Navegação IPEN por assunto "azo dyes"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 18925

    MAGDALENA, CARINA P.; FUNGARO, DENISE A. ; CUNICO, PATRICIA. Absorção de AZO corante reativo utilizando material zeolítico: tempo de contato, pH, temperatura e efeito de sais / Reactive AZO dye adsorption using zeolitic material: contact time, pH, temperature and effect os salts. Periódico Tchê Química, v. 9, n. 17, p. 48-59, 2011.

    Palavras-Chave: textiles; industry; chemical effluents; azo dyes; adsorption; zeolites; coal; ashes; aqueous solutions; removal; industrial wastes; environmental impacts

    Icon

  • IPEN-DOC 15820

    CUNICO, PATRICIA; MAGDALENA, CARINA P.; CARVALHO, TEREZINHA E.M. de; FUNGARO, DENISE A. . Adsorcao de corante reativo preto 5 em solucao aquosa utilizando cinzas leves de carvao. In: INTERNATIONAL WORKSHOP ADVANCES IN CLEANER PRODUCTION, 2nd, May 20-22, 2009, Sao Paulo, SP. Proceedings... 2009.

    Palavras-Chave: adsorption; coal; fly ash; azo dyes; aqueous solutions

    Icon

  • IPEN-DOC 15580

    CARVALHO, TEREZINHA E.M. de . Adsorcao de corantes anionicos de solucao aquosa em cinza de carvao e zeolita de cinza leve de carvao / Adsorption of anionic dyes from aqueous solutions onto coal fly ash and zeolite synthesized from coal fly ash . 2010. Dissertacao (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, Sao Paulo. 108 p. Orientador: Denise Alves Fungaro. DOI: 10.11606/D.85.2010.tde-29082011-102142

    Abstract: Cinza leve de carvão, resíduo gerado em usina termelétrica, foi usada para sintetizar zeólita por meio de tratamento hidrotérmico com solução de NaOH. A cinza leve (CL-2) e a zeólita sintética (ZM-2) que foi predominantemente identificada como hidroxi-sodalita foram utilizadas como adsorventes dos corantes aniônicos índigo carmina (IC) e reativo laranja 16 (RL16) de soluções aquosas. Nos processos de adsorção, os efeitos de tempo de contato, concentração inicial de corantes, pH, massa de adsorventes e temperatura foram avaliados. O estudo cinético de adsorção demonstrou que os resultados apresentaram melhor ajuste ao modelo de pseudo-segunda ordem e que adsorção de superfície e difusão intrapartícula participaram no mecanismo de adsorção. Os parâmetros termodinâmicos demonstraram que a adsorção foi espontânea em todos os processos de adsorção. Os processos de adsorção foram de natureza endotérmica para todos os sistemas, com exceção do sistema IC/ZM-2, em que foi exotérmico. Os dados de entropia mostraram a ocorrência do aumento da desordem na interface sólido/solução durante a adsorção em todos os sistemas, exceto novamente no IC/ZM-2, no qual se verificou a diminuição da desordem na interface. As isotermas de adsorção ajustaram-se à equação linear de Langmuir. As capacidades máximas de adsorção foram 1,48 mg/g para o sistema IC/CL-2; 1,13 mg/g para IC/ZM-2; 0,96 mg/g para RL16/CL-2 e 1,14 mg/g para RL16/ZM-2 à temperatura ambiente. O estudo de dessorção realizado com água, com soluções aquosas ácidas e com solução aquosa básica demonstrou ser ineficiente tanto para a recuperação dos corantes quanto para a regeneração dos adsorventes.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; pollution; azo dyes; color; removal; adsorption; zeolites; fly ash; coal; kinetics; thermodynamics; x-ray diffraction; infrared spectra; spectroscopy

    Icon

  • IPEN-DOC 17885

    CUNICO, PATRICIA; FUNGARO, DENISE A. ; MAGDALENA, CARINA P.. Adsorção do reativo preto 5 de solução aquosa por zeólita de cinzas de carvão: estudos cinéticos e de equilíbrio. Periódico Tchê Química, v. 8, n. 16, p. 17-24, 2011.

