Navegação Periódicos - Artigos por autor "NEVES, RAIANE A.L."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 28503

    BASSO, LUANA S.; MARANI, LUCIANO; GATTI, LUCIANA V. ; MILLER, JOHN B.; GLOOR, MANUEL; MELACK, JOHN; CASSOL, HENRIQUE L.G.; TEJADA, GRACIELA; DOMINGUES, LUCAS G. ; ARAI, EGIDIO; SANCHEZ, ALBER H.; CORREA, SERGIO M.; ANDERSON, LIANA; ARAGAO, LUIZ E.O.C.; CORREIA, CAIO S.C. ; CRISPIM, STEPHANE P.; NEVES, RAIANE A.L.. Amazon methane budget derived from multi-year airborne observations highlights regional variations in emissions. Communications Earth & Environment, v. 2, n. 1, p. 1-13, 2021. DOI: 10.1038/s43247-021-00314-4

    Abstract: Atmospheric methane concentrations were nearly constant between 1999 and 2006, but have been rising since by an average of ~8 ppb per year. Increases in wetland emissions, the largest natural global methane source, may be partly responsible for this rise. The scarcity of in situ atmospheric methane observations in tropical regions may be one source of large disparities between top-down and bottom-up estimates. Here we present 590 lower-troposphere vertical profiles of methane concentration from four sites across Amazonia between 2010 and 2018. We find that Amazonia emits 46.2 ± 10.3 Tg of methane per year (~8% of global emissions) with no temporal trend. Based on carbon monoxide, 17% of the sources are from biomass burning with the remainder (83%) attributable mainly to wetlands. Northwest-central Amazon emissions are nearly aseasonal, consistent with weak precipitation seasonality, while southern emissions are strongly seasonal linked to soil water seasonality. We also find a distinct east-west contrast with large fluxes in the northeast, the cause of which is currently unclear.

    Palavras-Chave: methane; emission; ecological concentration; climates; amazon river

  • IPEN-DOC 27964

    GATTI, LUCIANA V. ; BASSO, LUANA S.; MILLER, JOHN B.; GLOOR, MANUEL; DOMINGUES, LUCAS G. ; CASSOL, HENRIQUE L.G.; TEJADA, GRACIELA; ARAGAO, LUIZ E.O.C.; NOBRE, CARLOS; PETERS, WOUTER; MARANI, LUCIANO; ARAI, EGIDIO; SANCHES, ALBER H.; CORREA, SERGIO M.; ANDERSON, LIANA; VON RANDOW, CELSO; CORREIA, CAIO S.C. ; CRISPIM, STEPHANE P.; NEVES, RAIANE A.L.. Amazonia as a carbon source linked to deforestation and climate change. Nature, v. 595, n. 7867, p. 388-393, 2021. DOI: 10.1038/s41586-021-03629-6

    Abstract: Amazonia hosts the Earth’s largest tropical forests and has been shown to be an important carbon sink over recent decades. This carbon sink seems to be in decline, however, as a result of factors such as deforestation and climate change. Here we investigate Amazonia’s carbon budget and the main drivers responsible for its change into a carbon source. We performed 590 aircraft vertical profiling measurements of lower-tropospheric concentrations of carbon dioxide and carbon monoxide at four sites in Amazonia from 2010 to 2018. We find that total carbon emissions are greater in eastern Amazonia than in the western part, mostly as a result of spatial differences in carbon-monoxide-derived fire emissions. Southeastern Amazonia, in particular, acts as a net carbon source (total carbon flux minus fire emissions) to the atmosphere. Over the past 40 years, eastern Amazonia has been subjected to more deforestation, warming and moisture stress than the western part, especially during the dry season, with the southeast experiencing the strongest trends. We explore the effect of climate change and deforestation trends on carbon emissions at our study sites, and find that the intensification of the dry season and an increase in deforestation seem to promote ecosystem stress, increase in fire occurrence, and higher carbon emissions in the eastern Amazon. This is in line with recent studies that indicate an increase in tree mortality and a reduction in photosynthesis as a result of climatic changes across Amazonia.

    Palavras-Chave: climatic change; burns; carbon sources; emission; deforestation; troposphere; temperature measurement; environmental impacts; amazon river

  • IPEN-DOC 27421

    MARANI, LUCIANO; GATTI, LUCIANA V. ; MILLER, JOHN B.; DOMINGUES, LUCAS G. ; CORREIA, CAIO C.S. ; GLOOR, MANUEL; PETERS, WOUTER; BASSO, LUANA S.; CRISPIM, STEPHANE P.; NEVES, RAIANE A.L.. Métodos de estimativas de fluxo de gases de efeito estufa e a influência da ação humana na redução da capacidade de remoção de CO2 na Floresta Amazônica / Estimation methods of greenhouse gases fluxes and the human influence in the CO2 removal capability of the Amazon Forest. Revista Virtual de Química, v. 12, n. 5, p. 1129-1144, 2020. DOI: 10.21577/1984-6835.20200091

    Abstract: A Floresta Amazônica desempenha um papel importante para o clima tropical da América do Sul, em particular para a recirculação do vapor d’água para a atmosfera e representa um potencial reservatório de carbono que se fosse liberado totalmente contribuiria significativamente com o aquecimento global. Toda a região está sob forte pressão humana, através de exploração madeireira, conversão de floresta e outras formas de exploração de recursos. Este trabalho apresenta uma forma de examinar os fluxos de carbono na Amazônia, ao realizar perfis verticais atmosféricos de CO2 com aeronaves de pequeno porte regularmente e que sejam representativos de escalas regionais. Ao combinar estas medidas com os registros de background nas ilhas de Barbados e de Ascenção, o fluxo médio mensal de carbono para cerca de 20 % da Amazônia Brasileira pode ser estimado. Existem dois desafios primários nas medidas de CO2: precisão e acurácia. O método desenvolvido para garantir tanto a precisão quanto a acurácia dessas medidas também é apresentado. A análise das linhas de tendência entre as medidas no topo de perfil e das medidas realizadas abaixo da Camada Limite Planetária mostra uma mudança de contribuição ao longo do período estudado, que é confirmada quando se analisam os fluxos médios anuais de CO2. A tendência de mudança nos fluxos mostra comportamentos similares aos observados na mudança do uso da terra, principalmente na conversão de áreas de floresta em áreas de agropecuária, destacando a influência da ação humana na mudança da Amazônia Oriental de um sumidouro para um emissor de CO2 atmosférico.

    Palavras-Chave: climatic change; greenhouse gases; carbon dioxide; greenhouse effect; environment; environmental impacts; ambient temperature; earth atmosphere; amazon river

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.