Navegação por Revista "Atmospheric Environment"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 08324

    KESSELMEIER, J.; KUHN, U.; WOLF, A.; ANDREAE, M.O.; CICCIOLI, P.; BRANCALEONI, E.; FRATTONI, M.; GUENTHER, A.; GREENBERG, J.; VASCONCELLOS, P.C. ; OLIVA, T.; TAVARES, T.; ARTAXO NETTO, P.E.. Atmospheric volatile organic compounds (VOC) at a remote tropical forest site in central Amazonia. Atmospheric Environment, v. 34, n. 24, p. 4063-4072, 2000.

    Palavras-Chave: atmospheric chemistry; organic compounds; volatile matter; brazil; forests; tropical regions

    Icon

  • IPEN-DOC 17857

    VASCONCELLOS, PEROLA C. ; SOUZA, DAVI Z.; AVILA, SIMONE G.; ARAUJO, MARIA P.; NAOTO, EDSON; NASCIMENTO, KATIA H.; CAVALCANTE, FERNANDO S.; SANTOS, MARINA dos; SMICHOWSKI, PATRICIA; BEHRENTZ, EDUARDO. Comparative study of the atmospheric chemical composition of threee South American cities. Atmospheric Environment, v. 45, n. 32, p. 5770-5777, 2011.

    Palavras-Chave: south america; air pollution; particulates; organic compounds; pollutants; metals; semimetals; comparative evaluations

    Icon

  • IPEN-DOC 09073

    FLUES, M.S.M. ; HAMA, P. ; LEMES, M.J.L. ; DANTAS, E.S.K. ; FORNARO, A.. Evaluation of the rainwater acidity of a rural region due to a coal-fired power plant in Brazil. Atmospheric Environment, v. 36, n. 14, p. 2397-2404, 2002.

    Palavras-Chave: acid rain; rain water; rural areas; fossil-fuel power plants; coal; ionic composition

    Icon

  • IPEN-DOC 16639

    CORREA, SERGIO M.; ARBILLA, GRACIELA; MARTINS, EDUARDO M.; QUITERIO, SIMONE L.; GUIMARAES, CLAUDINEI de S.; GATTI, LUCIANA V. . Five years of formaldehyde and acetaldehyde monitoring in the Rio de Janeiro downtown area - Brazil. Atmospheric Environment, v. 44, n. 19, p. 2302-2308, 2010.

    Palavras-Chave: brazil; formaldehyde; acetaldehyde; simulation; vehicles; exhaust gases; air pollution control

    Icon

  • IPEN-DOC 27240

    SARKAR, CHINMOY; TURNIPSEED, ANDREW; SHERTZ, STEPHEN; KARL, THOMAS; POTOSNAK, MARK; BAI, JIANHUI; SERÇA, DOMINIQUE; BONAL, DAMIEN; BURBAN, BENOIT; LOPES, PAULA R.C. ; VEGA, OSCAR ; GUENTHER, ALEX B.. A portable, low-cost relaxed eddy accumulation (REA) system for quantifying ecosystem-level fluxes of volatile organics. Atmospheric Environment, v. 242, p. 1-12, 2020. DOI: 10.1016/j.atmosenv.2020.117764

    Abstract: Quantification of biogenic volatile organic compound (BVOC) fluxes into the atmosphere is crucial to understand their role in atmospheric oxidation and biogeochemical cycles. BVOC flux measurements were carried out in nine forest ecosystems using a relaxed eddy accumulation (REA) based sampling system, which is easily transportable, simple to operate and designed to be low-cost and therefore can easily be deployed at multiple remote locations. The REA measurements were carried out during daytime between 06:00 and 18:30 (Local Time) with a flux averaging period of 30 min. A detailed description of the REA sampling setup, operational procedure and validation by comparison with full eddy covariance (EC) BVOC flux measurements is provided. BVOC flux measurements from established long-term carbon and water flux tower sites in nine forest ecosystems are compared including Manitou Forest Observatory in Colorado, USA (pine woodland forest), Niwot Ridge AmeriFlux site in Colorado, USA (subalpine forest), Deer Canyon Preserve in New Mexico, USA (pinyon-juniper forest), Lei bamboo forest site near Taihuyuan, China, Qianyanzhou ChinaFLUX site in China (pine forest), Baskett Wildfire Refuge MOFlux site in Missouri, USA (deciduous oak forest), University of Michigan Biological Station PROPHET site in Michigan, USA (mixed deciduous forest), Changbai Mountain Forest Research Station in China (mixed deciduous forest) and the Guyaflux site (GF-Guy) in French Guiana (tropical rainforest). BVOC flux measurements using our REA setup confirm dominance of 2,3,2- methylbutenol (2,3,2-MBO) at the Manitou Forest Observatory and Niwot Ridge sites in Colorado. Monoterpene fluxes measured by REA showed good agreement (within ±10%) with monoterpene fluxes measured by PTR-MS at the Manitou Forest Observatory. The MOFlux site in Missouri was dominated by isoprene emissions (average flux of ~ 9.5 mg m􀀀 2 h􀀀 1) whereas the Deer Canyon site was dominated by α-pinene emissions (average flux ~ 0.73 mg m􀀀 2 h􀀀 1). Mixed deciduous forest sites at the PROPHET Station in Michigan and Changbai Mountain Forest Research Station in China primarily emitted isoprene along with some α-pinene, β-pinene and d-Limonene. Isoprene and α-pinene were the dominant BVOCs emitted from the subtropical Lei bamboo plantation at the Taihuyuan site in China while the pine forest site at Qianyanzhou in China were dominated by α-pinene emissions along with significant isoprene. BVOC measurements across different seasons (during 2009–2011) at a tropical forest site in French Guiana (Guyaflux site) revealed the dominance of isoprene emissions during all seasons. Irrespective of the type of the forest ecosystem, α-pinene was among the dominant monoterpenes emitted from all nine forests.