    Palavras-Chave: zeolites; fly ash; azo dyes; adsorbents; aqueous solutions

    Icon

  • IPEN-DOC 20625

    MAGDALENA, C.P. ; FUNGARO, D.A. ; ALCANTARA, R.R.; BERTOLINI, T.C.R.. Adsorção em coluna de leito fixo do corante ácido laranja 8 sobre zeólita modificada com surfactante. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE ADSORÇÃO, 10., 27-30 de abril, 2014, Guaruja, SP. Anais... 2014.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; adsorption; zeolites; surfactants; azo dyes; extraction columns

    Icon

  • IPEN-DOC 15585

    MAGDALENA, CARINA P.; CUNICO, PATRICIA; FUNGARO, DENISE A. ; CARVALHO, TEREZINHA E.M. de. Aplicacao de zeolita de cinzas de carvao na remocao de azo corantes reativos de solucao aquosa. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIAS PARA O MEIO AMBIENTE, 2., 28-30 de abril, 2010, Bento Goncalves, RS. Anais... 2010.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; coal; ashes; zeolites; azo dyes; adsorption

    Icon

  • IPEN-DOC 17716

    PINHEIRO, ALESSANDRO de S. . Avaliação da toxicidade e genotoxixidade dos corantes azo reativos remazol preto B e remazol alaranjado 3R e da eficácia da radiação com feixe de elétrons na redução da cor e efeitos tóxico / Assessment of toxicity and genotoxicity of the reactive azo dyes remazol black B and remazol orange 3R and effectiveness of electron beam irradiation in the reduction of color and toxic effects . 2011. Tese (Doutoramento) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 125 p. Orientador: Sueli Ivone Borrely. DOI: 10.11606/T.85.2011.tde-02032012-135231

    Abstract: As indústrias têxteis desempenham um importante papel na economia nacional e mundial. Entretanto, do ponto de vista ambiental, suas atividades são consideradas como potencialmente poluidoras e utilizadoras de recursos naturais. Os corantes azo reativos são os principais corantes utilizados no setor para o tingimento do algodão no Brasil e no mundo. Devido à sua baixa fixação à fibra e a variações no processo de produção, cerca de 30 % da concentração inicial utilizada nos banhos de tingimento são perdidos e vão compor o efluente final. Esses compostos apresentam uma baixa biodegradabilidade e elevada solubilidade em água e, por isso, não são completamente removidos pelos processos biológicos convencionais. Os corantes quando descartados sem tratamento adequado no corpo dágua receptor podem causar modificações estéticas, alterar a fotossíntese e a solubilidade dos gases, além de serem tóxicos e genotóxicos para a biota. Os principais objetivos do trabalho foram avaliar a toxicidade e genotoxicidade de dois diferentes corantes azo reativos (Remazol Preto B RPB e Remazol Alaranjado 3R R3AR) e a eficiência de redução da cor e toxicidade após o uso da radiação com feixe de elétrons. Também foi analisada a toxicidade dos corantes em diferentes formas químicas, que podem ser encontradas nos efluentes. Os ensaios de toxicidade aguda realizados com Vibrio fischeri, Daphnia similis e Biomphalaria glabrata evidenciaram diferentes padrões de resposta para os corantes. Os dois corantes em suas formas químicas foram levemente tóxicos para Vibrio fischeri, com exceção da forma vinilsulfona do corante RPB que foi tóxico (CE(I)5015min = 6,23 mg L-1). Nos ensaios com Daphnia similis, o corante RPB foi levemente tóxico na sua forma original, sulfatoetilsulfona (CE(I)5048h = 91,25 mg L-1) e não apresentou toxicidade nas demais formas químicas. Entretanto, o corante RA3R foi tóxico para o dafnídeo, sendo muito tóxico na forma vinilsulfona (CE(I)5048h = 0,54 mg L-1). Não foi observada toxicidade nos ensaios com o organismo Biomphalaria glabrata. A toxicidade crônica foi avaliada com o organismo Ceriodaphnia dubia e o corante RPB apresentou valores de CENO e CEO iguais a 12,5 e 25 mg L-1, respectivamente, para a forma sulfatoetilsulfona. Após a hidrólise do corante (vinilsulfona e hidroxietilsulfona) foi observado um aumento os valores obtidos de CENO e CEO. Não foi verificado efeito crônico para o corante R3AR e suas formas químicas. O teste do cometa adaptado para o caramujo Biomphalaria glabrata foi utilizado para avaliar a genotoxicidade dos corantes. O corante RPB apresentou genotoxicidade nas concentrações mais elevadas (1 e 2 g L-1), com valores de dano quantitativo de 117 e 112 e o R3AR não foi genotóxico. O uso da radiação com feixes de elétrons demonstrou eficácia na remoção da cor dos corantes. Com a dose de 10 kGy foi possível uma redução de 97,64 % para RPB e de 96,8 % para R3AR. Após irradiação do corante RPB com a dose de 10 kGy foi evidenciada uma redução de 59,52 % da toxicidade aguda avaliada com Vibrio fischeri. Nas demais doses não houve redução significativa, assim como na avaliação com Daphnia similis, onde os valores de CE(I)5048h obtidos foram menores que o corante não irradiado. O corante R3AR apresentou diminuição da toxicidade mais acentuada após a radiação quando comparado com o RPB, com reduções de 82,95 % (V. fischeri) e 71,26 % (D. similis) com 10 kGy.

