Navegação Periódicos - Artigos por autor "PADILHA, A.F."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 10493

    HAYAMA, A.O.F.; SANDIM, H.R.Z.; LINS, J.F.C.; HUPALO, M.F.; PADILHA, A.F.. Annealing behavior of the ODS nickel-based superalloy PM 1000. Materials Science and Engineering, A, v. 371, n. 1-2, p. 198-209, 2004.

    Palavras-Chave: nickel base alloys; superalloys; recrystallization; recovery; microstructure; particles; magnetic flux; scanning electron microscopy; transmission electron microscopy

  • IPEN-DOC 09802

    PADILHA, A.F.; PLAUT, R.L.; RIOS, P.R.. Annealing of cold-worked austenitic stainless steels. ISIJ International, v. 43, n. 2, p. 135-143, 2003.

    Palavras-Chave: austenitic steels; cold working; annealing; martensite; recrystallization; grain growth; texture

  • IPEN-DOC 10525

    HUPALO, M.F.; PADILHA, A.F.; SANDIM, H.R.Z.; KLIAUGA, A.M.. Cold swaging, recovery and recrystallization of oligocrystalline incoloy MA 956 - Part I: Deformed state. ISIJ International, v. 44, n. 11, p. 1894-1901, 2004.

    Palavras-Chave: heat resisting alloys; deformation; swaging; strain hardening; microstructure; texture; optical microscopy; x-ray diffraction; electron diffraction

  • IPEN-DOC 10406

    HUPALO, M.F.; PADILHA, A.F.; SANDIM, H.R.Z.; KLIAUGA, A.M.. Cold swaging, recovery and recrystallization of oligocrystalline incoloy ma 956 - Part II: Annealed state. ISIJ International, v. 44, n. 11, p. 1902-1910, 2004.

    Palavras-Chave: heat resisting alloys; annealing; microstructure; transmission electron microscopy; recrystallization; texture; materials recovery; particles; electron diffraction

  • IPEN-DOC 09774

    RIOS, P.R.; PADILHA, A.F.. Comment on 'microstructural path and temperature dependence of recrystallization in commercial aluminum'. Scripta Materialia, v. 48, n. 11, p. 1561-1564, 2003.

    Palavras-Chave: aluminium; recrystallization; microstructure; grain boundaries; grain growth; kinetics; nucleation; equations

  • IPEN-DOC 12979

    ASSIS, S.L. ; ROGERO, S.O. ; ANTUNES, R.A.; PADILHA, A.F.; COSTA, I. . A comparative study of the in vitro corrosion behavior and cytotoxicity of a superferritic stainless steel, a Ti-13Nb-13Zr alloy, and an austenitic stainless steel in Hank' s solution. Journal of Biomedical Materials Research, B, v. 73, n. 1, p. 109-116, 2005.

    Palavras-Chave: stainless steels; corrosion resistance; titanium alloys; austenitic steels; biological materials; polarization; comparative evaluations; in vitro; electrochemistry; impedance; spectroscopy

  • IPEN-DOC 02728

    SICILIANO JUNIOR, F.; MONTEIRO, W.A. ; PADILHA, A.F.. Comparative study of the recrystallization of pure niobium and Nb-1 wt. percent Zr alloy. Zeitschrift fur Metallkunde, v. 86, n. 10, p. 713-18, 1995.

    Palavras-Chave: niobium; zirconium alloys; strain hardening; recrystallization; grain growth; deformation; electron beams; melting

  • IPEN-DOC 25855

    AGUIAR, D.J.M. de; PADILHA, A.F.; PLAUT, R.L.; SILVA, M.R. da; LIMA, N.B. de . Comparative study on the forming and reversion of strain-induced martensite in two duplex stainless steels: developing a model for VSM. Journal of Magnetism and Magnetic Materials, v. 485, p. 8-15, 2019. DOI: 10.1016/j.jmmm.2019.04.054

    Abstract: An original feature of this work is the proposal of two equations to fit the volume fraction of ferromagnetic (α+α′) phases that can be applied in the measurement of magnetic saturation of comminuted duplex and superduplex stainless steels (for example, powders or filed chips). Duplex stainless steels contain similar volume fractions of austenite (γ) and ferrite (α) in their microstructure. Two steels exemplify this class, namely the most widely used duplex UNS S31803 and superduplex UNS S32520 stainless steels. The phenomena of work hardening, formation, and reversion of strain-induced martensite (α′) in austenite were compared in both stainless steels. Samples were work-hardened and annealed under identical conditions, and their behavior was evaluated mainly through X-ray diffraction and magnetic measurements. Notably, the volume fraction of strain-induced α′ in duplex stainless steel was as high as 32%, which indicated that this steel had a greater tendency to form α′ than superduplex stainless steel, for which the corresponding value equaled 15%. Annealing at 650 °C for 2 h promoted the reversion of strain-induced α′ into γ, decreasing the volume fraction of the former phase from 32 to 2% (duplex) and from 15 to 6% (superduplex).

