Repositório Digital - IPEN/SP: Submissões recentes

  • IPEN-DOC 23450

    TORRES, WALMIR M. . Projeto de concepção do sistema do circuito hidrodinâmico para testes de elementos combustíveis (Orquídea). São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Março, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-007-00-RELT-002-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o projeto de concepção do Circuito Hidrodinâmico para Testes de Elementos Combustíveis - Orquídea. O projeto tem como principal característica a utilização de equipamentos e componentes do LOOP 70 visando diminuir os custos e tempo de construção. Nele são descritas as principais características de operação do circuito e dos seus equipamentos.

    Icon

  • IPEN-DOC 23449

    TORRES, WALMIR M. . Circuitos hidrodinâmicos para testes de elementos combustíveis de reatores de pesquisa e potência. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Março, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-007-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o resultado de um estudo sobre circuitos hidrodinâmicos para testes de elementos combustíveis (ECs) de reatores de pesquisa e potência construídos por institutos de pesquisas, empresas e universidades em vários países. Estes testes tem como objetivos: fornecer subsídios para a qualificação de elementos combustíveis; fornecer informações para modificações do projeto de elementos combustíveis; avaliação da resistência em operação normal; avaliação em condições críticas (Ex: velocidade de escoamento crítica em ECs do tipo placas planas - MTR); estudos de desgaste entre grades espaçadoras e varetas combustíveis; estudos de vibrações induzidas pelo escoamento; entre outros. Esse relatório apresenta, de forma resumida, as principais características operacionais desses circuitos experimentais, assim como alguns dos resultados obtidos. Maiores detalhes sobre os circuitos, os experimentos e os resultados podem ser obtidos nos documento de referência listados no final do documento.

    Icon

  • IPEN-DOC 23448

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 2 “Características de Local” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-031-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 2 “Características do Local” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23447

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 4 “Edifícios e Estruturas” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-033-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 4 “Edifícios e Estruturas” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23446

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 3 “Princípios de Segurança e Critérios de Projeto” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB- 01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-032-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 3 “Princípios de Segurança e Critérios de Projeto” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23445

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 1 “Introdução e Descrição Geral da Instalação” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-030-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 1 “Introdução e Descrição Geral da Instalação” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23444

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 5 “Conjunto Crítico” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-034-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 5 “Conjunto Crítico” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23443

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 7 “Instrumentação e Controle” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-036-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 7 “Instrumentação e Controle” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23442

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 8 “Energia Elétrica” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-037-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 8 “Energia Elétrica” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23441

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 6 “Dispositivos Técnicos de Segurança” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-035-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 6 “Dispositivos Técnicos de Segurança” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23440

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 11 “Gerência de Rejeitos Radioativos” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-040-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 11 “Gerência de Rejeitos Radioativos” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23439

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 10 “Programa Experimental” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-039-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 10 “Programa Experimental” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23438

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 9 “Sistemas Auxiliares” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-038-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 9 “Sistemas Auxiliares” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23437

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 14 “Comissionamento” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-043-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 14 “Comissionamento” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23436

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 13 “Condução da Operação” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-042-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 13 “Condução da Operação” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23435

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 12 “Proteção Radiológica” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-041-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 12 “Proteção Radiológica” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23434

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 17 “Programa de Garantia da Qualidade” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-046-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 17 “Programa da Garantia da Qualidade” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23433

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 16 “Especificações Técnicas” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-045-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 16 “Especificações Técnicas” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23432

    MURA, LUIZ E.C. . RAS Capítulo 15 “Análise de Segurança” do Relatório de Segurança do Reator IPEN/MB‐01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-044-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório apresenta o Capítulo 15 “Análise de Segurança” do Relatório de Análise de Segurança Revisão 4 do Reator IPEN/MB-01. Este documento foi elaborado para atender um dos requisitos necessários para a obtenção do licenciamento do Reator IPEN/MB-01 Núcleo Tipo Placa junto ao órgão licenciador CNEN.

    Icon

  • IPEN-DOC 23431

    SHORTO, JULIAN M.B. . Cálculo do inventário de produtos de fissão do núcleo do reator IPEN/MB-01 para estimativa do termo fonte de acidentes radiológicos com liberação atmosférica. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Abril, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-056-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este relatório é parte integrante do projeto de adaptação das instalações do reator IPEN/MB-01 para substituição do atual núcleo de varetas por um núcleo de elementos combustíveis de placas paralelas. Seu objetivo é calcular o inventário de produtos de fissão do núcleo de placas paralelas com o intuito de estimar o termo-fonte a ser considerado na avaliação de acidentes que envolvam liberação de radionuclídeos para a atmosfera. Foram consideradas as situações em que há liberação do material radioativo de uma placa combustível ou de um conjunto de oito elementos combustíveis. Após 30 dias de decaimento, todos os valores de atividade do inventário do núcleo de placas paralelas são inferiores aos do inventário do núcleo de varetas nas mesmas condições de irradiação.

    Icon

  • IPEN-DOC 23430

    SAUER, MARIA E.L.J. . Análise de consequências de acidentes com substâncias inflamáveis e/ou explosivas no sítio do IPEN, para o prédio do reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Janeiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-050-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este trabalho apresenta a análise de acidentes com substâncias inflamáveis e/ou explosivas no sítio do Ipen, com o objetivo de avaliar o potencial de danos destas ocorrências na integridade física e na operação do Reator Ipen/MB-01. Os resultados deste estudo serão utilizados para atualizar o Relatório de Análise de Segurança (RAS) da instalação, que deverá ser submetido à CNEN, como parte das exigências a serem cumpridas para obtenção da renovação da licença de operação, em razão da modificação do núcleo do reator. A partir das informações obtidas junto às áreas técnicas do instituto e do levantamento de dados em campo, foram identificadas amônia, GLP e óleo diesel como as substâncias perigosas presentes em maiores quantidades no Ipen. Dentre as hipóteses de acidentes postuladas numa Análise Preliminar de Perigos (APP), em função da periculosidade destas substâncias, foram selecionadas aquelas com potencial de gerar danos ao prédio do Reator Ipen/MB-01. Os dados necessários para a avaliação da vulnerabilidade do reator aos efeitos físicos gerados pelos acidentes postulados considerados relevantes foram obtidos das simulações dos cenários acidentais efetuadas com o aplicativo computacional PHAST Professional®- versão 7.1. Também são apresentadas considerações acerca da possibilidade da ocorrência de acidentes no transporte de produtos perigosos no sítio do Ipen, como fonte de risco para o Reator Ipen/MB-01.

    Icon

  • IPEN-DOC 23429

    MATTAR NETO, MIGUEL ; MIRANDA, CARLOS A. de J. . Corrosão de itens internos dos VORECONs. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Agosto, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IPPG-004-00-RELT-003-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Neste relatório avaliou-se as condições encontradas nas inspeções realizadas nos VORECONs bem como foi feito um levantamento por meio de referências obtidas na literatura aberta das taxas de corrosão de diversos materiais como aços carbono, aços baixa liga e aços austeníticos em diversos ambientes com ênfase na corrosão atmosférica. Foram obtidas taxas de corrosão para o material do eixo de alta velocidade, o aço 42CRMo4, sob condições bem mais severas que as que os VORECONs foram submetidos. Conclusões e comentários foram estabelecidos com base nestas informações.

    Icon

  • IPEN-DOC 23428

    MATTAR NETO, MIGUEL ; MIRANDA, CARLOS A. de J. . Avaliação da integridade estrutural da barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT-1234002 A/B - etapa 2 – avaliação dos mecanismos de deterioração aplicáveis. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Junho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IPPG-004-00-RELT-002-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Uma das conclusões do relatório técnico [01] é que "... considerando todos os aspectos técnicos relativos aos materiais, projeto, fabricação, inspeções e testes da barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT- 1234002 A/B, não seria esperado nenhum mecanismo de deterioração associado aos efeitos de exposição interna ao H2S. Ainda assim, seguindo uma abordagem conservadora, sugere-se que seja feita uma avaliação de integridade estrutural em posições críticas postulando, para essas avaliações, mecanismos potenciais de corrosão sob tensão indicados na API 579-1/ASME FFS-1 [02], isto é, ASCC (Alkaline Stress Corrosion Cracking) – The cracking of a metal produced by the combined action of corrosion in an aqueous alkaline environment containing H2S, CO2, and tensile stresses (residual or applied). SSC (Sulfide Stress Cracking) – Cracking of a metal under the combined action of tensile stress and corrosion in the presence of water and H2S (a form of hydrogen stress cracking)." Assim, apresenta-se aqui uma avaliação detalhada cenários de mecanismos de deterioração aplicáveis à barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT-1234002 A/B.

    Icon

  • IPEN-DOC 23427

    YAMAGUCHI, MITSUO . Análise de Criticalidade do Cofre de Salvaguardas (Sala 21) do Prédio 96 do Centro de Combustível Nuclear (CCN). São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-CCN-007-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Este relatório apresenta a análise de criticalidade do cofre de salvaguardas (sala 21 do prédio 96) do Centro de Combustível Nuclear (CCN) para armazenamento das placas combustíveis e/ou elementos combustíveis do núcleo de placas do Reator IPEN/MB-01. A análise foi feita com o sistema SCALE4.4a.

    Icon

  • IPEN-DOC 23426

    RIBEIRO, MARIA A.M. . Sistema de Blowdown para a Torre de Resfriamento A do Reator IEA-R1. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IEAR1-132-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: O presente trabalho visa contribuir com a melhoria de operação do reator IEAR-1 pela otimização da operação da torre A do mesmo. A operação das torres A e B vem sendo prejudicada pela intermitência operacional principalmente pela decantação de sólidos decorrentes de um processo de corrosão nas tubulações do sistema de resfriamento secundário. Esta decantação tem levado à necessidade de parada da mesma para remoção dos sólidos que estão depositados na bacia. A metodologia proposta neste relatório visa propor uma solução para melhorar a qualidade da água de processo pela introdução de uma purga contínua (blowdown), que é necessária para evitar a concentração de produtos na água de processo em decorrência do processo de evaporação. Também é proposta a alteração do local de alimentação da água de reposição da torre A para que fique o mais distante possível do bocal de captação do retorno de água para o secundário. Neste relatório também foi efetuada uma proposta deste sistema com o cálculo do mesmo e a comparação com o valor, já proposto pelo fabricante da torre, no data book da mesma. É importante que ao implantar o blowdown a empresa que efetua o tratamento de água das torres seja avisada com antecedência. É importante notar que a vazão de blowdown e evaporação de torres de resfriamento é proporcional à potência gerada no reator que é quase que totalmente convertida em calor, o qual é dissipado na torre.

    Icon

  • IPEN-DOC 23425

    MATTAR NETO, MIGUEL ; MIRANDA, CARLOS A. de J. . Avaliação da integridade estrutural da barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT-1234002 A/B - etapa 1 – análise da documentação de projeto, fabricação, inspeções e testes. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Junho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IPPG-004-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: A primeira parte desse documento se refere à coleta e avaliação de documentos de projeto, fabricação, inspeções e testes da barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B [01] e FT- 1234002 A/B[02] com ênfase no histórico de ocorrências relacionadas ao projeto, materiais, fabricação e montagem, e inspeções e testes desses equipamentos. Em seguida é apresentada a avaliação de documentos coletados relacionados a mecanismos de deterioração e modos de falha de equipamentos em condições de trabalho semelhantes às das barreiras de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT-1234002 A/B (de Unidades de Remoção de H2S [03]). Finalizando, é emitido parecer sobre as condições observadas na documentação de projeto, fabricação, inspeções e testes da barreira de pressão dos filtros FT-1234001 A/B e FT- 1234002 A/B com base no histórico de ocorrências relacionadas aos equipamentos e nas especificações técnicas e base normativa aplicáveis a eles.