    Palavras-Chave: textile industry; azo dyes; washing; waste water; biodegradation; toxicity; reduction; electron beams; irradiation

    Icon

  • IPEN-DOC 12041

    HIGA, MARCELA C.; FUNGARO, DENISE A. ; SOMESSARI, ELIZABETH S.R. ; MAGDALENA, CARINA P.; GROSCHE, LUCAS C.; NETO, ANTONIO C.N.; BORRELY, SUELI I. . Electron beam irradiation and zeolites adsorption applied to dyeing effluents. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 8th/ MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 15th, Sept. 30 - Oct. 5, 2007, Santos, SP. Proceedings... Sao Paulo: ABEN, 2007, 2007.

    Palavras-Chave: adsorption; azo dyes; chemical effluents; daphnia; electron beams; experimental data; fly ash; irradiation; radiation doses; synthesis; textile industry; toxicity; waste water; zeolites

    Icon

  • IPEN-DOC 16129

    FUNGARO, D.A. ; BORRELY, S.I. ; MAGDALENA, C.P.. Estudos de equilibrio e modelagem cinetica da adsorcao do corante remazol vermelho RB sobre zeolita de cinzas de carvao modificada por surfactante. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE ADSORCAO, 8., 19-22 de setembro, 2010, Foz do Iguacu, PR. Anais... 2010.

    Palavras-Chave: coal; fly ash; zeolites; azo dyes; adsorption

    Icon

  • IPEN-DOC 13469

    CARVALHO, TEREZINHA E.M. de; MAGDALENA, CARINA P.; CUNICO, PATRICIA; YAMAURA, MITIKO ; FUNGARO, DENISE A. . Remocao de corante reativo laranja 16 (RL 16) de solucao aquosa usando cinzas leves de carvao mineral e zeolita sintetica. In: ENCONTRO BRASILEIRO SOBRE ADSORCAO, 7., 25-27 de junho, 2008, Campina Grande, PB. Anais... 2008.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; pollution; azo dyes; methyl orange; removal; adsorption; fly ash; coal; zeolites; textile industry

    Icon

  • IPEN-DOC 13445

    FUNGARO, DENISE A. ; YAMAURA, MITIKO ; CARVALHO, TEREZINHA E.M. de. Remocao de corante textil por adsorcao em zeolita de cinzas de carvao. In: SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENTAL WORLD CONGRESS, June 20-23, 2008, Rio de Janeiro, RJ. Proceedings... 2008.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; pollution; azo dyes; color; removal; adsorption; zeolites; ashes; coal; textile industry

