Navegação por Revista "ACS Omega"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 24783

    ROVANI, SUZIMARA ; SANTOS, JONNATAN J.; CORIO, PAOLA; FUNGARO, DENISE A. . Highly pure silica nanoparticles with high adsorption capacity obtained from sugarcane waste ash. ACS Omega, v. 3, n. 3, p. 2618-2627, 2018. DOI: 10.1021/acsomega.8b00092

    Abstract: Silica nanoparticles (SiO2NPs) from renewable sources can be used in very different materials, such as paints, membranes for fuel cells, Li-ion batteries, adsorbents, catalysts, and so on. Brazil is the world’s largest producer of sugarcane and generates huge amounts of sugarcane waste ash (SWA), which is a Si-rich source. This study investigates a method to produce highly pure SiO2NPs from SWA. The SiO2NPs were characterized by inductively coupled plasma optical emission spectroscopy, scanning and transmission electron microscopy (TEM), X-ray diffraction analyses, specific surface area and pore distribution, UV and Fourier transform infrared spectroscopy, and thermogravimetric analyses and applied as an adsorbent material in the removal of acid orange 8 (AO8) dye from aqueous solution. The SiO2 content was 88.68 and 99.08 wt % for SWA and SiO2NPs, respectively. TEM images of SWA and SiO2NPs exhibit drastic alterations of the material size ranging from several micrometers to less than 20 nm. The SiO2NPs showed a specific surface area of 131 m2 g–1 and adsorption capacity of around 230 mg g–1 for acid orange 8 dye. Furthermore, the recycling of the SiO2NPs adsorbent after AO8 adsorption was very satisfactory, with reuse for up to five cycles being possible. The results indicate that it was possible to obtain highly pure silica in a nanosize from the waste material and produce an adsorbent with high adsorption capacity and the possibility of reuse.

    Icon

  • IPEN-DOC 24343

    ICHIKAWA, RODRIGO U. ; LINHARES, HORACIO M.S.M.D.; PERAL, INMA; BALDOCHI, SONIA L. ; RANIERI, IZILDA M. ; TURRILLAS, XAVIER; MARTINEZ, LUIS G. . Insights into the local structure of Tb-doped KY3F10 nanoparticles from Synchrotron X‑ray Diffraction. ACS Omega, v. 02, n. 08, p. 5128-5136, 2017. DOI: 10.1021/acsomega.7b00668

    Abstract: Pure and Tb-doped nanocrystalline KY3F10 specimens were synthesized by coprecipitation, and portions of the samples underwent further heat treatment at 600 °C in a fluorinated atmosphere. Synchrotron X-ray diffraction patterns acquired at 30 keV allowed to determine both long- and shortrange ordered structures by Rietveld and pair distribution function (PDF) analyses, respectively. PDF examination of the as-synthesized sample allowed to discern a slight deviation from the basic cubic building unit because the Y−F bond lengths could be explained in S.G. I4/mmm with cell parameters a = 8.1520(9) Å and c = 11.5876(29) Å, whereas Rietveld analysis could equally well fit both the cubic and tetragonal descriptions for the heat-treated specimens. Also, PDF revealed that the as-synthesized sample exhibited less structural coherence than the heattreated one.

    Icon

  • IPEN-DOC 23070

    JIMENEZ-VILLAR, ERNESTO; SILVA, IRAN F. da; MESTRE, VALDECI; WETTER, NIKLAUS U. ; LOPEZ, CEFE; OLIVEIRA, PAULO C. de; FAUSTINO, WAGNER M.; SA, GILBERTO F. de. Random Lasing at Localization Transition in a Colloidal Suspension (TiO2@Silica). ACS Omega, v. 2, n. 6, p. 2415-2421, 2017. DOI: 10.1021/acsomega.7b00086

    Abstract: Anderson localization of light and random lasing in this critical regime is an open research frontier, which besides being a basic research topic could also lead to important applications. This article investigates the random laser action at the localization transition in a strongly disordered scattering medium composed of a colloidal suspension of core−shell nanoparticles (TiO2@Silica) in ethanol solution of Rhodamine 6G. The classical superfluorescence band of the random laser was measured separately by collecting the emission at the back of the samples, showing a linear dependence with pumping fluence without gain depletion. However, frontal collection showed saturation of the absorption and emission. Narrow peaks of approximately equal intensity are observed on top of the classical superfluorescence band, indicating suppression of the interaction between the peaks modes. The linewidth of these peaks is lower than that of the passive modes of the scattering medium. A method called fraction of absorbed pumping allowed us to infer that this peak’s mode (localized modes) is confined to a shallow region near the input-pumping border.

    Icon

  • IPEN-DOC 24728

    ERMAKOV, VIKTOR A.; SILVA FILHO, JOSE M.C. da; BONATO, LUIZ G.; MOGILI, NAGA V.V.; MONTORO, FABIANO E.; IIKAWA, FERNANDO; NOGUEIRA, ANA F.; CESAR, CARLOS L.; JIMENEZ-VILLAR, ERNESTO ; MARQUES, FRANCISCO C.. Three-dimensional superlattice of PbS quantum dots in flakes. ACS Omega, v. 3, n. 2, p. 2027-2032, 2018. DOI: 10.1021/acsomega.7b01791

    Abstract: In the last two decades, many experiments were conducted in self-organization of nanocrystals into two- and three-dimensional (3D) superlattices and the superlattices were synthesized and characterized by different techniques, revealing their unusual properties. Among all characterization techniques, X-ray diffraction (XRD) is the one that has allowed the confirmation of the 3D superlattice formation due to the presence of sharp and intense diffraction peaks. In this work, we study self-organized superlattices of quantum dots of PbS prepared by dropping a monodispersed colloidal solution on a glass substrate at different temperatures. We showed that the intensity of the low-angle XRD peaks depends strongly on the drying time (substrate temperature). We claim that the peaks are originated from the 3D superlattice. Scanning electron microscopy images show that this 3D superlattice (PbS quantum dots) is formed in flake’s shape, parallel to the substrate surface and randomly oriented in the perpendicular planes.

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.