    Icon

  • IPEN-DOC 23424

    MATTAR NETO, MIGUEL ; MIRANDA, CARLOS A. de J. . Avaliação de falha de tubulação em teste hidrostático. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Agosto, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IPPG-004-00-RELT-004-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Neste relatório avaliaram-se as condições de projeto, fabricação, inspeção e testes de uma tubulação que falhou durante o teste hisdrostático. Foi indicado o modo de falha potencial da tubulação e foram feitas avaliações de integridade estrutural da tubulação que falhou. Conclusões e comentários foram estabelecidos com base nestas informações.

    Icon

  • IPEN-DOC 23423

    SILVA, JOSE E.R. da ; TEODORO, CELSO A. ; JUNQUEIRA, FERNANDO de C. ; CASTANHEIRA, MYRTHES . Inspeção Visual da Barra de Controle BS3 do Reator IEA-R1 (Abril/2017). São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Abril, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IEAR1-136-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: São apresentadas neste relatório as ocorrências visuais observadas durante a inspeção visual da barra de controle/segurança BS3 do núcleo do reator IEA-R1 realizada no dia 17 de abril de 2017 na piscina do referido reator de pesquisas.

    Icon

  • IPEN-DOC 23422

    SILVA, JOSE E.R. da ; TEODORO, CELSO A. ; JUNQUEIRA, FERNANDO de C. ; CASTANHEIRA, MYRTHES . Inspeção Visual dos Elementos Combustíveis do Reator IEA-R1 (Dez/2016). São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-IEAR1-135-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: São apresentadas neste relatório as ocorrências visuais observadas durante as inspeções visuais de elementos combustíveis irradiados realizadas no período de 13 e 14 de Dezembro de 2016 na piscina do reator de pesquisas IEA-R1.

    Icon

  • IPEN-DOC 23421

    MENZEL, SILVIO C. . Interfaces entre o Empreendimento RMB e o Laboratório de Fusão Nuclear – Utilidades. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-INPE-002-00-RELT-005-00). Aberto.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: São apresentadas as interfaces entre o projeto básico de Proteção Física e Detecção e Combate a Incêndio do empreendimento RMB, elaborado pela empresa INTERTECHNE e o projeto básico e detalhado das instalações do Laboratório de Fusão Nuclear, LFN, a ser executado pela empresa Minerbo Fuchs, a ser localizado nas dependências do empreendimento RMB, localizado na altura do quilometro 10 da estrada Bacaetava Sorocaba no município de Iperó, Estado de São Paulo.

    Icon

  • IPEN-DOC 23420

    MENZEL, SILVIO C. . Interfaces entre o Empreendimento RMB e o Laboratório de Fusão Nuclear – Civil e Arquitetura. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-INPE-002-00-RELT-004-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: São apresentadas as interfaces entre o projeto básico de civil e arquitetura do empreendimento RMB, elaborado pela empresa INTERTECHNE e o projeto básico e detalhado de civil e arquitetura das instalações do Laboratório de Fusão Nuclear, LFN, a ser executado pela empresa Minerbo Fuchs, e ser localizado nas dependências do empreendimento RMB, localizado na altura do quilometro 10 da estrada Bacaetava Sorocaba no município de Iperó, Estado de São Paulo.

    Icon

  • IPEN-DOC 23419

    RIBEIRO, MARIA A.M. . Interfaces entre o Empreendimento RMB e o Laboratório de Fusão Nuclear - Sistemas de Águas e Esgotos. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-INPE-002-00-RELT-003-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Este documento apresenta os critérios e linhas gerais utilizadas no projeto básico da rede de águas e esgotos do empreendimento RMB e visa subsidiar o projeto básico a ser executado pela Minerbo Fuchs, no que se refere à interface entre as instalações do LFN e o empreendimento RMB. São apresentados, ainda, os limites de bateria entre o projeto do empreendimento RMB e do LFN. Destaca-se que as informações aqui descritas têm como objetivo apenas servir de guia para o projeto das instalações de águas do LFN, visando facilitar a manutenção futura das redes. Desta forma, a equipe do LFN tem liberdade para projetar as redes de águas e esgotos da forma que melhor atender a infraestrutura de seus laboratórios.

    Icon

  • IPEN-DOC 23418

    OLIVEIRA, OTAVIO L. de . Interfaces entre o Empreendimento RMB e o Laboratório de Fusão Nuclear - Sistemas de Comunicação. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-INPE-002-00-RELT-002-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Este documento apresenta os critérios e linhas gerais utilizadas no projeto básico da rede de comunicação do empreendimento RMB e visa subsidiar o projeto básico a ser executado pela Minerbo Fuchs, no que se refere à interface entre as instalações do LFN e o empreendimento RMB. São apresentados, ainda, os limites de bateria entre o projeto do empreendimento RMB e do LFN. Destaca-se que as informações aqui descritas têm como objetivo apenas servir de guia para o projeto das instalações de comunicação do LFN, visando facilitar a manutenção futura da rede. Desta forma, a equipe do LFN tem liberdade para projetar as redes de comunicação da forma que melhor atender a infraestrutura de seus laboratórios.

    Icon

  • IPEN-DOC 23417

    MENZEL, SILVIO C. . Interfaces entre o Empreendimento RMB e o Laboratório de Fusão Nuclear - Sistema Elétrico. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Fevereiro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-INPE-002-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: São apresentadas as interfaces entre o projeto básico elétrico do empreendimento RMB, elaborado pela empresa INTERTECHNE e o projeto básico e detalhado das instalações elétricas do Laboratório de Fusão Nuclear, LFN, a ser executado pela empresa Minerbo Fuchs, a ser localizado nas dependências do empreendimento RMB, localizado na altura do quilometro 10 da estrada Bacaetava Sorocaba no município de Iperó, Estado de São Paulo.

    Icon

  • IPEN-DOC 23416

    PEREIRA, IRACI M. ; SANTOS, ROBERTO C. dos . Medida do tempo de resposta de transmissores de pressão da Usina Nuclear de Angra I. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Junho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-ETN-212-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Abstract: Neste relatório são apresentados os resultados de Medida de Tempo de Resposta de cinco transmissores de pressão Rosemount modelo 3154N da Usina Nuclear de Angra I. Os testes foram realizados utilizando-se o Gerador Hidráulico de Rampa e Degrau de Pressão do laboratório de Medidas de Tempo de Resposta de Sensores do CEN – Centro de Engenharia Nuclear do IPEN. Para cada transmissor, foi feito o ajuste de damping para que a constante de tempo fosse menor ou igual a 500 ms. Este valor foi determinado para que o valor total de tempo de resposta da cadeia de proteção não ultrapasse o valor máximo estabelecido de 2 segundos. Para cada transmissor foram feitos dez testes, obtendo-se valores médios de constante de tempo de 499,7 ms, 464,1 ms, 473,8 ms, 484,7 e 511,5 ms, com desvios médios de 0,85%, 0,24%, 0,97%, 1,26% e 0,64% respectivamente.

    Icon

  • IPEN-DOC 23415

    SHORTO, JULIAN M.B. ; OLIVEIRA, OTAVIO L. de ; JEREZ, ROGERIO . Questionário Técnico - Salvaguarda de Materiais Nucleares. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Agosto, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-109-00). Restrito.

    Título do projeto: RMB

    Abstract: Este documento registra o relatório técnico produzido e entregue para o Serviço de Salvaguarda do IPEN, em 14/08/2017. Este relatório técnico tem como objetivo obter a licença junto à CNEN para a entrada de material nuclear enriquecido a 19,75% nas instalações do reator nuclear IPEN/MB-01. O Questionário Técnico propriamente dito encontra-se no Anexo 1 deste documento. Todos os documentos referentes às atividades relacionadas a este trabalho estão salvos no Pydio, serviço de armazenamento em Nuvem do IPEN, sendo que os usuários asantos, jmshorto, otavioluis, rjerez, e ubitelli tem acesso aos mesmos.

    Icon

  • IPEN-DOC 23414

    LEE, SEUNG M. . Simulation of the scenario S1a- 20cm2 Leak in the Cold Leg of a RCL in Angra 2 with Passive Autocatalytic Recombiners with corresponding boundary conditions. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Junho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-DRS-010-00-RELT-005-02). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Icon

  • IPEN-DOC 23413

    LEE, SEUNG M. . Simulação dos Cenários de Acidentes Severos : simulation of the scenario S1a- 20cm2 Leak in the Cold Leg of a RCL in Angra 2 with Passive Autocatalystic Recombiners with corresponding boundary conditions. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Março, 2017. (IPEN-CEN-PSE-DRS-010-00-RELT-005-01). Restrito.

    Título do projeto: Prestação de Serviços Tecnológicos

    Icon

  • IPEN-DOC 23412

    SILVA, JOSE E.R. da ; JUNQUEIRA, FERNANDO de C. ; LIMA, JOSE R. de . Verificação da estrutura suporte do núcleo do reator IPEN/MB-01 considerando a nova configuração dos internos do núcleo para uso de ECs do tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Novembro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-054-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta a verificação da estrutura suporte do núcleo frente aos carregamentos que deverão atuar na mesma devido à substituição de componentes mecânicos associados ao novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com o uso de elementos combustíveis (EC) do tipo placa.

    Icon

  • IPEN-DOC 23411

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas para o distanciador das placas (pente) do EC, para a base de assentamento das placas do EC-D e para as placas de fixação lateral do BAL do núcleo do reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-066-02). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta as especificações técnicas para o eixo de içamento, para o distanciador das placas (pente) do EC, para a base de assentamento das placas combustíveis do EC-D e para as placas de fixação lateral do BAL do núcleo do reator IPEN/MB-01 A revisão 1 deste documento incluiu itens discutidos nas reuniões das áreas técnicas do CEN com o CCN do IPEN/CNEN-SP. A revisão 2 incluiu componente para o BAL do núcleo do Reator IPEN/MB-01.

    Icon

  • IPEN-DOC 23410

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas para o eixo de içamento e parafusos do EC do reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-065-02). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta as especificações técnicas para o eixo de içamento e parafusos do EC/EC-D e BAL do reator IPEN/MB-01 A revisão 1 deste documento constitui-se de revisão geral do documento em função dos itens discutidos nas reuniões das áreas técnicas do CEN com o CCN do IPEN/CNEN-SP. A revisão 2 inclui itens para o BAL

    Icon

  • IPEN-DOC 23451

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas para o bocal do EC/ECD e para o corpo do BAL do núcleo do reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-064-02). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta as especificações técnicas para o bocal do EC/EC-D e para o corpo do BAL do núcleo do reator IPEN/MB-01.

    Icon

  • IPEN-DOC 23409

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações Técnicas para os Suportes Laterais do EC e EC-D do Reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Maio, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-063-02). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta as especificações técnicas dos suportes laterais do EC e EC-D do reator IPEN/MB-01 A revisão 1 deste documento incluiu itens discutidos nas reuniões das áreas técnicas do CEN com o CCN do IPEN/CNEN-SP. A revisão 2 incluiu modificações nos itens 2.6.1 e 2.6.2.

