Navegação por Autores IPEN "ZAMPIERI, MARIA C.T."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 21450

    COUTO, ANA C.R. da S. ; SARKIS, JORGE E.S. ; ZAMPIERI, MARIA C.T. . Avaliação da fração mássica de chumbo (Pb) em folhas de tibouchina granulosa (Desr.) Cogn. (melastomataceae). In: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 21.; PROGRAMA DE BOLSAS E INICIAÇÃO CIENTÍFICA CNEN, 12.; PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO, 5., 1-2 de outubro, 2015, São Paulo, SP. Resumo expandido... 2015. p. 131-132.

    Palavras-Chave: chemical analysis; evaluation; lead; leaves; environment; icp mass spectroscopy; air quality; biological indicators; air pollution

    Icon

  • IPEN-DOC 16333

    ZAMPIERI, MARIA C.T. . Estudo sobre os efeitos do cobre e zinco no crescimento da plantula de Aechmea blanchetiana (Baker) L.B. Smith cultivada in vitro. Aplicacao da analise por ativacao com neutrons / A study on copper and zinc effects in the growth of Aechmea blanchetiana (Baker) LB Smith seedlings cultivated in vitro. Application of neutron activation analysis . 2010. Dissertacao (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, Sao Paulo. 166 p. Orientador: Mitiko Saiki. DOI: 10.11606/D.85.2010.tde-12082011-144211

    Abstract: Os metais são componentes da biosfera, ocorrendo naturalmente no solo e nas plantas, contudo como consequência de ações antrópicas, os seus níveis vêm se aumentado muito, dependendo da região. O cobre (Cu) e zinco (Zn) são elementos essenciais para o crescimento e desenvolvimento das plantas, mas em excesso são tóxicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial das plantas em absorver os metais Cu e Zn e os efeitos que estes ocasionam nas plântulas cultivadas in vitro. Os resultados deste estudo poderão contribuir principalmente em pesquisas agrícolas e nas da área do meio ambiente. A planta investigada neste trabalho foi a Aechmea blanchetiana, pertence à família Bromeliaceae, e que pode ser terrestre ou epífita e é amplamente utilizada como planta ornamental. Na parte experimental, o cultivo das plântulas e a exposição das plântulas em diferentes concentrações de Cu ou Zn, foram realizados no Instituto de Botânica (IBt) de São Paulo. Após a germinação das sementes as plântulas foram transferidas para crescimento e expostas em meios de cultivo contendo diferentes concentrações de Cu ou de Zn. Após este período de cultivo in vitro, as plântulas foram analisadas por meio da morfometria, anatomia e análise por ativação com nêutrons. O controle de qualidade dos resultados da análise por ativação avaliado por meio das análises dos materiais de referência certificados mostrou boa precisão e exatidão dos dados para os diversos elementos determinados. As concentrações mais altas de Cu utilizadas na exposição da espécie foram as que causaram maiores variações estruturais nos parâmetros morfométricos e anatômicos, no entanto para o Zn não houve diferenças significativas para a maioria dos parâmetros analisados. A A. blanchetiana mostrou ser uma espécie bioacumuladora de Zn, apresentando altos valores de absorção deste elemento nas suas partes aéreas e radiculares.

    Palavras-Chave: plants; seedlings; in vitro; copper; zinc; neutron activation analysis

    Icon

  • IPEN-DOC 25779

    AZEVEDO, JULIANA de S.; QUINTINO, MARILIA T.A.; ROGERO, SIZUE O. ; ZAMPIERI, MARIA C.T. ; ROGERO, JOSE R. . Histopathological changes in zebrafish exposed to sublethal concentrations of 89nm silver nanoparticles for application in environmental diagnostics. Human and Ecological Risk Assessment, v. 26, n. 5, p. 1207-1220, 2020. DOI: 10.1080/10807039.2018.1560219