    Icon

  • IPEN-DOC 13470

    MAGDALENA, CARINA P.; CUNICO, PATRICIA; CARVALHO, TEREZINHA E.M. de; FUNGARO, DENISE A. . Remocao de remazol vermelho RB de solucao aquosa usando zeolita de cinza de carvao. In: ENCONTRO BRASILEIRO SOBRE ADSORCAO, 7., 25-27 de junho, 2008, Campina Grande, PB. Anais... 2008.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; pollution; azo dyes; color; removal; adsorption; zeolites; ashes; coal; textile industry

    Icon

  • IPEN-DOC 15583

    FUNGARO, DENISE A. ; BORRELY, SUELI I. ; CARVALHO, TEREZINHA E.M.. Remocao do corante reativo laranja 16 de solucao aquosa usando zeolita de cinzas de carvao modificada por surfactante. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIAS PARA O MEIO AMBIENTE, 2., 28-30 de abril, 2010, Bento Goncalves, RS. Anais... 2010.

    Palavras-Chave: coal; fly ash; zeolites; azo dyes; adsorption

    Icon

  • IPEN-DOC 15823

    FUNGARO, DENISE A. ; REVA, JENNA; IZIDORO, JULIANA de C.. Remoção de vermelho do congo de solução aquosa por zeolitas de cinzas de carvão: estudo cinético e análise de isotermas de equilíbrio. Periódico Tchê Química, v. 6, n. 12, p. 25-32, 2009.

    Palavras-Chave: zeolites; adsorption; amines; azo dyes; indicators; sulfonic acids; coal; fly ash; kinetics; isotherms; aqueous solutions

    Icon

  • IPEN-DOC 23111

    ALCANTARA, RAQUEL R. . Síntese, caracterização, de nanomaterial zeolítico de cinzas de carvão organomodificado e aplicação como adsorvente na remediação de água contaminada por Rodamina B e Azul Direto 71 / Synthesis, characterization of organo-modifiedzeolitic nanomaterial from coal ash and application as adsorbent on remediation of contaminated water by rhodamine B and direct blue 71 . 2016. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 179 p. Orientador: Denise Alves Fungaro. DOI: 10.11606/D.85.2017.tde-30112016-130905

    Abstract: A síntese de zeólitas a partir de cinzas leves e pesadas de carvão mineral foi realizada por tratamento hidrotérmico alcalino, as quais foram nomeadas ZCL e ZCP, respectivamente. As zeólitas organomodificadas ZML e ZMP foram obtidas a partir da modificação superficial de ZCL e ZCP, respectivamente, utilizando o surfactante catiônico brometo de hexadeciltrimetilamônio. A partir das soluções remanescentes geradas na síntese de ZCL e ZCP foi possível sintetizar duas novas zeólitas. As características físicoquímicas dos nanomateriais zeolíticos sintetizados, bem como de suas respectivas matérias primas, tais como: capacidade de troca catiônica, massa específica, área específica, composição química, mineralógica e morfológica, entre outras, foram determinadas. Os adsorventes ZML e ZMP foram utilizados na remoção dos corantes Azul Direto 71 (DB71) e Rodamina B (RB) de soluções aquosas em sistema de batelada. Desta forma, quatro sistemas DB71/ZML, RB/ZML, DB71/ZMP e RB/ZMP foram investigados. Os modelos de pseudoprimeira ordem e pseudo-segunda ordem foram aplicados aos dados experimentais para o estudo da cinética de adsorção. O modelo de pseudosegunda ordem foi o que melhor descreveu o processo de adsorção de todos os sistemas corante/zeólita organomodificada. O equilíbrio da adsorção foi analisado a partir de quatro modelos de isoterma, sendo eles: Langmuir, Freundlich, Temkin e Dubinin-Radushkevich (D-R). Os resultados mostram que os modelos de Freundlich e Langmuir melhor descreveram os dados experimentais dos sistemas DB71/ZML e DB71/ZMP, respectivamente. Para os sistemas com RB, o modelo de D-R foi o que melhor se ajustou para ambos adsorventes ZML e ZMP. O planejamento fatorial 24 foi aplicado para a análise dos seguintes fatores que influenciam o processo de adsorção: concentração inicial do corante (Co), pH, dose de adsorvente (M) e temperatura (T). De acordo com as condições estudadas concluiu-se, com o intervalo de confiança igual a 95%, que para o sistema DB71/ZML, os fatores e suas interações que mais influenciam foram C0, M, pH, pH*M, pH*C0, M*C0, pH*M*C0, nessa ordem. No sistema DB71/ZMP, a ordem de influência foi: M, C0, pH, pH*M, pH*C0, M*C0, pH*M*C0. Para os sistemas RB/ZML e RB/ZMP, os resultados foram: M, C0, M*C0, pH, pH*M e M, C0, M*C0, respectivamente. O equilíbrio de adsorção foi atingido em cerca de 40 min para todas as amostras. As porcentagens de remoção do DB71 estavam na faixa de 50 80% e 20 50% para ZML e ZMP, respectivamente. A faixa de porcentagens de remoção do RB variou entre 60 80% e 30 50% para ZML e ZMP, respectivamente.

