Navegação Eventos - Artigos por Autores IPEN "IZIDORO, J.C."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 23865

    BERTOLINI, T.C.R.; MAGDALENA, C.P. ; IZIDORO, J.C. ; CUNICO, P.; FUNGARO, D.A. . Adsorção de ácido laranja 8 de solução aquosa sobre zeólitas sintetizadas a partir de cinzas leves de carvão modificadas por surfactante. In: INTERNATIONAL WORKSHOP: ADVANCES IN CLEANER PRODUCTION, 4th, May 22-24, 2013, São Paulo, SP. Anais... 2013. p. 1-10.

    Abstract: A adsorção do corante ácido laranja 8 (AL8) sobre zeólitas de cinzas leves de carvão modificadas por surfactante foi avaliada. As cinzas de carvão utilizadas na síntese da zeólita (ZCC) por tratamento hidrotérmico alcalino foram coletadas nas Usinas Termelétricas Jorge Lacerda (SC) e Figueira (PR). A modificação das zeólitas foi realizada pela mistura de ZCC com o surfactante brometo de hexadeciltrimetilamônio e os materiais obtidos foram zeólita modificada de Jorge Lacerda (ZMJ) e zeólita modificada de Figueira (ZMF). O equilíbrio de adsorção do corante foi atingido após 90 min para a ZMJ e a ZMF. Os dados experimentais ajustaram-se melhor ao modelo cinético de pseudo-segunda-ordem para ambos adsorventes. O equilíbrio de adsorção foi descrito em termos das isotermas de Langmuir e Freundlich e o modelo de Freundlich foi o mais compatível com os dados experimentais para ZMJ e ZMF. As capacidades de adsorção máximas foram 5,29 mg g-1 para o sistema AL8/ZMJ e 1,79 mg g-1 para o sistema AL8/ZMF.

    Icon

  • IPEN-DOC 21720

    ALCANTARA, R.R.; IZIDORO, J.C. ; FUNGARO, D.A. . Adsorção do corante rodamina B de solução aquosa sobre zeólita de cinzas pesadas de carvão modificada por surfactante. In: INTERNATIONAL WORKSHOP ADVANCES CLEANER PRODUCTION 5th, May 20-22, 2015, São Paulo, SP. Proceedings... 2015.

    Palavras-Chave: adsorption; zeolites; dyes; contamination; rhodamines; aqueous solutions; coal; ashes

    Icon

  • IPEN-DOC 23883

    PRETTO, A. ; IZIDORO, J.C. ; GATTI, L.V. ; CORREIA, C.S.C. ; MARTINEWSKI, A. ; BASSO, L.S. ; BORGES, V.F. ; ROSSATI, C.; MILLER, J.B.; CROTWELL, A.; TANS, P.. Analysis of the influence of co2 concentration and others external factors on the N2O quantification. In: MEETING ON CARBON DIOXIDE, OTHER GREENHOUSE GASES AND RELATED TRACERS MEASUREMENT TECHNIQUES, 17th, June 10-13, 2013, Beijing, China. Proceedings... 2013.

    Icon

  • IPEN-DOC 23243

    CAMPELLO, F.A. ; IZIDORO, J.C. ; GHILHEN, S.N. ; FUNGARO, D.A. . Estudo da imobilização de elementos tóxicos presentes nas cinzas de carvão por meio do tratamento com agentes imobilizadores. In: INTERNATIONAL WORKSHOP - ADVANCES IN CLEANER PRODUCTION, 6th, May 24-26, 2017, São Paulo, SP. Proceedings... 2017. p. 1-9.

    Abstract: A capacidade de imobilização de elementos tóxicos presentes nas cinzas de carvão usando orgânosilano (OS) e surfactante (SF) como agentes imobilizadores foi determinada por experimentos em batelada. As cinzas de carvão utilizadas no estudo foram coletadas na Usina Termelétrica de Figueira, localizada na cidade de Figueira, Estado do Paraná. Primeiramente, a influência da relação massa de cinzas/volume de água na concentração dos elementos nos lixiviados foi avaliada. Posteriormente, as capacidades de imobilização de elementos tóxicos usando os diferentes agentes imobilizadores, o pH e a condutividade dos lixiviados foram determinados. Observou-se uma significativa redução da concentração dos elementos para todas as amostras de lixiviados das cinzas tratadas com OS. As reduções de concentração usando OS foram de 89%, 77%, 42% e 11% para Cr, Mo, As e Se, respectivamente. No ensaio das cinzas tratadas com SF, a redução de concentração nos lixiviados estava acima de 60% para todos os elementos. Esses resultados mostram que tanto o orgânosilano, como o surfactante podem ser usados como agentes imobilizadores para retenção de elementos tóxicos presentes nas cinzas de carvão.

    Icon

  • IPEN-DOC 24998

    SILVA, K.C. ; GUILHEN, S.N. ; IZIDORO, J.C. ; FUNGARO, D.A. . Removal of cadmium and zinc from aqueous solutions using zeolite synthesized from coal fly ash and industrial aluminium waste. In: ENCONTRO BRASILEIRO SOBRE ADSORCAO, 12., 23-25 de abril, 2018, Gramado, RS. Anais... 2018.

    Abstract: Coal fly ash can be used as a source of Silicon and Aluminum for 4A zeolite synthesis. It is necessary to consider the adequate proportion of Si / Al for the synthesis, so the aluminum waste from tertiary industry was used as an alternative and sustainable aluminum source. The synthesis was carried out by alkaline fusion followed by the hydrothermal treatment obtaining sodium aluminosilicate, which was then crystallized in NaOH solution. The samples were characterized by XRF, XRD and cation exchange capacity. The zeolite produced has the capacity to adsorb the Cd (II) and Zn (II) ions from aqueous solutions. The maximum adsorption capacity was 78.0 and 35.8 mg.g-1 for the Cd and Zn, respectively. The results showed that the aluminum waste and the fly ash together can be transformed into zeolite A, considered as value-added material and with promising adsorption properties.

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.