    Icon

  • IPEN-DOC 23408

    SANTOS, DIOGO F. dos . Cálculo do carregamento do reator IPEN/MB-01 tipo placa com o código MCNP. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Julho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-016-01). Aberto.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este relatório está sendo revisado porque as posições dos detectores foram alteradas devido a um novo cálculo de reposicionamento dos detectores [1]. Além disso, nessa nova modelagem foi levado em consideração apenas os volumes sensíveis dos detectores para se obterem resultados que interpretassem melhor a realidade. Nesta revisão, todas as figuras e tabelas tiveram alguma alteração, consequentemente, alguns textos foram alterados para adequá-los e torná-los mais compreensíveis. A Figura 5 foi acrescentada para especificar as dimensões dos detectores BF3 extras utilizados apenas no carregamento do núcleo. Os cálculos do carregamento foram realizados com o código de MCNP5 e obtiveram-se as curvas 1/M do núcleo tipo placa do reator IPEN/MB-01. Duas das modelagem utilizadas estão no APÊNDICE I e II. Inicialmente, obtiveram-se os valores de criticalidade de cada etapa do carregamento. Depois, foram calculados os valores de fluxos de nêutrons térmicos nos volumes sensíveis dos detectores modo pulso. Para o detector 10, o mais distante do núcleo, fez-se necessário utilizar a redução de variância de ponderação de pesos de células. Finalmente, os valores calculados foram utilizados para a construção das curvas 1/M de onde, a partir de extrapolações, obteve-se a previsão de massa crítica do reator de (23,8 ± 0,6) kg de urânio, sendo (4,70 ± 0,12) kg de massa de 235U.

    Icon

  • IPEN-DOC 23407

    SANTOS, DIOGO F. dos . Reatividade das barras absorvedoras do núcleo do reator IPEN/MB-01 tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Julho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-013-01). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Nessa revisão foi acrescentada a definição (3) de barras de controle, derivada do critério de projeto (h) [1]. Também acrescentou-se a tabela de impurezas do háfnio, material das barras de controle. As barras de segurança mudaram para barras de controle. Todas as figuras foram alteradas, por causa da nova nomenclatura ou substituição por desenhos melhores. Praticamente todas as tabelas foram alteradas de alguma forma. Com todas as alterações mencionadas resultou em alteração ou acréscimo de textos. Neste relatório apresentam-se as reatividades das barras de controle em várias possibilidades de inserção total calculadas com o código MCNP5 e as curvas de reatividade diferencial e integral do reator IPEN/MB-01 tipo placa, com a forma da curva calculada pelo código CITATION e a amplitude pelo MCNP5. Os valores obtidos dos cálculos atenderam aos critérios de projeto [1]com uma grande margem de segurança.

    Icon

  • IPEN-DOC 23406

    SANTOS, DIOGO F. dos . Procedimento experimental : experimentos para obtenção de curvas APSD, CPSD e Rossi-α. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Outubro, 2017. (IPEN-CEN-INF-CENR-085-00-RELT-002-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator IPEN/MB-01

    Abstract: Este relatório informa os procedimentos experimentais e as condições de operação dos experimentos subcríticos no reator IPEN/MB-01 para obtenção de medidas de ruído neutrônico para a análise do Comitê de Revisão de Segurança.

    Icon

  • IPEN-DOC 23405

    SANTOS, DIOGO F. dos . Procedimento Experimental: Experimento utilizando ácido bórico no reator IPEN/MB-01. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Agosto, 2017. (IPEN-CEN-INF-CENR-085-00-RELT-001-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator IPEN/MB-01

    Abstract: Este relatório informa os procedimentos experimentais e as condições de operação dos experimentos que envolvem a diluição de ácido bórico no moderador do núcleo do reator IPEN/MB-01 para obtenção de medidas de ruído neutrônico para a análise do Comitê de Revisão de Segurança.

    Icon

  • IPEN-DOC 23404

    SANTOS, DIOGO F. dos . Concepção do núcleo do reator IPEN/MB-01 tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Julho, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-004-01). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: A revisão deste relatório deve-se as alterações no projetos devido às novas ideias, maior conhecimento e realização do desenho técnico de algumas partes que não estavam totalmente delineadas. Quase todas as figuras sofreram alterações ou foram substituídas por figuras mais atuais. Praticamente em todas as seções tiveram alterações de texto. Destacam-se as mudanças nos critérios, sendo que cada item continuou praticamente com a mesma ideia central. Os critérios foram baseados em normas sugestivas da IAEA. Nelas, houve a incorporação da SS-35. Outras adições importantes foram a definição (3) de barra de controle e que todas as barras absorvedoras agora são barras de controle. Neste relatório será apresentada a descrição física do segundo núcleo do reator IPEN/MB-01, bem como os critérios de projeto e outros componentes essenciais. O projeto desse núcleo se assemelha ao projeto do RMB e os resultados experimentais servirão de padrão de comparação à metodologia de projeto do RMB.

    Icon

  • IPEN-DOC 23329

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas aplicáveis à fabricação de componentes de aço inoxidável para o novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com ECs do tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Outubro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-107-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta especificações técnicas aplicáveis à fabricação de componentes de aço inoxidável que serão empregados na nova configuração do núcleo do reator IPEN/MB-01 (com ECs do tipo placa). As especificações técnicas aplicáveis aos demais componentes do núcleo são tratados nas referências [1] e [2].

    Icon

  • IPEN-DOC 23330

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas aplicáveis à fabricação dos tanques de D2O para o novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com elementos combustíveis do tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Outubro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-106-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta especificações técnicas aplicáveis à fabricação dos tanques de D2O a serem utilizados no novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com ECs do tipo placa. As especificações técnicas aplicáveis aos demais componentes do núcleo são tratados nas referências [1] e [2].

    Icon

  • IPEN-DOC 23302

    SILVA, JOSE E.R. da . Especificações técnicas aplicáveis à fabricação de componentes usinados de alumínio para o novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com elementos combustíveis do tipo placa. São Paulo: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - CEN, Outubro, 2017. (IPEN-CEN-PSE-RMB-005-00-RELT-105-00). Restrito.

    Título do projeto: Reator Multipropósito Brasileiro

    Abstract: Este documento apresenta especificações técnicas aplicáveis à fabricação de componentes mecânicos de alumínio associados ao novo núcleo do reator IPEN/MB-01 com ECs tipo placa. As especificações técnicas aplicáveis aos demais componentes do núcleo são apresentadas nas referências [1] e [2].

    Icon

  • IPEN-DOC 23322

    MARTINI, G.A.; VIVEIROS, W.; QUINAGLIA, G.; FERREIRA, M.L.; ROGERO, S.O. ; ROGERO, J.R. . Blyes and fet: a preliminary understanding between effects and total estrogenic activity on surface waters. Applied Research in Toxicology, v. 2, suppl. 1, p. 43-43, 2017.

    Abstract: Endocrine disrupting chemicals (EDCs) are included in a range of substances and are present in practically all environmental matrices, generally at low concentrations. For the occurrence evaluation of these substances, several in vitro tests are employed, among of them Bioluminescent Yeast Estrogen Screening (BLYES), which measures the total estrogenic activity in EEQ. However, this assay is not able to provide information about adverse effects to aquatic organisms. In order to observe aquatic communities effects, organic extracts of surface water samples from rivers and reservoirs of São Paulo state with results above the detection limit in BLYES (> 0.1 EEQ) were performed with embryonic assays with Danio rerio. The methodology was conducted according OECD 236, to verify acute effects such as: absence of heart beats, absence of somites, no tail detachment and coagulated embryo. Embryonic malformations were evaluated, such as: reduction of organism size, cardiac and vitelline edema, spine curvature and reduction of heart beating, which are characteristics of chronic effects. Among the 21 tested samples, 24% showed acute effects for Danio rerio and 14%, chronic effects. The effects observed probably would be associated with EDCs and/or other contaminants that may bind to the receptor in BLYES assay. The information obtained by embryonic assay with Danio rerio was suitable to show the effects of these groups of contaminants of the organic extracts and would complement the BLYES response. Accomplishing tests to evaluate effects on embryo reproductive system to establish a correlation between estrogenic activity and acute and chronic effects observed on FET is necessary.

    Icon

  • IPEN-DOC 23321

    MAEHATA, P.; SEO, E.S.M. ; COTRIM, M.E.B. . Heavy metals presence in lipsticks: investigation of health impacts and their disposal in the environment. Applied Research in Toxicology, v. 2, suppl. 1, p. 57-57, 2017.

    Abstract: Lip cosmetics are involved in two major discussions: the public health and environmental problems. From this information, we intend to analyze the impact on human health, study the relationship among price, duration and color and investigate what are the possible impacts on the environment, assuming some waste disposal routes. The cosmetics analyzed were lipsticks, divided by brand, price and color. The first analysis was by x-ray fluorescence (XRF). Then, the raw material went through digestion with nitric and hydrochloric acids under heating, and diluted with distilled water, then filtered. The following readings were performed by optical emission spectrometry with inductively coupled plasma (ICP-OES). From the results of the analysis by XRF (found 18 metal elements), the matrix for analysis by ICP-OES is composed of: aluminum, calcium, cadmium, cobalt, chromium, copper, iron, potassium, manganese, nickel, lead, silicon and titanium. Toxic metals have been identified (Ni, Mn, Cd and Cr) in the samples. Although the examined lipsticks showed positive for toxic metals (Pb, Cd, Ni, Cr and Mn), their levels comply with national legislation, regard to limits for cosmetics and foods. However, it is important to note that the cosmetic and food laws have great differences in the limits for heavy metals. The study of disposal for lipsticks showed that even lipsticks that are most used, there is a waste of nearly 1/3 of the product due to the inner package. This information may help in a conscious consumption of lipsticks, including the risk associated with the use of a set of makeups (foundation, eyeshadows, mascara, blush and lipstick) with other cosmetics.

    Icon

  • IPEN-DOC 23320

    CAVALCANTE, A.K.; DAMASCENO, K.C.; MAZIERO, J.S.; MARTINI, G.A.; ORMENIO, M.B.; MAMEDE, F.S.C.; MIRANDA, C.S.; IZIDORO, J.C. ; CAMPELLO, F.A.; FUNGARO, D.A. ; ROGERO, S.O. ; ROGERO, J.R. . Ecotoxicity evaluation of Coal Fly ash to Daphnia similis and Danio rerio. Applied Research in Toxicology, v. 2, suppl. 1, p. 48-48, 2017.

    Abstract: Coal Fly ash is a major solid waste from coal-fired power stations. In Brazil, more than 4 million tons per year of fly ash are generated with a tendency to increase every year. Only 30% of fly ash is applied as raw material for cement and concrete production. The remaining is disposed in onsite ponds, nearby abandoned or active mine sites, or landfills. The inadequate disposal of fly ash may pose a significant risk to the environment due to the possible leaching of hazardous pollutants into the surrounding soil and groundwater. A combination of leaching tests and ecotoxicological analyses were used in this work for the evaluation of the adverse effects of coal fly in non-target organisms. Ashes were collected from coal-fired power plant located in South of Brazil. Acute toxicity tests were performed with Danio rerio embryos and Daphnia similis, according to OECD 236 and ABNT NBR 12713, respectively. Coal fly ash sample was subjected to a leaching procedure using USEPA SW 864 Method 1311. The leachate was prepared in seven dilutions: 1.56%, 3.12%, 6.25%, 12.5%, 25%, 50%, and 100%. The assays were performed in triplicates and the results showed lethality of Danio rerio after 96 hours of exposure to the leachate, and the calculated LC50 was 4.39%. The ecotoxicity tests with Daphnia similis, observed immobility after 48 hours of exposure to the leachate, and EC50 calculated was 7.25%. The results of these tests indicate toxicity of the coal fly ash leachate toward exposed organisms.

    Icon

  • IPEN-DOC 23319

    MARTINI, G.A.; FRANÇA, D.D.; SOARES, W.A.A.; TAKEDA, S.H.K.; QUINAGLIA, G.A.; SATO, M.I.Z.; ROGERO, J.R. . Four years of estrogenic activity assessment in surface waters of São Paulo State, Brazil. Applied Research in Toxicology, v. 2, suppl. 1, p. 32-32, 2017.