    Palavras-Chave: synthesis; site characterization; organic compounds; zeolites; desulfurization; nanomaterials; ashes; coal; adsorption; rhodamines; azo dyes; dyes; water pollution monitors; waste processing

    Icon

  • IPEN-DOC 20457

    MAGDALENA, CARINA P.; FUNGARO, DENISE A. . Studies on removal of acid orange 8 from aqueous solution using HDTMA-modified zeolite from coal bottom ash. International Journal of Advanced Research in Chemical Science, v. 1, n. 7, p. 23-33, 2014.

    Palavras-Chave: aqueous solutions; adsorbents; adsorption; azo dyes; zeolites; coal; fly ash; water waste

    Icon

  • IPEN-DOC 19056

    FUNGARO, DENISE A. ; BORRELY, SUELI I. ; CARVALHO, TEREZINHA E.M.. Surfactant modified zeolite from cyclone ash as adsorbent for removal of reactive orgae 17 from aqueous solution. American Journal of Environmental Protection, v. 1, n. 1, p. 1-9, 2013.

    Palavras-Chave: zeolites; azo dyes; cyclone separators; ashes; adsorbents; removal; aqueous solutions

    Icon

  • IPEN-DOC 12039

    PINHEIRO, ALESSANDRO de S.; HIGA, MARCELA C.; SILVEIRA, CARLOS G. da ; BORRELY, SUELI I. . Toxicity and colour reduction for azo dyes submitted to electron beam irradiation. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 8th/ MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 15th, Sept. 30 - Oct. 5, 2007, Santos, SP. Proceedings... São Paulo: ABEN, 2007, 2007.

    Palavras-Chave: azo dyes; aqueous solutions; color; reduction; electron beams; radiations; toxicity; ultraviolet spectrometer; spectrophotometers

    Icon

  • IPEN-DOC 13970

    FUNGARO, DENISE A. ; GROSCHE, LUCAS C.; PINHEIRO, ALESSANDRO de S.; HIGA, MARCELA C.; BORRELY, SUELI I. . Toxicity studies applied toevaluate the zeolites adsobent for treating methylene blue in wastewater. In: ANNUAL MEETING SOCIETY OF ENVIRONMENTAL TOXICOLOGY AND CHEMISTRY, 17th, May 20-24, 2007, Porto, Portugal. Proceedings... 2007.

    Palavras-Chave: azo dyes; adsorption; zeolites; methylene blue; toxicity; reduction

    Icon

  • IPEN-DOC 20640

    ALCANTARA, R.R.; FUNGARO, D.A. ; BERTOLINI, T.C.R.; MAGDALENA, C.P. . O uso de material zeolítico de cinzas de carvão organomodificado na remoção de azul direto 71 de soluções aquosas. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE ADSORÇÃO, 10., 27-30 de abril, 2014, Guaruja, SP. Proceedings... 2014.

    Palavras-Chave: zeolites; coal; adsorption; azo dyes; aqueous solutions; ashes

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.