Navegação Livros - Capítulos por autor "OLIANI, WASHINGTON L."

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 23237

    OLIANI, WASHINGTON L. ; PARRA, DUCLERC F. ; LIMA, LUIS F.C.P. ; OTAGURO, HARUMI; FERRETO, HELIO F.R. ; LUGAO, ADEMAR B. . Contribution to the β relaxation study of the HDPE, LDPE and LLDPE. In: IKHMAYIES, SHADIA (Ed.); LI, BOWEN (Ed.); CARPENTER, JOHN S. (Ed.); LI, JIAN (Ed.); HWANG, JIANN-YANG (Ed.); MONTEIRO, SERGIO N. (Ed.); FIRRAO, DONATO (Ed.); ZHANG, MINGMING (Ed.); PENG, ZHIWEI (Ed.); ESCOBEDO-DIAZ, JUAN P. (Ed.); BAI, CHENGUANG (Ed.); KALAY, YUNUS E. (Ed.); GOSWAMI, RAMASIS (Ed.); KIM, JEONGGUK (Ed.). Characterization of Minerals, Metals, and Materials. Gewerbestrasse, Switzerland: Springer International Publishing AG., 2017. p. 617-626, (The Minerals, Metals & Materials Series).

    Abstract: The activation of three polyethylenes, the low density, the high density and the linear low density polyethylene, was determined by means of dynamic mechanical analysis (DMA). Storage modulus and tan δ spectra were obtained as a function of the temperature from −60 to 50 °C with a heating rate of 2° min−1 at frequencies of 1, 2 and 5 Hz and measurement strain amplitude of 10−5. In the tan δ spectra, a small peak in the β region of the three polyethylenes was found and substantiated by subtracting the growing exponential background. This procedure was based on a model that associates the dislocation motion on metals under cyclic stress to vibrating strings and considering the same for the polymeric chains. For the determination of the activation energy we have utilized the frequency versus the reciprocal of the absolute temperature peak of the tan δ. The values obtained for the three polyethylenes, the low density, the high density and the linear low density were, 362 ± 12, 266 ± 9 and 197 ± 6 kJ mol−1, respectively, which were compared with those presented in the literature.

  • IPEN-DOC 25626

    ROMANO, REBECA da S.G. ; OLIANI, WASHINGTON L. ; KUMAR, VIJAYA R.; PARRA, DUCLERC F. ; LUGAO, ADEMAR B. . Differences in properties of pro-degradant added PP and gamma-irradiated PP under environmental aging. In: LI, BOWEN (Ed.); LI, JIAN (Ed.); IKHMAYIES, SHADIA (Ed.); ZHANG, MINGMING (Ed.); KALAY, YUNUS E. (Ed.); CARPENTER, JOHN S. (Ed.); HWANG, JIANN-YANG (Ed.); MONTEIRO, SERGIO N. (Ed.); BAI, CHENGUANG (Ed.); ESCOBEDO-DIAZ, JUAN P. (Ed.); SPENA, PASQUALE R. (Ed.); GOSWAMI, RAMASIS (Ed.). Characterization of Minerals, Metals, and Materials. Cham, CZ, Switzerland: Springer Nature Switzerland AG, 2019. p. 591-603, (The Minerals, Metals & Materials Series). DOI: 10.1007/978-3-030-05749-7_59

    Abstract: Polypropylene (PP) is used for different sectors of the industry and in consequence produces a large amount of waste discarded at landfills causing serious environmental impacts. Controlled degradation of PP can be achieved by exposing the polymers to defined parameters, such as absorbed radiation dose, weather, oxygen, etc. The aim of this study was to compare two methods of accelerated degradation: gamma irradiation of PP 20 kGy and the incorporation of the commercial pro-degradant d2w® (1 wt%) in PP. Dumbbell samples were manufactured by the injection process and exposed to the environment aging for 90 days. Structural changes in PP macromolecules are created upon exposure to ionizing radiation such as main chain scission, crosslinking and peroxidation (in presence of air). Differential scanning calorimetry (DSC), thermogravimetric analysis (TG), scanning electron microscopy (SEM), energy-dispersive spectroscopy (EDX), X-ray fluorescence, Fourier-transformed infrared spectroscopy (FTIR) and mechanical tests characterized the samples. The samples previously irradiated, PP 20 kGy, after natural aging showed higher oxidation and presence of surface cracks than the PP d2w®. They also showed presence of carbonyl groups and decrease of melting temperature corroborating with oxo-degradation.

    Palavras-Chave: polypropylene; ionizing radiations; gamma radiation; residues; wastes; environment; aging; calorimetry

  • IPEN-DOC 24234

    ROMANO, REBECA S.G. ; OLIANI, WASHINGTON L. ; PARRA, DUCLERC F. ; LUGAO, ADEMAR B. . Effects of environmental aging in polypropylene obtained by injection molding. In: MAAZOUZ, ABDERRAHIM (Ed.). INTERNATIONAL CONFERENCE OF THE POLYMER PROCESSING SOCIETY, 32nd. Melville, NY: AIP Publishing, 2017. p. 140001-1 - 140001-5, (AIP Conference Proceedings 1914).

    Notas de conteúdo: Conference date: July 25-29, 2016. Location: Lyon, France

    Abstract: UV light, heat, and pollutants can interact with Polypropylene (PP) molecules, mainly with the tertiary carbon producing free radicals which can react with oxygen producing changes in its properties. PP has outstanding chemical and physical properties, and a good processability at very low market price. In addition PP is extensively used for manufacturing various kinds of products, however due to its large scale consumption a lot of waste is generated at the end of their life cycle to the environment with low rate degradation. This study has the objective of comparing the environmental exposure of PP (spheres) neat and PP (spheres) irradiated with 20 kGy. Dumbbell samples were manufactured by injection molding and exposed to the environment during 90 days. Another one set was exposed to gamma irradiation at 20 kGy total dose and exposed at the same conditions. The samples were characterized by Mechanical Testing, Fourier Transform Infrared Spectroscopy (FTIR), Scanning Electron Microscopy (SEM), and Differential Scanning Calorimetry (DSC). The dumbbell samples PP 20 kGy, after environmental aging, showed oxidation with presence of surface cracks more intensely than the PP spheres neat.