    Abstract: Endocrine disrupting chemicals (EDCs) have the ability to alter the endocrine system of organisms. Such compounds are present in several industrial and domestic activities and reach the aquatic environment via wastewater discharges or agricultural surface runoff. The aim of this study was to determine the overall estrogenic activity of surface waters of São Paulo State, Brazil. For this purpose, 10 sites from the routine Surface Water Quality Program of CETESB were selected that were already surveyed for physical, chemical and biological variables from 2013 to 2016. Samples were extracted in solid phase and tested for estrogenic activity using bioluminescent yeast estrogen assay (BLYES). Results were expressed in 17-estradiol equivalent quotient (EEQ). Estrogenic activity was below the limit of quantification (0.1 EEQ) in 31.7% of 227 samples. All sites presented estrogenic activity at least once. The results have shown the presence of estrogenic activity in a range from 0.11 to 26.6 EEQ in the sampling sites in four years of study. Statistical analysis showed a positive correlation between estrogenic activity and the biochemical oxygen demand performed in the samples, indicating that this activity detected in most sites is related to wastewater discharges. Due to the presence of estrogenicity higher than 5.0 EEQ in a few sampling sites, further chemical analyses and other bioassays are recommended in order to provide a better understanding of the estrogenic activity present at these sites.

    Icon

  • IPEN-DOC 23315

    MORAES, LETICIA P.P. de; MARANI, DEBORA; ESPOSITO, VINCENZO; FLORIO, DANIEL Z. de; FONSECA, FABIO C. . Synthesis and characterization of 2D layered gadolinium-doped cerium oxide (CGO) nanomaterials. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON SOLID STATE IONICS, 21th, June 18-23, 2017, Padua, Italy. Abstract... 2017.

    Abstract: By the virtue of versatility in composition, morphology, and structure, two-dimensional (2D) layered nanomaterials have attracted in the last decade huge interest. Such materials, consisting in stacked charged nanosheets intercalated with opposite charged exchangeable anions, are of great potential for the design and fabrication of nanomaterials in many applications. Indeed, the interlayer gallery provides a flexible space to accommodate various sized molecules (e.g. pollutants) and tune specific active sites at the atomic space (e.g. catalyst materials). The interest for 2D layered nanomaterials is also associated with the possibility of obtaining via exfoliation ultra-thin nanosheets with lateral dimensions of hundreds of nanometres and thickness of few nanometres. This unique class of nanomaterials has shown many unprecedented properties mainly originating from the dimensional anisotropy and nano-confinement effects. Herein we propose novel 2D layered ceria based oxides (e.g. CGO) synthesized via the heterogeneous precipitation. CGO materials were selected because of their strategic relevance in many technological applications (e. g. catalysis and electrochemical devices). The synthesized CGO layered materials were characterized for their composition, morphology and crystallographic features. The combined experimental results indicated that the layered CGO, with tunable dopant concentration, can be obtained in different morphologies by controlling the synthesis parameters.

    Icon

  • IPEN-DOC 23332

    SUGIMOTO, H.Y.; REIS, S.L. ; MUCCILLO, E.N.S. . Obtenção e caracterização da perovsquita BiFeO3 / Preparation and characterization of BiFeO3. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1419-1428.

    Abstract: O BiFeO3 tem despertado muita atenção por sua característica multiferróica, com coexistência de ordenamento magnético e polarização ferroelétrica. Materiais multiferróicos com acoplamento magnetoelétrico são promissores para aplicações em dispositivos na microeletrônica e na spintrônica. Neste trabalho, o BiFeO3 foi preparado pelo método convencional de reação em estado sólido. A sinterização dos compactos foi realizada em diferentes condições de temperatura, tempo de patamar e variação da taxa de aquecimento. Melhores resultados de densidade aparente foram obtidos em sinterização a 900ºC por 0,5 h ao ar. A difração de raios X evidenciou uma estrutura cristalina romboédrica tipo perovsquita. Dois eventos endotérmicos foram identificados por análise térmica diferencial. O pico endotérmico a 830ºC deve corresponder à temperatura de Curie, enquanto o de temperatura mais baixa a uma transformação de fase. A microestrutura apresenta modo de fratura preferencial transgranular. Esses resultados permitiram identificar um roteiro otimizado para a obtenção do BiFeO3 pelo método convencional.

    Icon

  • IPEN-DOC 23331

    SOUZA, J.P. ; MUCCILLO, E.N.S. . Efeito da adição de óxido de európio na composição de fases e na condutividade elétrica da zircônia-10% mol escândia / Effect of the europium oxide addition in the phase composition and eletrical conductivity in the zirconium-10% mol scandia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1360-1369.

    Abstract: A solução sólida de zircônia-escândia apresenta alta condutividade iônica e tem potencial para utilização em células a combustível de óxido sólido que operam em temperaturas intermediárias (500-700ºC). Entretanto, a transição reversível de fase cúbica-romboédria que ocorre em ~600ºC é um fator de impedimento para suas aplicações tecnológicas. Neste trabalho, óxido de európio em baixos teores foi adicionado à zircônia-10% mol escandia para fins de estabilização da fase cúbica à temperatura ambiente. As amostras foram preparadas por reação em estado sólido a 1500ºC/5 h e a estabilização da fase cúbica for investigada por difração de raios X, calorimetria exploratória diferencial e espectroscopia de impedância. A estabilização total da fase cúbica ocorreu para teores a partir de 1% mol Eu2O3, e a condutividade iônica a baixas temperaturas aumentou por ~2 ordens de grandeza.

    Icon

  • IPEN-DOC 23328

    SILVA, A.C. ; ARAUJO, M.S.; COSTA E SILVA, D.L.; MELLO-CASTANHO, S.R.H. . Vitrificação de metais de transição: A estabilidade química no sistema quaternário Na2O-CaO-SiO2-RxOy. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 2166-2177.

    Abstract: A estabilização de resíduos industriais contendo metais de transição por meio de processos de vitrificação é de relevância tanto para a saúde pública como a ambiental. O sucesso destas ações depende de que material resultante apresente a necessária estabilidade química frente a meios corrosivos. Uma vez dispersos na massa vítrea fundida, os metais de transição podem assumir coordenações que lhes permite tomar parte na estrutura vítrea resfriada. Desta forma os óxidos destes metais (Cr, Ni, Cu, Zn) considerados genericamente como RxOy, interagem com os óxidos do sistema CaO:Na2O:SiO2, resultando no sistema quaternário CaO:Na2O:SiO2:RxOy, no qual composições adequadamente formuladas podem apresentar apreciável resistência química. No presente trabalho uma composição de matriz vítrea CaO:Na2O:SiO2 (10:30:60 em massa percentual) recebeu adições de metais de transição RxOy provenientes de resíduos industriais (Lama Galvânica) entre 10 e 40 % em massa, de modo a iniciar a exploração da região na qual a incorporação de RxOy no sistema CaO:Na2O:SiO2:RxOy incremente a resistência química. Tal estudo visa iniciar a construção de uma adequada ferramenta para a formulação de vidros contendo metais de transição. Os vidros foram obtidos por fusão (1500°C) em cadinhos de alumina seguida de “Quenching” em molde de aço. A caracterização dos vidros foi realizada por difração de raios-x (DRX), por infravermelho na transformada de Fourier (FTIR) e resistência hidrolítica. Os resultados indicaram alterações na distribuição entre as espécies de sílica Q3 e Q2 na rede vítrea e o aumento da estabilidade química em função da incorporação do RxOy.

    Icon

  • IPEN-DOC 23327

    SILVA, D.Y.B.; REIS, S.L. ; MUCCILLO, R. ; MUCCILLO, E.N.S. . Propriedades elétricas da perovsquita Bi2/3Cu3Ti4O12 / Electrical properties of perovskite Bi2/3Cu3Ti4O12. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1429-1438.

    Abstract: Materiais da família ACu3Ti4O12 tem sido amplamente estudados devido suas propriedades especiais, tais como permissividade elétrica gigante e baixa tangente de perda. Poucos trabalhos ainda tentam buscar uma relação entre as propriedades dielétricas e as características microestruturais. Um dos destaques desta família é o Bi2/3Cu3Ti4O12 (BCTO). Neste trabalho foi estudada a dependência das propriedades dielétricas e alguns aspectos da microestrutura do BCTO em função de seu processamento. O óxido misto foi preparado pelo método de mistura dos óxidos reagentes seguida de reação em estado sólido. O BCTO foi sinterizado na temperatura de 950°C com tempos de patamar variando entre 1-12 h. Os principais resultados evidenciam a possibilidade de produção de cerâmicas densas independentemente do tempo de sinterização e com fase perovsquita característica. A densidade máxima foi obtida para tempo de 2 h. O modo característico de fratura do BCTO é misto (transgranular e intergranular), com grãos poligonais. A permissividade elétrica atingiu valor máximo (3.908 a 1 kHz e temperatura de 96ºC) para sinterização a 950ºC por 3 h.

    Icon

  • IPEN-DOC 23326

    SILVA, P.C.M.; CARVALHO, F.M.S.; GUEDES-SILVA, C.C. . Estudo de cerâmicas de alumina com adições de Ba0,1Sr0,9TiO3 / Study of alumina ceramics with additions of Ba0,1Sr0,9TiO3. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1714-1721.

    Abstract: Esse trabalho visa avaliar o efeito da adição de Ba0,1Sr0,9TiO3 na sinterização, microestrutura e propriedades mecânicas de cerâmicas de alumina. Composições foram preparadas pela moagem da alumina contendo 1 a 10% em massa de Ba0,1Sr0,9TiO3. Após moagem e prensagem as pastilhas foram sinterizadas a 1400°C por 2 horas ao ar. As amostras foram caracterizadas quanto à densidade e porosidade aparentes, pelo método de Arquimedes. A microestrutura foi analisada por difratometria de raios X, microscopia eletrônica de varredura por elétrons retroespalhados. A dureza e a tenacidade à fratura foram caracterizadas pelo método da impressão Vickers. Os resultados mostraram que a densidade e porosidade aparente foram favorecidas durante o processo de sinterização para amostras com menores teores de Ba0,1Sr0,9TiO3. As análises obtidas por difração de raios X mostraram a presença fases cristalinas secundárias, indicando que o aditivo utilizado reagiu com a alumina durante o processo de sinterização. Altos valores de dureza (de até 13 GPa) e tenacidade à fratura (de até 5 MPa.m1/2) puderam ser atingidos quando pequenas quantidades do aditivo foram utilizados.

    Icon

  • IPEN-DOC 23324

    REIS, S.L. ; MUCCILLO, E.N.S. . Influência do galato de estrôncio na composição de fases e nas propriedades elétricas do galato de lantânio contendo estrôncio e magnésio / Influence of the strontium gallate on the phase composition and the electrical properties of strontium- and magnesium-doped lanthanum gallate. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1378-1387.

    Abstract: A perovsquita galato de lantânio com substituições parciais de estrôncio e magnésio é um candidato promissor para eletrólito sólido de células a combustível de óxido sólido em temperaturas intermediárias, devido sua elevada condutividade iônica, insignificante condutividade eletrônica e uma excelente estabilidade química em ampla faixa de pressão parcial de oxigênio. Neste trabalho, a composição La0,9Sr0,1Ga0,8Mg0,2O3- com diferentes teores de galato de estrôncio, SGO, foi preparada pelo método convencional de reação em estado sólido, e a influência deste aditivo nas propriedades do material foram investigadas. Amostras com diferentes teores de SGO apresentam densidades superiores a 98%, quando sinterizadas a 1350°C/5 h, e o aumento do teor do aditivo promoveu uma pequena diminuição da densidade. Amostras com tamanho médio de grãos micrométricos foram obtidas. O SGO inibiu o crescimento dos grãos, e o aumento no teor do aditivo promoveu a diminuição da resistividade elétrica dos grãos e contornos de grão.