    Palavras-Chave: volatile matter; organic compounds; isoprene; emission; data covariances; eddy currents; terpenes

    Icon

  • IPEN-DOC 26501

    SOUPIONA, O.; SAMARAS, S.; ORTIZ-AMEZCUA, P.; BOCKMANN, C.; PAPAYANNIS, A.; MOREIRA, G.A. ; BENAVENT-OLTRA, J.A.; GUERRERO-RASCADO, J.L.; BEDOYA-VELASQUEZ, A.E.; OLMO, F.J.; ROMAN, R.; KOKKALIS, P.; MYLONAKI, M.; ALADOS-ARBOLEDAS, L.; PAPANIKOLAOU, C.A.; FOSKINIS, R.. Retrieval of optical and microphysical properties of transported Saharan dust over Athens and Granada based on multi-wavelength Raman lidar measurements: study of the mixing processes. Atmospheric Environment, v. 214, p. 1-15, 2019. DOI: 10.1016/j.atmosenv.2019.116824

    Abstract: In this paper we extract the aerosol microphysical properties for a collection of mineral dust cases measured by multi-wavelength depolarization Raman lidar systems located at the National Technical University of Athens (NTUA, Athens, Greece) and the Andalusian Institute for Earth System Research (IISTA-CEAMA, Granada, Spain). The lidar-based retrievals were carried out with the Spheroidal Inversion eXperiments software tool (SphInX) developed at the University of Potsdam (Germany). The software uses regularized inversion of a two-dimensional enhancement of the Mie model based on the spheroid-particle approximation with the aspect ratio determining the particle shape. The selection of the cases was based on the transport time from the source regions to the measuring sites. The aerosol optical depth as measured by AERONET ranged from 0.27 to 0.54 (at 500 nm) depending on the intensity of each event. Our analysis showed the hourly mean particle linear depolarization ratio and particle lidar ratio values at 532 nm ranging from 11 to 34% and from 42 to 79 sr respectively, depending on the mixing status, the corresponding air mass pathways and their transport time. Cases with shorter transport time showed good agreement in terms of the optical and SphInXretrieved microphysical properties between Athens and Granada providing a complex refractive index value equal to 1.4 + 0.004i. On the other hand, the results for cases with higher transport time deviated from the aforementioned ones as well as from each other, providing, in particular, an imaginary part of the refractive index ranging from 0.002 to 0.005. Reconstructions of two-dimensional shape-size distributions for each selected layer showed that the dominant effective particle shape was prolate with diverse spherical contributions. The retrieved volume concentrations reflect overall the intensity of the episodes.

    Palavras-Chave: aerosols; minerals; dusts; aerial monitoring; deserts; optical radar; depolarization; computer codes; aerosol monitoring

    Icon

  • IPEN-DOC 11680

    RAPPENGLUCK, B.; APEL, E.; BAUERFEIND, M.; BOTTENHEIM, J.; BRICKELL, P.; CAVOLKA, P.; CECH, J.; GATTI, LUCIANA V. ; HAKOLA, H.; HONZAK, J.; JUNEK, R.; MARTIN, D.; NOONE, C.; PLASS-DULMER, CH.; TRAVERS, D.; WANG, D.. The first VOC intercomparison exercise within the Global Atmosphere Watch (GAW). Atmospheric Environment, v. 40, p. p. 7508-7527, 2006.

    Palavras-Chave: atmospheres; volatile matter; organic compounds; carbon; nitrogen; interlaboratory comparisons; calibration

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.