    Abstract: The use of biomarkers as indicators of environmental contamination has been shown to be an excellent indicator of changes in biota. Histopathological lesions are commonly used in biomonitoring studies as they provide information regarding both acute and chronic exposure. The use of nanoparticle materials has been widespread in recent years. However, not much is known about their ecological effects on the natural environment. Thus, the aim of this study was to assess the sublethal effects of silver nanoparticles (AgNP) with mean diameters of 89nm in the zebrafish Danio rerio by the determination of the LC50; 48 h and histopathological assays in gills. The obtained LC50; 48 h was 8.18 mgL 1. The histopathological gill assessment showed primary responses indicative of acute damage as aneurysms (32.76%), hyperplasia (20.69%) and partial (30.17%) and total lamellar fusion (6.9%) of secondary lamellae. No deposition of AgNP was observed in any tested sample gills, suggesting other organs target to absorption and detoxification. In fact, the AgNP causes sublethal damage in the gills of zebrafish but is not able to accumulate in this tissue. Finally, the data shown in this study contribute to the construction of a database on the AgNP exposure in aquatic organisms.

    Palavras-Chave: biological markers; environment; monitoring; environmental quality; gills; fishes; environmental effects; water pollution; bioassay; toxic materials; histology; pathology; risk assessment

    Icon

  • IPEN-DOC 23369

    ZAMPIERI, MARIA C.T. . Identificação dos elementos do Grupo da Platina (EGPs) oriundos de emissão veicular, utilizando as folhas de Tibouchina granulosa (Desr.) Cong. (Melastomataceae) como biomonitor de material particulado (MP) proveniente da emissão dos catalizadores veiculares, na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) / Identification of Platinum Group Elements (PGEs) from vehicle emission, using the leaves of Tibouchina granulosa (Desr.) Cong. (Melastomataceae) as biomonitor of particulate matter (PM) from the emission of vehicular catalysts, in the Metropolitan Region of São Paulo (RMSP) . 2017. Tese (Doutorado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 200 p. Orientador: Jorge Eduardo de Souza Sarkis. DOI: 10.11606/T.85.2017.tde-24072017-152412

    Abstract: O desenvolvimento industrial e urbano tem causado aumento mundial das emissões de poluentes atmosféricos. Nas áreas metropolitanas o problema da deterioração da qualidade do ar tem se constituído numa das mais graves ameaças à qualidade de vida dos seus habitantes e os veículos automotores contribuem diretamente com o aumento do material particulado (MP). Neste trabalho foram descritas as etapas metodológicas para validar a Tibouchina granulosa como biomonitor ambiental. Assim, foram abordados a caracterização das folhas, categorização do MP, protocolo de remoção de MP e determinação dos EGPs (Pd, Pt e Rh) na deposição seca das folhas. Para tanto foram realizadas quatro coletas anuais (2011-2014) de folhas, entre os meses de agosto e setembro, em pontos específicos. Os resultados da caracterização mostraram que as folhas permanecem residentes nos ramos por até 6 meses e ocorre o desenvolvimento duas novas folhas por nó a cada mês, indicando que o biomonitoramento pode ser realizado com distribuição temporal e espacial. Os caracteres anatômicos foliares mais relevantes são os tricomas, sendo caracterizados quatro tipos (glandular, adpresso-escabro, base ramificada e estrigoso) que adsorvem o MP. No protocolo de remoção da deposição seca, o número de MP variou de acordo com os diferentes reagentes analíticos utilizados, sendo os mais significativos o ALCONOX&reg e a água régia, que apresentaram valores de remoção na faixa de 99-98% e de 94-99%. As estimativas das incertezas analíticas dos EGPs apresentam valores de uCPt=5% (Pt), uCPd=12% (Pd) e uCRh=5% (Rh) e as incertezas de amostragem, os valores de 57% para o Pd, 24% para a Pt e 27% para o Rh. Portanto, a incerteza expandida foi da Pt U=48%, Pd U=86% e Rh U=9%, a incerteza do Rh apresentou valor mais baixo por ser o elemento minoritário. A elevada sensibilidade do método para determinação dos EGPs apresentou limite de detecção de 0,1 pg g-1 para o Pd, 1,3 pg g-1 para Pt e 0,3 pg g-1 para o Rh e acompanhada boa reprodutibilidade. As concentrações dos EGPs encontradas na deposição seca nos vários pontos de coletas indicaram a clara diferença de acúmulo destes elementos entre o ponto de referência e os locais impactados, sugerindo que a liberação dos EGPS pelos catalisadores veiculares pode ser considerada alta. A evidência da presença dos EGPs na deposição seca foi confirmada por meio da análise da distribuição, que mostrou claramente a similaridade com o material de referência certificado Used Auto Catalystc-2557. As distribuições espaciais dos EGPs foram semelhantes para a Coleta 2, indicando os hot points da RMSP. As concentrações do EGPs foram ordenadas em Pt>Pd>Rh e foram mais baixas no ponto de coleta para controle das amostragens em comparação com os outros locais amostrados. Pode ser concluído que as folhas de T. granulosa foram validadas como biomonitor passivo dos EGPs constituintes de catalisadores veiculares.