    Icon

  • IPEN-DOC 23318

    OLIVEIRA, G.L.; ANDREOLI, M. ; ORTIZ, N. ; GENOVA, L.A. . Síntese de nanopartículas de titanato de sódio e comparação de seu desempenho em relação ao TiO2 na fotocatálise do corante azul de metileno / Synthesis of sodium titanate nanoparticles and comparison of its performance in relation to TiO2 in the photocatalysis of methylene blue dye. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017.

    Abstract: A utilização de processos oxidativos avançados (POA’s) para tratamento de efluentes industriais vem recebendo muita atenção. A fotocatálise heterogênea é o mais promissor dos POA’S em desenvolvimento. TiO2 e seus compostos semicondutores despertam grande interesse devido sua estabilidade térmica e química e baixo custo. Neste estudo é apresentada metodologia para a síntese hidrotérmica de nanopartículas de titanato de sódio (TNS). Este material, juntamente com um TiO2 comercial (Degussa-P25), foi caracterizado por DRX, área superficial específica e tamanho e distribuição de poros (BET-BJH), e microscopia eletrônica de varredura (FEG-SEM). Destaca-se a elevada área superficial (320 m2/g) e elevado volume de poros (0,62 cm3/g) do TNS. Ensaios de degradação fotocatalítica mostraram que o TNS adsorveu praticamente todo o corante da solução, não se podendo avaliar seu potencial fotocatalisador. Quanto ao P-25 não se observou adsorção do corante, e com a irradiação UV a degradação foi de 55% após 400 minutos de irradiação.

    Icon

  • IPEN-DOC 23403

    FERNANDES, S.M.C. ; CORREA, O.V. ; SOUZA, J.A. de ; RAMANATHAN, L.V. ; ANTUNES, R.A.; OLIVEIRA, M.C.L. de. Coatings to protect spent aluminium-clad research reactor fuel during extended wet storage. In: EUROPEAN RESEARCH REACTOR CONFERENCE, May 14-18, 2017, Rotterdam, Netherlands. Proceedings... Brussels, Belgium: European Nuclear Society, 2017. p. 1-10.

    Abstract: Conversion coatings have been used to protect aluminium surfaces from corroding. Hence use of this type of coating was considered to protect the aluminium cladding of spent research reactor fuels during extended wet storage. A conventional chemical process, as opposed to an electrochemical process, is preferred due to the shape of the fuel and its high radioactivity. In this context hydrotalcite (HTC) and boehmite coatings were considered. This paper presents the results of further development of HTC coatings, from the stand point of eventually being able to coat highly radioactive spent fuels using remote handling equipment. More specifically: (a) preparation of HTC coatings from different baths on AA 6061 alloy surfaces that were given pre-treatments to simulate spent fuel surfaces; (b) characteristics of the HTC coatings as a function of bath temperature; (c) corrosion behaviour of HTC coated AA 6061 alloy; (d) results of field studies in which dummy fuel elements, consisting of Al alloy plates coated with HTC from different baths (with or without post coating treatments), were immersed in the IEA-R1 reactor’s spent fuel basin for periods of up to 2 years. This study demonstrates that Al surfaces can be coated with HTC using an allroom temperature process. The field tests revealed marked increase in corrosion resistance of HTC coated plates. The mechanism of corrosion protection is discussed and a mock-up arrangement to remotely handle dummy-fuel elements to pre-treat, coat with HTC and post-treat is presented.

    Icon

  • IPEN-DOC 23304

    GROSSO, R.L. ; MUCCILLO, E.N.S. ; CASTRO, R.H.R.. Entalpia de formação e estabilidade de fases da zircônia-escândia / Enthalpy of formation and phase stability of zirconia-scandia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1388-1397.

    Abstract: Soluções sólidas de zirconia-escândia (ScZ) têm atraído atenção para aplicações como eletrólitos sólidos em células a combustível de óxido sólido devido a combinação de suas propriedades elétricas e mecânicas. No entanto, a estabilidade de fases é o principal fator limitante para sua aplicação tecnológica. Cerâmicas policristalinas de ScZ apresentam um número relativamente grande de polimorfos. Contudo, há uma carência de dados termodinâmicos deste sistema para permitir um controle de fase abrangente visando otimizar suas propriedades. Nesse trabalho, a entalpia de formação da ScZ dentro de faixa molar de 0 a 20% de Sc2O3 é determinada a partir da combinação de valores de energia de superfície com dados de entalpia de dissolução de óxidos obtidos por calorimetria de dissolução de óxidos em alta temperatura. São reportados valores de entalpia de formação, os quais são fundamentais para o entendimento da estabilidade de fases, para cinco polimorfos: monoclínica (m), tetragonal (t), cúbica (c) e romboédrica (β e γ).

    Icon

  • IPEN-DOC 23300

    FUJIMOTO, T.G. ; MUCCILLO, E.N.S. . Influência do galato de lantânio na densificação e na microestrutura da zircônia estabilizada com ítria / Influence of lanthanum gallate on densification and microstructure of yttria-stabilized zirconia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Anais... 2017. p. 1485-1493.

    Abstract: A zircônia estabilizada com ítria (YSZ) vem sendo muito estudada para fins de aplicações, devido sua boa estabilidade química e térmica, além da alta condutividade iônica. Outro condutor iônico que merece destaque é o galato de lantânio com substituições de estrôncio e magnésio em aplicações como eletrólito sólido em células a combustível de óxido sólido em temperatura de operação intermediária (800°C – 1000°C). Neste trabalho, foi investigado o efeito da adição do galato de lantânio na densificação e na microestrutura da YSZ. O aditivo foi introduzido em teores de 10 e 20% em massa pelo método de mistura de óxidos seguido de sinterização a 1450°C Os resultados obtidos mostraram que com o aumento do teor de aditivo houve diminuição na densidade relativa das amostras de ~99% (YSZ) até ~92% (YSZ com 20% aditivo). Os perfis de difração de raios X mostraram como fase predominante a cúbica tipo fluorita, característica da YSZ. Análises feitas por dilatometria mostraram que as amostras contendo aditivo retraíram cerca de 27% até 1500ºC. O tamanho médio de grãos aumentou com conforme o aumento no teor de aditivo, que ficou confinado nos contornos de grão da YSZ.

    Icon

  • IPEN-DOC 23402

    CONTURBIA, GIOVANNI R.; DURAZZO, MICHELANGELO . Study of thermomechanical treatment for manufacturing UAlx/Al dispersion targets. In: EUROPEAN RESEARCH REACTOR CONFERENCE, May 14-18, 2017, Rotterdam, Netherlands. Proceedings... Brussels, Belgium: European Nuclear Society, 2017.

    Abstract: Uranium aluminide/aluminum (UAlx-Al) targets are widely used in research reactors to produce 99Mo radioisotopes as a fission product of 235U. The 99Mo decays into 99mTc, which is the most suitable radionuclide for single-photon emission computed tomography image technique. The UAlx-Al targets were fabricated according to the picture frame technique, which employs hot rolling of such dispersion. The UAl2 is the starting uranium compound used as fissile material in the dispersion. During the manufacturing of targets some solid state reactions take place between UAl2 and Al matrix producing UAl3 and UAl4. The specification claims that the finished target must be free of UAl2 in its composition, because UAl2 is harder to dissolve in radiochemical processing. This work aims to develop a thermomechanical treatment that can consume all UAl2 initially presented in the dispersion. The dilatometry and x-ray diffraction with Rietveld refinement were used to obtain a final optimized thermomechanical treatment for the UAlx/Al dispersion targets.

    Icon

  • IPEN-DOC 23323

    RAMANATHAN, L.V. ; PILLIS, M.F. ; DE ARAUJO, E.G.; CORREA, O.V. . Preparation and characterization of mocvd thin film chromium dioxide coatings. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 2601-2601.

    Abstract: Chromium dioxide (Cr2O3) films have been widely used to increase the corrosion and wear resistance of metallic substrates. Many techniques have been used to deposit Cr2O3 films on a variety of substrates. This paper presents the preparation of Cr2O3 thin films using a custom made horizontal metal-organic chemical vapor deposition (MOCVD) apparatus at 600 ºC with film growth pressure of 2 mbar. Chromium acetylacetonate was used as the chromium precursor and to select the temperature in nitrogen at which to use this precursor in the MOCVD apparatus, its mass loss as a function of temperature was determined with a thermobalance. The Cr2O3 films were characterized using scanning electron microscopy and x-ray diffraction analysis. The isothermal oxidation behavior of Cr2O3 film coated carbon steel at 600 ºC in air was also determined using a thermogravimetric analyzer. The Cr2O3 thin film increased markedly the oxidation resistance of the steel.

    Icon

  • IPEN-DOC 23317

    MUCCILLO, R. ; MUCCILLO, E.N.S. . Simultaneous evaluation of linear shrinkage and electrical behavior of electroceramics during sintering. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1497-1497.

    Abstract: Sintering a ceramic green pellet promotes microstructural evolution from packed particles composed of adjoined particles and pores to a consolidated body composed of grains and interfaces. As the impedance spectroscopy technique allows for detecting the main components of a ceramic body by separating in the frequency domain the electrical resistivity of each component, a sample inserted in a dilatometer was connected, via platinum electrodes and leads, to an impedance analyzer. The connection to the impedance analyzer could also be switched to a power supply for flash sintering experiments. In situ electrochemical impedance spectroscopy measurements of yttria-stabilized zirconia and yttrium/zirconium-doped barium cerate were performed during conventional and flash sintering experiments. The analysis of the impedance spectroscopy diagrams under heating (before either conventional or electric field-assisted sintering) and under cooling (after) provides evidence of densification with pore elimination and welding of grains.

    Icon

  • IPEN-DOC 23316

    MUCCILLO, E.N.S. ; GROSSO, R.L. ; CARVALHO, L.A.. Preparação e caracterização da zircônia estabilizada com ítria preparada por métodos químicos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1498-1498.

    Abstract: O condutor iônico de zircônia contendo 8% mol ítria (8YSZ) é atualmente utilizado em células a combustível de óxido sólido de altas temperaturas (acima de 850ºC), além de possuir outras aplicações na área de eletroquímica de sólidos. Neste trabalho, foi investigado o efeito do método de síntese nas características físicas dos pós de 8YSZ obtidos por precipitação simultânea e complexação de cátions. Para fins comparativos foram também preparadas amostras pelo método convencional de reação em estado sólido. Os métodos de síntese apresentaram rendimentos de 84% (complexação de cátions) e 89% (precipitação simultânea), inferiores ao método convencional (95%). A morfologia dos pós sintetizados é constituída por aglomerados porosos de partículas, com ampla distribuição de tamanhos, como observado por medidas de espalhamento laser e microscopia eletrônica de varredura. Os aglomerados formados nos pós sintetizados pela complexação de cátions apresentam maior resistência. Com isto a densidade após a sinterização (1200-1500ºC) é menor nas amostras sintetizadas por este método de síntese.

    Icon

  • IPEN-DOC 23401

    SILVA, T.F.A. da; COSTA, C.H.; VIANNA JUNIOR, A.S.; ROSSI, W. de ; MAZZOCCHI, V.L. ; SAMAD, R.E. ; VIEIRA JUNIOR, N.D. ; BALDOCHI, S.L. . Microfluidic synthesis of NaYF4:Yb/Er nanoparticles. In: WORKSHOP EM MICROFLUÍDICA, 7., 31 de julho - 3 de agosto, 2017, São Paulo, SP. Abstract... 2017.

    Abstract: Synthesis of fluoride nanoparticles were studied using microfluidic devices. Experiments were performed in a glass microchip designed and produced at IPEN with femtosecond laser machining for nanoparticles synthesis and with commercial Asia chemistry modules system. NaYF4 co-doped with Yb3+/Er3+ were obtained in both systems but additional experiments for synthesis parameter optimization as well as in the IPEN microchip design are necessary to obtain single phase nanoparticles.

