) INTERNATIONAL CONFERENCE ON HYPERFINE INTERACTIONS AND THEIR APPLICATIONS, July 3-8, 2016, Leuven, Belgium. Abstract... Leuven, Belgium: Instituut voor Kern- en Stralingsfysica, 2016.

    Abstract: In recent years, Fe3X (X = C, Ga, and Ge) alloys are actively investigated experimental and theoretical methods due to their potential practical use as invar, magnetostrictive materials, and multi-layered ferromagnetic film [1-3]. The Fe3C alloy was studied by nuclear resonant scattering on 57Fe and by x-ray emission spectroscopy at high pressure up to 50 GPa because this substance could be the major Earth’s inner core component [4, 5]. In this work we found huge negative HFs reaching a magnitude of Bhf = -46T on 111Cd probe nuclei in ferromagnetic Fe3X (X = C, Ga, and Ge) alloys by perturbed γ-γ angular correlation (PAC) spectroscopy. These values are the highest known HFs on 111Cd nuclei in metallic magnets. It was established that in Fe3C crystallizing in the orthorhombic DO11 structure (Pnma space group) 111Cd probes are placed in Feg sites with 11Fe atoms as nearest neighbours (n.n.). For Feg positions, the n.n. arrangement is similar to normal hexagonal close packing. The HF value for 111Cd atoms in Fe3C is equal to Bhf = -38.0(1) T at 77K. In tetragonal DO3 crystal structure of Fe3Ga 111Cd probes are placed in both Ga sites (12 n.n. Fe) and in FeII (8n.n.Fe). The HFs for 111Cd atoms in Fe3Ga are equal to Bhf = -39.8(1) T and Bhf = -24.2(3) T at 77K for Ga and FeII sites of 111Cd localization. In hexagonal DO19 crystal structure of Fe3Ge 111Cd probes are placed in Ge sites (12 n.n.). The HF value for 111Cd probes in Fe3Ge is equal to Bhf = -46.0(1) T at 40K. There are no any anomalies of the Bhf (T) on 111Cd nuclei in the spin reorientation region of Fe3Ge. The results of this work are analyzed with the previously obtained HF’s values on 111Cd nuclei in 3d metals and their alloys including Heusler alloys.

    Icon

  • IPEN-DOC 27093

    PEREIRA, LUCIANO F.D. ; MESTNIK-FILHO, JOSE ; CABRERA-PASCA, GABRIEL A. ; BOSCH-SANTOS, BRIANNA ; FERREIRA, WANDERSON L. ; GONÇALVES, VITOR C. ; SCALISE, LEVY ; GENEZINI, FREDERICO A. ; SAXENA, RAJENDRA N. ; CARBONARI, ARTUR W. . Insights into anomalous magnetic hyperfine field at Ce impurity in LaMn2X2 (X=Si, Ge): a study from first principles calculations. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON HYPERFINE INTERACTIONS AND THEIR APPLICATIONS, February 10-15, 2019, Goa, India. Abstract... Mumbai, India: Tata Institute of Fundamental Research, 2019. p. 88-88.

    Abstract: The LaMn2X2 (X=Si, Ge) intermetallic compounds doped with cerium exhibit the interesting physical effects that are typical of the REMn2X2 (RE=rare earth) series (such as magnetocaloric, superconductivy) or are originated from cerium in specific electronic environment (e.g. Kondo, intermediate valence, strongly correlated electron). Recently, the magnetic hyperfine field (mhf) at 140Ce-doped LaMn2(Si(1-x)Gex)2 was determined by perturbed gamma-gamma angular correlation spectroscopy. The 140Ce mhf follow the host magnetization in LaMn2Si2, while in LaMn2(Si(1-x)Gex)2 (with x = 0.2 up to 1), it has anomalous behaviour, which was associated with 4f cerium mhf contribution. In this work, first principles band structure simulations were used to improve the understanding of the distance role (generated by interchange of Si and Ge) on mhf cerium contribution.

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.