    Palavras-Chave: x-ray diffraction; stainless steels; martensite; chemical composition; ferromagnetism; magnetic fields; equations

  • IPEN-DOC 23520

    YOSHIKAWA, D.S.; TERADA, M. ; ASSIS, S.L. ; COSTA, I. ; PADILHA, A.F.. Correlation between microstructure and corrosion behavior of two Al–Fe–Si alloys. Materials and Corrosion, v. 67, n. 3, p. 286-296, 2016. DOI: 10.1002/maco.201508442

    Abstract: In this work, the corrosion behavior of the AA4006 alloy made by the twin roll caster process was evaluated using electrochemical impedance spectroscopy (EIS), anodic potentiodynamic polarization curves, and scanning electron microscopy (SEM). This alloy belongs to the Al–Fe–Si system and is present with higher amounts of Fe and Si than AA1050 aluminum. Electrochemical tests were performed in a sulfate solution with or without chloride ions, and two different areas of the AA4006 alloy were tested: at the surface and at the center of the sheet (half thickness). The results obtained were compared to the commercially pure AA1050 aluminum. Electrochemical tests carried out using the solution without chloride ions presented similar results; however, the addition of chloride ions resulted in localized corrosion in all samples. It was possible to compare the corrosion behavior of the studied materials analyzing these electrochemical data and the micrographs obtained by scanning electron microscopy.

    Palavras-Chave: microstructure; corrosion; corrosion resistance; aluminium alloys; iron alloys; silicon alloys; surfaces; intermetallic compounds; electrochemistry; impedance; spectroscopy

  • IPEN-DOC 13023

    TERADA, M.; ANTUNES, R.A.; PADILHA, A.F.; COSTA, I. . Corrosion resistance of three austenitic stainless steels for biomedical applications. Materials and Corrosion, v. 58, n. 10, p. 762-766, 2007.

    Palavras-Chave: austenitic steels; stainless steels; corrosion resistance; biological materials; implants; prostheses; biological materials; electrochemistry; polarization; impedance; spectroscopy

  • IPEN-DOC 17942

    FONTES, T.F.; MAGNABOSCO, R.; TERADA, M.; PADILHA, A.F.; COSTA, I. . Corrosion versus mechanical tests for indirect detection of alpha prime phase in UNS S32520 super duplex stainless steel. Corrosion, v. 67, n. 4, p. 045004-1 - 045004-7, 2011.

    Palavras-Chave: stainless steels; corrosion resistance; mechanical properties; microhardness; electrochemistry; impedance; spectroscopy

  • IPEN-DOC 07359

    SANDIM, H.R.Z.; PADILHA, A.F.; RANDLE, V.; BLUM, W.. Grain subdivision and recrystallization in oligocrystalline tantalum during cold swaging and subsequent annealing. International Journal of Refractory Metals and Hard Materials, v. 17, n. 6, p. 431-435, 1999.

    Palavras-Chave: tantalum; swaging; cold working; recrystallization; annealing; microstructure; grain orientation

  • IPEN-DOC 04463

    MARTINEZ, L.G. ; IMAKUMA, K. ; PADILHA, A.F.. Influence of niobium on stacking-fault energy of all-austenite stainless steels. Steel Research, v. 63, n. 5, p. 221-223, 1992.

    Palavras-Chave: stainless steels; austenitic steels; stacking faults; niobium

  • IPEN-DOC 13024

    TERADA, M.; ESCRIBA, D.M.; COSTA, I. ; MATERNA MORRIS, E.; PADILHA, A.F.. Investigation on the intergranular corrosion resistance of the AISI 316L(N) stainless steel after long time creep testing at 600 sup(o)C. Materials Characterization, v. 59, p. 663-668, 2008.

    Palavras-Chave: stainless steels; intergranular corrosion; corrosion resistance; creep; electrochemistry; precipitation

  • IPEN-DOC 09775

    RIOS, P.R.; PADILHA, A.F.. Microstructural path of recrystallization in a commercial Al-Mn-Fe-Si (AA3003) alloy. Materials Research, v. 6, n. 4, p. 605-613, 2003.

    Palavras-Chave: aluminium alloys; manganese alloys; iron alloys; silicon alloys; recrystallization; microstructure; equations; nucleation; grain boundaries; kinetics

  • IPEN-DOC 22581

    HERRERA, C.; LIMA, N.B. de ; KLIAUGA, A.M.; PADILHA, A.F.. Microstructure and texture of duplex stainless steel after melt-spinning processing. Materials Characterization, v. 59, n. 1, p. 79-83, 2008.

    Palavras-Chave: microstructure; texture; stainless steels; ferrite; austenite; optical microscopy; scanning electron microscopy; transmission electron microscopy; x-ray diffraction

  • IPEN-DOC 03751

    WALDHERR, U.; POHL, M.; NOGUEIRA, R.A.; PADILHA, A.F.. Microstructure and workability of inconel 718, as cast and heat-treated. Praktische Metallographie, v. 26, p. 174-185, 1989.

    Palavras-Chave: inconel 718; microstructure; materials working

  • IPEN-DOC 11747

    MARTORANO, M.A.; FORTES, M.A.; PADILHA, A.F.. A numerical method for curvature driven boudary migration. Modelling and Simulation in Materials Science and Engineering, v. 54, n. 10, p. p. 83-98, 2006.

    Palavras-Chave: grain boundaries; numerical solution; algorithms; calculation methods; least square fit

  • IPEN-DOC 12705

    MARTORANO, M.A.; SANDIM, H.R.Z.; FORTES, M.A.; PADILHA, A.F.. Observations of grain boundary protrusions in static recrystallization of high-purity bee metals. Scripta Materialia, v. 56, p. 903-906, 2007.

    Palavras-Chave: metals; bcc lattices; grain boundaries; microstructure; recrystallization

  • IPEN-DOC 08224

    SANDIM, H.R.Z.; PADILHA, A.F.. On the sinterability of commercial-purity niobium. Key Engineering Materials, v. 189/191, p. 296-301, 2001.

    Palavras-Chave: niobium; sintering; temperature range 1000-4000 k; microstructure; grain growth; density; shrinkage; porosity

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.