    Icon

  • IPEN-DOC 23400

    ROSSI, WAGNER de ; HERRERA, CRISTHIANO da C.; VIEIRA JUNIOR, NILSON D. ; SAMAD, RICARDO E. . Microfluidic devices produced by micromachining with ultra-short laser pulses. In: WORKSHOP EM MICROFLUÍDICA, 7., 31 de julho - 3 de agosto, 2017, São Paulo, SP. Abstract... 2017.

    Abstract: Complete microfluidic systems are being produced by ultra-short laser pulses machining in BK7 optical glass. Small structures have been developed to form various components of a microfluidic circuit, such as microchannels, micro-valves and microreactors. The flow of the reactants is controlled by an external pneumatic system together with microvalves incorporated in the circuits. A program in Labview enables complete control of processes.

    Icon

  • IPEN-DOC 23314

    MATSUI, J.M.; ARATA, A. ; YOSHITO, W.K. ; USSUI, V. ; LIMA, N.B. ; LAZAR, D.R.R. . Avaliação da degradação hidrotérmica de compósitos de alumina em matriz de zircônia preparados a partir de pós sintetizados por coprecipitação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1900-1900.

    Abstract: A adição de alumina em biocerâmicas de zircônia estabilizada com 3 mol % de ítria (3Y-TZP) tem sido considerada uma alternativa eficiente para evitar a transformação acelerada da fase tetragonal para monoclínica em ambiente úmido, condição esta encontrada sob ação de fluidos corpóreos, tais como saliva e plasma sanguíneo. Esse processo, conhecido como degradação a baixa temperatura ou envelhecimento, pode provocar falha catastrófica deste material, inviabilizando a aplicação da cerâmica na área biomédica. Neste sentido, avaliou-se, no presente trabalho, a influência da concentração de alumina na degradação hidrotérmica de compósitos 3Y-TZP/Al2O3. Os compósitos foram preparados a partir de pós sintetizados pela rota de coprecipitação de hidróxidos. A concentração de alumina na 3Y-TZP foi estudada na faixa de 0,05 a 20% em massa. As amostras cerâmicas foram prensadas e sinterizadas a 1530oC por 2 horas e 1620oC por 1 hora. A degradação das amostras foi estudada in vitro a 150°C por 5, 25 e 70 horas em reator hidrotérmico pressurizado. As amostras (n=4) foram submetidas à análise de difração de raios X de acordo com o tempo de envelhecimento, acompanhando a curva cinética de transformação de fase. A porcentagem das fases cristalinas foi determinada pelo Método de Rietveld. A relação entre o tempo de envelhecimento e a concentração de fase monoclínica foi determinada pela equação de Avrami modificada por Kolmogorow (JMAK). Após envelhecimento a 150oC por 70 horas, todas as amostras contendo alumina apresentaram menor concentração de fase monoclínica, comparativamente à cerâmica Y-TZP, que apresentou 67,35% de fase monoclínica. Menores porcentagens de fase monoclínica após o envelhecimento hidrotérmico foram obtidas com a adição de 10 e 20% em massa de alumina na matriz de zircônia, sendo esses valores 57,84 e 53,04%, respectivamente.

    Icon

  • IPEN-DOC 23313

    MARCELLO, B.A.; GERIBOLA, G.A. ; DE ARAUJO, E.G.; PILLIS, M.F. . Influência da morfologia no desempenho fotocatalítico de filmes de TIO2. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 2590-2590.

    Abstract: Dióxido de titânio apresenta estabilidade química em diversos meios, apresenta boa resistência mecânica e à corrosão, fotoestabilidade, e significativa atividade fotocatalítica. Trata-se do semicondutor mais utilizado como fotocatalisador. Neste trabalho filmes de TiO2 com espessura de aproximadamente 400 nm foram crescidos a 400 e 500ºC sobre borossilicato utilizando a técnica de deposição química de organometálicos em fase vapor. Análises por difração de raios-X sugerem a formação de somente anatase em ambos os casos. Os filmes crescidos a 400ºC apresentaram direção preferencial de crescimento (200), enquanto que os crescidos a 500ºC apresentaram crescimento preferencial na direção (112). As análises obtidas por microscopia eletrônica de varredura mostram que o filme crescido a 400ºC apresenta morfologia colunar densificada, e o filme crescido a 500º apresenta morfologia colunar porosa. O desempenho fotocatalítico dos filmes foi avaliado por espectrofotometria UV medindo-se os valores de absorbância em uma solução aquosa de concentração 5 mg/L, e pH 2 de alaranjado de metila, após 5h sob luz UV. Os resultados de degradação indicam um desempenho muito superior do filme crescido a 400ºC, o que sugere que a morfologia dos filmes tem papel importante na fotocatálise

    Icon

  • IPEN-DOC 23303

    GODOY, A.E.; GARCIA, R.H.L. ; USSUI, V. ; LAZAR, D.R.R. . Caracterização microestrutural de 3Y-TZP/AL2O3 obtido por sinterização em dois estágios. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1733-1733.

    Abstract: Compósitos de ZrO2 - Al2O3 apresentam boas propriedades mecânicas, alta resistência ao desgaste, estabilidade à altas temperaturas e são resistentes à corrosão. Estes materiais podem ser utilizados como biomateriais, ferramentas de corte e materiais estruturais. O objetivo deste trabalho é o estudo da sinterização em dois estágios de compósitos de ZrO2 - Al2O3. Esta técnica de sinterização inibe o crescimento acelerado de grãos que ocorre no estágio final mas não evita a densificação, podendo-se obter materiais densos com tamanho de grãos reduzidos. A preparação dos pós contendo 20% em massa de alumina, em matriz de zircônia estabilizada com 3 mol % de ítria, foi realizada por meio de coprecipitação. O pó foi seco a 80ºC em estufa por 24h e calcinado ao ar a 800ºC por 1 hora. Depois da compactação a 100 MPa as pastilhas foram sinterizadas em dois estágios: a 1550 ºC por 10 min. e 1500 ºC por 1 hora. As técnicas de caracterização dos pós incluíram determinação da área superficial específica pela técnica de adsorção gasosa, distribuição granulométrica dos aglomerados por difração a laser, difração de raios-X e microscopia eletrônica de varredura. As amostras sinterizadas foram caracterizadas por densidade aparente, difração de raios-X, microscopia eletrônica de varredura e medidas de dureza. Os pós são ligeiramente arredondados, com área superficial específica de cerca de 120m2/g e tamanho de aglomerados/partículas de aproximadamente 1,8μm. As pastilhas apresentaram microestruturas homogêneas com boa dispersão dos grãos de alumina na matriz e densidades superiores a 95% da densidade teórica.

    Icon

  • IPEN-DOC 23299

    CARVALHO, S.G.M.; MUCCILLO, E.N.S. ; MUCCILLO, R. . AC electric field-assisted sintering of stabilized zirconias. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1494-1494.

    Abstract: Green pellets of ZrO2:3 mol% Y2O3 and ZrO2: 10 mol% Sc2O3:1 mol% CeO2 were sintered by applying AC (500 Hz – 1.1 kHz) electric fields (typically 100 V.cm-1) during the first stage sintering stage (T < 1200oC). The experiments were carried out positioning the specimens inside a vertical dilatometer with platinum disks acting as electrodes in a capacitor-like setup. The shrinkage level was controlled by monitoring the dilatometer gauge. Under the same conditions of temperature and magnitude of the applied AC voltage, the results show that the higher is the frequency of the electric field, the higher are the attained shrinkage and apparent density. Microstructural analyses of surfaces of the flash sintered specimens show that the average grain size also depends on the frequency of the electric field for the same sintering temperature, sintering time, applied electric field and electric current limit. We propose that increasing the frequency of the electric current pulse (resulting from the applied electric field) leads to an increase of charge carriers collisions, therefore increasing the amount of Joule heating delivered to the specimen, which is the primary phenomenon responsible for the densification of the specimens.

    Icon

  • IPEN-DOC 23298

    ARATA, A. ; DE PRETTO, L.R.; USSUI, V. ; LIMA, N.B. ; FREITAS, A.Z. ; MACHADO, J.P.B.; TANGO, R.N.; DE SOUZA, G.M.D.; LAZAR, D.R.R. . Efeito da porcentagem de fase monoclínica e profundidade da camada transformada na resistência mecânica da 3Y-TZP odontológica após o envelhecimento hidrotérmico pressurizado. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CERAMICA, 61., 04-07 de junho, 2017, Gramado, RS. Resumo... 2017. p. 1918-1918.

    Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a porcentagem de fase tetragonal para monoclínica (t-m) e profundidade da camada de transformação de fase com a resistência à flexão biaxial (FB) de uma cerâmica Y-TZP odontológica submetida ao envelhecimento hidrotérmico acelerado (EH). Discos sinterizados (Lava, 3M-ESPE) foram submetidos ao EH em reator pressurizado a 150°C por (n=8): 0, 5, 25, 70 e 140 horas e analisados por difração de raios X (DRX) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) para calcular a profundidade de transformação de fase e a velocidade da frente de transformação. Após o EH os grupos foram submetidos ao teste de flexão biaxial (ISO 6872) e análise de variância 1 fator (ANOVA) (alfa=0,05). A relação entre profundidade da camada transformada e resistência a flexão biaxial foi avaliada pela Correlação de Pearson (alfa=0,05). Os resultados de DRX indicam que a Y-TZP apresentou comportamento sigmoidal de transformação de fase, devido à limitação da profundidade de penetração dos raios X (~6,3 microns). A porcentagem máxima de fase monoclínica observada foi de ~66%. Porém, a análise de MEV demonstrou o crescimento linear da frente de envelhecimento em função do tempo (0,52 microns/h). O ANOVA 1-fator apresentou redução, estatisticamente significante, de 1,3% e 15% da resistência a FB após 5 horas e 25 horas de envelhecimento hidrotérmico, respectivamente, em relação ao grupo controle (1123±75 Mpa). Houve correlação negativa entre profundidade da camada transformada e resistência à FB. Conclui-se que a porcentagem de fase monoclínica e a profundidade da zona de transformação de fase são informações críticas quanto a avaliação do efeito do envelhecimento hidrotérmico nas propriedades mecânicas da Y-TZP, uma vez que o aumento da camada transformada em função do tempo de EH a 150°C diminui a resistência à flexão biaxial da 3Y-TZP.

    Icon

  • IPEN-DOC 23333

    SCHELL, JULIANA; CORREIA, JOAO G.M.; DEICHER, MANFRED; LUPASCU, DORU C.; VIANDEN, REINER; BARBOSA, MARCELO; CARBONARI, ARTUR . Studying after effects by gamma-gamma and electron-gamma perturbed angular correlations. In: TEMST, KRISTIAAN (Ed.); VANTOMME, ANDRE (Ed.); COTTENIER, STEFAAN (Ed.); PEREIRA, LINO (Ed.) INTERNATIONAL CONFERENCE ON HYPERFINE INTERACTIONS AND THEIR APPLICATIONS, July 3-8, 2016, Leuven, Belgium. Abstract... Leuven, Belgium: Instituut voor Kern- en Stralingsfysica, 2016.