    Palavras-Chave: particulates; atmospheric circulation; catalysts; automobiles; platinum metals; ruthenium; rhodium; palladium; osmium; iridium; platinum; survey monitors; bioremediation; remedial action; flowers; plants; sampling; data covariances; comparative evaluations; brazil

    Icon

  • IPEN-DOC 23922

    AQUINO, AFONSO R. de ; LANGE, CAMILA N. ; LIMA, CLARICE M. de; AMORIM, EDUARDO P. de; PALETTA, FRANCISCO C.; FERREIRA, HENRIQUE P. ; BORDON, ISABELLA C.A.C. ; ALMEIDA, JOSIMAR R. de; GOMES, MARCO A.U.G.; ZAMPIERI, MARIA C.T. ; OLIVEIRA, MARIA J.A. de ; CORREIA JUNIOR, PAULO de A.C.; SOUZA, RENATA R. de; MATTIOLO, SANDRA R.; RODRIGUES, SILVIA G.. Vulnerabilidade Ambiental. São Paulo: Blucher, 2017. 112 p.

    Notas de conteúdo: disponível em formato impresso e on-line

    Abstract: A questão ambiental é ampla e complexa, mas aos poucos tem sido colocada em pauta nos mais diversos setores sociais e, dessa maneira, a humanidade caminha para um desenvolvimento ambiental. Um mecanismo adotado para alcançar esse desenvolvimento é subdividir o tema em diversos aspectos, como gestão ambiental, riscos, políticas e práticas ambientais, sustentabilidade e preservação. É importante lembrar que todas essas subdivisões interagem entre si e que a abordagem de vulnerabilidade é mais uma nota que visa auxiliar a composição da complexa sinfonia. Este livro foi estruturado de forma a discutir as vulnerabilidades natural, ambiental e social, proporcionando ao leitor uma breve introdução ao conceito de vulnerabilidade. Além disso, são apresentados aqui os indicadores e índices de vulnerabilidade ambiental, ferramentas cruciais para avaliar quanto o ser humano está vulnerável ou quão fragilizado ele torna o meio em que se encontra. Isso ajuda a identificar as comunidades-alvo em que são necessárias medidas proativas, principalmente para prevenir as devastadoras consequências de eventos extremos que possam vir a ocorrer. O livro tem seu enfoque nas interfaces entre vulnerabilidade e mudanças climáticas, assim como entre ações humanas e poder público. Isso porque a avaliação da vulnerabilidade pode se tornar o núcleo de políticas públicas de âmbito regional, nacional ou internacional, funcionando como um “sistema de alerta precoce”. Da mesma maneira, a análise de vulnerabilidade ambiental pode servir como guia para cientistas e para o poder público, direcionando-os a uma melhor gestão dos recursos naturais.

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.