  • IPEN-DOC 24658

    OLIANI, WASHINGTON L. ; PARRA, DUCLERC F. ; RANGARI, VIJAYA K.; LINCOPAN, NILTON; LUGAO, ADEMAR B. . Irradiation influence on the properties of HMS-Polypropylene Clay/AgNPs nanocomposites. In: LI, BOWEN (Ed.); LI, JIAN (Ed.); IKHMAYIES, SHADIA (Ed.); ZHANG, MINGMING (Ed.); KALAY, YUNUS E. (Ed.); CARPENTER, JOHN S. (Ed.); HWANG, JIANN-YANG (Ed.); MONTEIRO, SERGIO N. (Ed.); FIRRAO, DONATO (Ed.); BROWN, ANDREW (Ed.); BAI, CHENGUANG (Ed.); PENG, ZHIWEI (Ed.); ESCOBEDO-DIAZ, JUAN P. (Ed.); GOSWAMI, RAMASIS (Ed.); KIM, JEONGGUK (Ed.). Characterization of Minerals, Metals, and Materials. TMS. Cham, CZ, Switzerland: Springer International Publishing AG, 2018. p. 583-595, (The Minerals, Metals & Materials Series). DOI: 10.1007/978-3-319-72484-3_62

    Abstract: Due to its versatility and low cost, polypropylene (PP) is one of the most widely used polymers in the world, consequently in research and development of new products. The polypropylene modified was prepared by gamma irradiation in acetylene at 12.5 kGy dose, technical polymer also known as high-melt-strength-polypropylene (HMSPP). It was mixed with montmorillonite (MMT) clay and silver nanoparticles (AgNPs) for bactericide activity. HMS-Polypropylene-clay -silver nanocomposites were manufactured using twin-screw extruders. Those materials were prepared by a melt mixing process via twin screw extrusion with a wide range of processing conditions. The polypropylene nanocomposites (PPNC) surfaces were exposed to gamma-radiation (60Co) source in presence of nitrogen as inert atmosphere at 1; 3; 5; 10; 20 and 50 kGy doses for modified the surfaces in order to enhance biocide activity. The samples surfaces were characterized by Differential Scanning Calorimetry (DSC), X-ray Diffraction (XRD), Thermogravimetric Analysis (TGA), Scanning Electron Microscopy (SEM), Energy Dispersive Spectroscopy (EDX) and evaluated by determination of bactericide effects. The results indicate the formation of structures predominantly intercalated of HMSPP nanocomposite. Contact tests for antibacterial activity of the hybrid polymer were applied against Escherichia coli (Gram-negative) and Staphylococcus aureus (Gram-positive) bacteria. The irradiations on the samples surfaces were insufficient to promote activity on contact biocide tests.

    Palavras-Chave: nanocomposites; polypropylene; irradiation; gamma radiation; silver; clays; germicides; montmorillonite

  • IPEN-DOC 23238

    OLIANI, WASHINGTON L. ; FERMINO, DANILO M.; KOMATSU, LUIZ G.H. ; LUGAO, ADEMAR B. ; RANGARI, VIJAYA K.; LINCOPAN, NILTON; PARRA, DUCLERC F. . Preparation and characterization of polyethylene nanocomposites with clay and silver nanoparticles. In: IKHMAYIES, SHADIA (Ed.); LI, BOWEN (Ed.); CARPENTER, JOHN S. (Ed.); LI, JIAN (Ed.); HWANG, JIANN-YANG (Ed.); MONTEIRO, SERGIO N. (Ed.); FIRRAO, DONATO (Ed.); ZHANG, MINGMING (Ed.); PENG, ZHIWEI (Ed.); ESCOBEDO-DIAZ, JUAN P. (Ed.); BAI, CHENGUANG (Ed.); KALAY, YUNUS E. (Ed.); GOSWAMI, RAMASIS (Ed.); KIM, JEONGGUK (Ed.). Characterization of Minerals, Metals, and Materials. Gewerbestrasse, Switzerland: Springer International Publishing AG., 2017. p. 709-718, (The Minerals, Metals & Materials Series).

    Abstract: Polyethylene is widely used for packing applications. Different grades of polyethylene, LLDPE and LDPE play a major role in the film blowing industry. The use of nanoclay in polymer matrices (non-polar) requires the use of a compatibilizer agent, ethylene graft maleic anhydride copolymer (PE-g-MA), which acts as a bridge for nanoclay-matrix-interaction. In our study, blown films of LLDPE, LDPE, and their blends were produced using a twin screw extruder. The combination of PEs as matrix, montmorillonite (MMT) and silver nanoparticles (AgNPs) intended to improve mechanical and thermal properties. Nanocomposites films with 1 wt% of montmorillonite and 0.5–1.0 wt% silver nanoparticles were prepared by blow extrusion and evaluated. Nanoclay intercalation/exfoliation degree was investigated by X-ray diffraction spectroscopy (XRD) and scanning electron microscopy (SEM). Mechanical and thermal properties were evaluated. The results showed optimum dispersion at intercalation/exfoliation levels for polyethylene nanocomposite (PENC), slight increasing in mechanical and especially improvement in thermal properties.

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.