    Abstract: Using electron-gamma perturbed angular correlations (PAC) experiments working side-by-side with gamma-gamma PAC on the same isomeric transitions, besides structural properties, additional information can be unambiguously obtained by following the electronic recombination at the atomic shells and the neighbor atoms after the emission of the conversion electron from the probe nuclei K, L, or M atomic shells. Such experiments can be envisaged, as well, to clear out gamma-gamma PAC experiments where the probing state is fed by electron capture decay. There, one K, L, M orbital electron is absorbed by a proton creating a hole when the atomic number changes from Z to Z-1. This causes a severe electronic rearrangement of the atomic shells accompanied by the emission of x-rays and Auger electrons. The atom is left in a highly ionized state and the recombination time – fast or slow – depending on the availability and mobility of host electrons determines if a transient effect is observed within the lifetime of the nuclear state used for PAC. This is the so called “after effect”, that if properly understood, can further contribute to learn about the interaction of the impurity probe with the host, eventually observing ionized states and determining electron mobility [1]. Illustrating this problematic we present and discuss in this work the study of TiO2 doping [2] using different PAC isotopes (111In/111Cd, 181Hf/181Ta, 111mCd/111Cd, 117Cd/117In).

    Icon

  • IPEN-DOC 23312

    CAVALCANTE, FABIO H. de M.; SALES, TATIANE T.S.N.; DAY, TRAVIS; LEITE NETO, OSMAR F.S.; PEREIRA, LUCIANO F.D. ; SAXENA, RAJENDRA N. ; CARBONARI, ARTUR W. ; MENONI, CARMEN. Influence of oxygen atmosphere in the annealing of HfO2 thin films studied by perturbed angular correlation spectroscopy. In: TEMST, KRISTIAAN (Ed.); VANTOMME, ANDRE (Ed.); COTTENIER, STEFAAN (Ed.); PEREIRA, LINO (Ed.) INTERNATIONAL CONFERENCE ON HYPERFINE INTERACTIONS AND THEIR APPLICATIONS, July 3-8, 2016, Leuven, Belgium. Abstract... Leuven, Belgium: Instituut voor Kern- en Stralingsfysica, 2016.

    Abstract: The thin films of HfO2 have been grown by dual ion beam sputtering (DIBS) on transparent quartz substrates (grade silica) and silicon wafers. The major benefits of the DIBS process are the increased packing density of the deposited films which makes them more bulk-like, the improved adhesion resulting from the mixing of the materials at the interfaces between each layer, and the reduction of the high tensile stress in the layers. Deposition conditions were adjusted to obtain polycrystalline as well as amorphous films. In this study the time differential perturbed angular correlation (PAC) spectroscopy was used to study the influence of oxygen atmosphere in the annealing of the HfO2 thin film. The PAC method is based on the hyperfine interaction of nuclear moments of the probe with extra nuclear magnetic fields or electric field gradients (EFGs). In the case of quadrupolar interaction, the experimental measurement gives the quadrupolar frequency νQ with respective distribution δ as well as the asymmetry parameter η of EFG. The presence of the 180Hf isotope in natural hafnium allows the possibility of using 181Ta as a probe nucleus formed by irradiating the samples with neutrons via 180Hf(n,γ)181Hf reaction. After irradiation, samples were annealed in oxygen atmosphere at different temperatures. The γ-γ PAC measurements were then carried out using a standard set up with four conical BaF2 detector scintillators with a time resolution of 0.6 ns (FWHM). Results show a structural transition from monoclinic to tetragonal in the annealed samples.

    Icon

  • IPEN-DOC 23311

    PEREIRA, LUCIANO F. ; MESTNIK-FILHO, JOSE; CARBONARI, ARTUR ; CAVALCANTE, FABIO ; LEITE-NETO, OSMAR. First-principles calculations of the magnetic hyperfine field at Cd sites in RECd (RE = rare-earth element). In: TEMST, KRISTIAAN (Ed.); VANTOMME, ANDRE (Ed.); COTTENIER, STEFAAN (Ed.); PEREIRA, LINO (Ed.) INTERNATIONAL CONFERENCE ON HYPERFINE INTERACTIONS AND THEIR APPLICATIONS, July 3-8, 2016, Leuven, Belgium. Abstract... Leuven, Belgium: Instituut voor Kern- en Stralingsfysica, 2016.

    Abstract: Binary magnetic compounds based on rare-earth (RE) elements of the type REX, where X is a transition metal, with the simplest stoichiometry and crystalline cubic structure, are isostructural systems with different RE constituents, which differ only slightly in the crystallographic properties, but strongly in the magnetic properties. They thus offer excellent conditions for the separation of the magnetic from other solid-state parameters and permit the magnetism studies. However, in most RE compounds and, particularly when X=Cd, details of the magnetic structure at an atomic scale are not available mainly because is not possible to use neutron diffraction to investigate them. In this paper, the magnetic hyperfine field (mhf) at Cd sites in RECd compounds was studied by first-principles calculation. These compounds crystalizes in the CsCl prototype cubic structure (Pm-3m space-group) and order ferromagnetically below the Curie temperature with exception of PrCd, which presents antiferromagnetism. Recently, it was observed an unexpected transition in the mhf at 111Cd in DyCd below 40 K, when mhf vanishes [1]. We have used the density functional theory framework with full potential Augmented Planes Waves plus local orbitals (APW+lo) method embodied in the WIEN2k code to simulate electronic structures of the ferromagnetic and antiferromagnetic crystal cells in these compounds. For the exchange-correlation effects we chose local density approximation. The mhf at Cd sites and the formation energy were calculated for each compound as well as the density of states were obtained. Results of mhf are in very good agreement (less than 10%) with the experimental values previously reported [1]. Interestingly, for DyCd the energy for the formation of the antiferromagnetic ordering with (π, π, 0) structure is smaller than that for the ferromagnetic and others possible antiferromagnetic phases. As far as we know, it is the first time that such an excellent agreement between the calculated and experimental mhf at Cd sites is observed. Moreover, this results is even more important because the calculations were fully variational without the use of the Hubbard model which takes into account the on-site correlation of 4f electrons.

    Icon

  • IPEN-DOC 23325

    SILVA, LEANDRO G. da ; SAMAD, RICARDO E. ; VIEIRA JUNIOR, NILSON D. ; ROSSI, WAGNER de . Alteração da cor no aço ASTM F138 por meio de irradiação com laser de femtossegundo / Color change in metals by means of regular nanostructures produced by femtosecond laser pulses. In: ABM WEEK; CONGRESSO ANUAL DA ABM, 71.; ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA METALURGICA, DE MATERIAIS E DE MINAS, 16., 26-30 de setembro, 2016, Rio de Janeiro, RJ. Anais... São Paulo: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração, 2016. p. 128-134.

    Abstract: Neste trabalho, foram estudados os efeitos da irradiação de uma superfície polida do aço inoxidável tipo ASTM F138 com laser de pulsos ultracurtos. As irradiações foram realizadas variando-se a velocidade de varredura do laser, ou seja, a taxa de sobreposição espacial de pulsos. Foi observado que após a irradiação houve uma visível mudança na coloração da amostra. Também foi verificado que com o aumento da taxa de sobreposição de pulsos a superfície tendeu a tornar-se preta, ou seja, absorvedora de luz. Com essa técnica, pode-se realizar marcações com alto contraste sem que haja formação de camadas de óxidos, nitretos ou alterações microestruturais no metal, o que é importante para um material com a precisão que um implante exige.

    Icon

  • IPEN-DOC 23399

    HERRERA, CRISTHIANO C.; RIBEIRO, MARTHA S.; SPENCER, PATRICK J. ; SAMAD, RICARDO E. ; VIEIRA JUNIOR, NILSON D. ; ROSSI, WAGNER de . Development of a microfluidic circuit with femtosecond laser technology for enzyme-linked immunosorbent assay validation. In: WORKSHOP EM MICROFLUÍDICA, 7., 31 de julho - 3 de agosto, 2017, São Paulo, SP. Abstract... 2017.

    Abstract: One of the great challenges in science today is to develop applications for disease diagnosis that can be accessible to the poorest populations distant from large centers. Using ultra-short laser pulses, we developed and machined a microfluidic circuit capable of replicating enzyme-linked immunosorbent assays (ELISA) with a much lower cost of materials. Microchannels etched in BK7 glass separated by a PDMS film form the basis of the system. The reagent flow control is done by pneumatic micro-valves controlled by an Arduino microcontroller through a Labview platform. The enzymatic reactions occurred under stopped-flow conditions, in a portion of the circuit constructed in a serpentine shape to facilitate the detection by an image processing software. This work presents the design of the microfluidic circuit developed and an ELISA test for characterization and validation of the results.

    Icon

  • IPEN-DOC 23398

    ZURLO, MARCIO N.; SANTOS, GIVANILDO A. dos; CINTRA, ELAINE P.; COUTO, ANTONIO A. ; OSORIO, WISLEI R.R.; TORRESI, ROBERTO M.. Corrosion resistance based on the microstructural array of an Al-3wt%Cu-1wt%Li alloy. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1019-1020.

    Abstract: The high specific properties of Al-Li alloys have led to tremendous development effort aimed in particular at aerospace applications. Al-Li castings and cast alloys that combine the good properties of Al-Li alloys with foundry technology have great potential in both the aircraft and automotive sectors [1, 2]. In general, the corrosion behavior strongly depends on the structural morphology and chemical composition [3]. In this work, anAl-3wt%Cu-1wt%Li alloy was solidified under upward unsteady state heat flow conditions. Heat was directionally extracted only through a water-cooled bottom made of steel (SAE 1020). The aim of the present work is to investigate the influence of the microstructure of this alloy upon corrosion resistance. Experimental results include secondary dendrite arm spacings (l2), corrosion potential (ECorr), corrosion rate (iCorr), polarization resistance (R1) and capacitances values (ZCPE). The corrosion behavior was analysed by electrochemical impedance spectroscopy technique and Tafel extrapolation method conducted in a 3% NaCl solution at room temperature. Coarser dendritic structures tend to improve the corrosion resistance of an Al-3wt%Cu-1wt%Li alloy.

    Icon

  • IPEN-DOC 23397

    TINTI, VICTOR B.; FONSECA, FABIO C. ; FLORIO, DANIEL Z. de. Synthesis of Ni nanoparticles in lanthanum chromite ceramic matrix. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 657-657.

    Abstract: Lanthanum chromite is a well-known interconnector for solid oxide fuel cells. It presents electronic conductivity at high temperatures. Moreover it is very stable in oxidizing and reducing atmospheres. Due to its high stability this material is a promising matrix to produce and stabilize nanoparticles by exothermal reaction. The objective of the present work is to synthesize and stabilize nickel nanoparticles in a stable ceramic matrix. Compounds of (La1-xSrx)a(Cr1-yNiy)O3 (x and y = 0, 0.1, and 0.2; a = 1, and 0.8) were synthesized by Pechini method. The powders were heat treated in air at 1300 °C and 1600°C in attempt to solubilize NiO in the matrix. Then the samples were exposed to a reducing treatment in H2(g) flux at 900°C per 8 hours. XRD measurements were made using a D8 Focus, Bruker AXS. The data was acquired in a range of 2θ from 20° to 90°, with a step of 0,02° per second. Magnetic properties were investigated utilizing a SQUIDVSM from Quantum Design. Magnetic moment at constant magnetic field (100 Oe and 1000 Oe) was measured in a range of 2K to 300K. Analyses with variable magnetic field were performed at 2K, 196K and 390K in a rage from -5 up to 5 T. Samples were observed using TEM technique. The XRD results showed that the stoichiometric samples achieved desiderate phase. Compounds without Sr and non-stoichiometric lanthanum site showed an incomplete nickel solid solution. The addition of 10% of Sr decreases the Néel temperature from 289 K to 285K. Ni doping created a stronger effect, lowering the temperature down to 267 K , in the sample with 10% of dopant. After reduction is possible to observe peaks of Ni in the XRD, indicating that nickel was exoluted form the matrix. Images of TEM confirm the presence of nanoparticles with an approximate diameter of 3 nm. The reducing treatment increased the magnetic response.

    Icon

  • IPEN-DOC 23396

    RUIZ, JESUS E.G.; RONCONI, LAIS; LAZARO, LOURDES M.Y.; CARCELLER, RENE C.; VALENZUELA, MARIA das G. da S.; MOURA, ESPERIDIANA B.; RIVERA, JOSE L.V.; MOLINER, TANIA R.; DIAZ, FRANCISCO R.V.. Graphene oxide preparation with different sonication times. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 459-459.

    Abstract: Graphene oxide, graphene and derivatives thereof has shown a significant increase in the number of scientific research devoted to their study. One of the most studied areas is its application as nanofillers in polymer nanocomposites. This paper describes obtaining graphene oxide by simplified Huang procedure, by chemical oxidation. Purified aqueous dispersions of graphene oxide were sonicated for 15 min, 1.0 h; 2.0 h; and 3.0 h. Thickening of sonicated dispersions was accompanied by rheological measurements. After drying and grounded, the obtained materials were characterized by techniques such as XRD, FTIR, SEM and TEM. The reduction in average diameter with sonication time was followed by laser particle size distribution assays. Examples of substantial gains in mechanical and barrier properties obtained with graphene oxide/EVOH nanocomposites are shown.

    Icon

  • IPEN-DOC 23395

    RIBEIRO, ALEXANDRE N.; SANTOS, GIVANILDO A. dos; NAKAMOTO, FRANCISCO Y.; KALLAS, CLAUDETE; COUTO, ANTONIO A. ; MELO, HERCILIO G. de; HERNANDEZ, ROCIO D.P.B.. The influence of the microstructure upon corrosion resistance of an Al-10wt% Si-5wt%Cu alloy. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1060-1061.

    Abstract: The need of the industries achieves better specific properties of materials, make to develop studies to meet this demand. For the automotive industry the most interesting properties are low specific weight, low coefficient of thermal expansion, wear resistance at high temperatures and high corrosion resistance. In this context, new materials have been considered, in particular AlSiCu alloys. [1, 2]. In general, the corrosion behavior strongly depends on the structural morphology and chemical composition [3]. In this work, an Al-10wt%Si-5wt%Cu alloy was solidified under upward unsteady state heat flow conditions. Heat was directionally extracted only through a water-cooled bottom made of steel (SAE 1020). The aim of the present work is to investigate the influence of the microstructure of this alloy upon corrosion resistance. Experimental results include primary dendrite arm spacing (l1) and capacitances values (ZCPE). The corrosion behavior was analysed by electrochemical impedance spectroscopy technique conducted in a 3% NaCl solution at room temperature. Coarser dendritic structures tend to improve the corrosion resistance of an Al-10wt%Si-5wt%Cu alloy.

    Icon

  • IPEN-DOC 23394

    RIBEIRO, ALEXANDRE N.; KALLAS, CLAUDETE; SANTOS, GIVANILDO A. dos; NAKAMOTO, FRANCISCO Y.; MORO, JOAO R.; COUTO, ANTONIO A. ; MELO, HERCILIO G. de. The effect of the microstructure upon corrosion resistance of an Al-10wt% Si-2wt%Cu alloy. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1062-1062.

    Abstract: In general, the corrosion behavior strongly depends on the structural morphology and chemical composition. The literature shows relationships between the corrosion behavior and the structural morphology of the secondary dendrite spacing [1]. The objective of this study is to investigate the influence of the microstructure of an Al-10wt%Si-2wt%Cu alloy in its corrosion resistance. In this work, an Al-10wt%Si-2wt%Cu alloy was solidified under upward unsteady state heat flow conditions. Heat was directionally extracted only through a watercooled bottom made of steel (SAE 1020). The aim of the present work is to investigate the influence of the microstructure of this alloy upon corrosion resistance. Experimental results include primary dendrite arm spacings (l1) and capacitances values (ZC P E ). The corrosion behavior was analysed by electrochemical impedance spectroscopy technique conducted in a 3% NaCl solution at room temperature. Coarser dendritic structures tend to improve the corrosion resistance of an Al-10wt%Si-2wt%Cu alloy.

    Icon

  • IPEN-DOC 23393

    REIS, ADRIANO G. dos ; REIS, DANIELI A.P.; ABDALLA, ANTONIO J.; COUTO, ANTONIO A. ; SUGAHARA, TARCILA; OTUBO, JORGE. Surface characterization of plasma nitrided maraging 300 steel. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 865-865.

    Abstract: Maraging steels belong to a class of high strength steels with the combination of strength and toughness that are among the highest attainable in general engineering alloys. The term maraging is derived from martensite age hardening and denotes the age hardening of a low carbon, iron–nickel lath martensite matrix. These steels typically have very high nickel, cobalt and molybdenum and very low carbon content [1]. For aeronautical components requiring high strength and good wear resistance, such as, slat track, maraging steel possesses high strength, and good wear resistance can be achieved by plasma nitriding process, without sacrificing the strength of the bulk material [2]. In the present work, the surface of maraging 300 steel solution annealed and plasma nitrided was studied by atomic force microscopy (AFM) and microhardness. Samples were solution annealed at 820ºC for 1 h and then plasma nitrided by passing the gas mixture of H2 an N2 gases in the ratio of 3:1 under vacuum and it was carried out at 480ºC for 3 hours. 3D representation of nitrided and un-nitrided samples showed the nitrided samples with peak-valley structure, and the root mean square increase from 52 nm to 73 nm after superficial treatment. Plasma nitriding was effective to increase the microhardness from 331 HV to 1010 HV, and it is associated with the simultaneous aging and the iron nitrides formed.

    Icon

  • IPEN-DOC 23392

    REIS, SHIRLEY L. dos ; MUCCILLO, ELIANA N. dos S. . Effects of the additions of strontium gallate on Electrical conductivity of La0.9Sr0.1Ga0.8Mg0.2O3-δ. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 635-635.

    Abstract: Strontium and magnesium-doped lanthanum gallate La1-xSrxGa1-yMgyO3-δ (LSGM) is a promising solid electrolyte for using in solid oxide fuel cells, due to its high ionic conductivity at intermediate temperatures (600 – 800 ºC) compared to yttriastabilized zirconia (YSZ). In addition, LSGM has negligible electronic conductivity and high chemical stability over a broad range of oxygen partial pressures [1-3]. In this work, the composition La0.9Sr0.1Ga0.8Mg0.2O3-δ with small additions of strontium gallate was prepared by solid-state reaction and the influence of the additive on the ionic conductivity and phase composition was investigated. The sintered solid electrolytes achieved densities higher than 95% of the theoretical value and the average grain size amounts 2.40 μm after sintering at 1350°C. The contents of secondary phases decreased with increasing strontium gallate additions. The additive was found to have a beneficial effect on the bulk ionic conductivity.

    Icon

  • IPEN-DOC 23391

    PUGLIESI, REYNALDO ; PEREIRA, MARCO A.S. ; ANDRADE, MARCOS L.G. . Neutron tomography at IPEN-CNEN/SP: images and applications. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1976-1977.

    Abstract: The neutron tomography is a non destructive testing technique used to inspect the internal structure of a sample by means of tridimensional digital images. Because of the neutron-matter interaction characteristics this technique can be used to inspect hydrogen-rich substances like ceramics, oil, grease, water, rubber, blood and others, even wrapped by thick metal layers. In this way, the information provided by neutrons are complementary to the ones provided by Xrays. The Brazilian Institute for Nuclear Technology IPEN-CNEN/SP has an equipment for neutron tomography which since Nov/2011 is operational and installed at the IEA-R1 Nuclear Research Reactor. This equipment is able to provide high quality tomographs and some important results obtained for Proton Exchange Membranes (PEM) cell, for an archaeological sample and for pottery, will be presented. Furthermore, details of its construction and its versatility, in the sense that by means of small adjustments is possible to obtain images by other neutron imaging techniques, will be also presented. Is very important enhance that the high quality of the obtained images is due to the excellence of the IEA-R1 reactor which is able to furnish neutron beams with adequate intensity for such purpose.

    Icon

  • IPEN-DOC 23390

    PORFIRIO, TATIANE C. ; MUCCILLO, ELIANA N. dos S. ; FRANÇA, YONE V. ; MARQUES, FERNANDO M.B.; MUCCILLO, REGINALDO . Properties of porous samaria-doped ceria ceramics with lithium fluoride as sacrificial pore former. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 666-666.

    Abstract: Porous ceria: 10 mol% samaria (10SDC) ceramic solid electrolytes were prepared by solid state reaction with 0-50 vol.% lithium fluoride (LiF). Consolidation was done by heating to the melting point of LiF for 30 min to form a liquid phase, followed by elimination of LiF by capillarity after heating to 1500° C for 2 h, promoting intergranular porosity and 10SDC skeletal densification. Apparent density was evaluated by the Archimedes method, pore distribution by scanning electron microscopy and electrical properties by electrochemical impedance spectroscopy in the 5 Hz - 13 MHz frequency range and temperatures from 300 to 550° C. The main results show that porous ceramics with high skeletal density are obtained with sacrificial LiF. Moreover, the total electrical resistivity is directly related to the pore volume fraction. High temperature vacuum impregnation of lithium-potassium carbonate eutectic compositions onto the porous 10 SDC was carried out to consolidate composite SDC-molten carbonate ceramic membranes with tunable transport properties, for selective carbon dioxide separation. The enhancement of the total electrical conductivity was evaluated by electrochemical impedance spectroscopy. Percolation of the molten carbonate through the permeable porous membrane was ascertained by EDX analysis on both parallel surfaces of the membranes.

    Icon

  • IPEN-DOC 23389

    PERROTTA, JOSE A. . RMB: the new brazilian multipurpose research reactor. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1982-1982.

    Abstract: The Brazilian research reactors have a limited capacity for radioisotopes production, leading to a high dependence on external supply for radioisotopes used in nuclear medicine. In order to overcome this condition and due to the old age of these research reactors, the Brazilian Nuclear Energy Commission decided, in 2008, to construct a new research reactor. The new reactor named RMB (Brazilian Multipurpose Reactor) will be part of a new nuclear research center, to be built on a site about 100 kilometers from São Paulo city, in the southern part of Brazil. The new nuclear research center will have a 30 MW open pool type research reactor using low enriched uranium fuel, and several associated laboratories in order to produce radioisotopes for medical and industrial use, to use neutron beams in scientific and technological research; to perform neutron activation analysis; and to perform materials and fuels irradiation tests. Regarding the neutron beams use, the RMB design provides thermal and cold neutron beams. From one side of the reactor, the neutron guides will extend to an experimental hall of instruments named Neutron Guide Hall where it will be installed the scattering instruments. In the initial stage of the reactor operation, the intent is to implement two neutron guides for thermal neutrons and another two for cold neutrons. The 2015 SBPMAT symposium has presented the technical overview of the RMB project and its main buildings, structures and components. At this year symposium, the RMB presentation updates some technical information and the development status of the project, discussing the negative results of the Brazilian political and economic crisis to the project development and its future perspectives.

    Icon

  • IPEN-DOC 23388

    PEREIRA, VIVIANE S. ; SILVA, JULIO C.M. ; OLIVEIRA NETO, ALMIR ; SPINACE, ESTEVAM V. . Pt and PtRu nanoparticles supported on N-doped carbons as electrocatalysts for methanol electro-oxidation. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1490-1490.

    Abstract: Methanol is a liquid transportation fuel that can be produced from fossil or renewable resources. Fuel cells employing methanol directly as fuel (Direct Methanol Fuel Cell – DMFC) are very attractive as power source for portable, mobile and stationary applications [1]. PtRu/C electrocatalyst has been considered the best electrocatalyst for methanol electro-oxidation, however, its performace is strongly dependent on the method of preparation and on the characteristics of the carbon support. N-doped carbons with different N contents (1, 2 and 5 wt%) were prepared by thermal treatment of carbon with urea at 800oC. Pt and PtRu nanoparticles were supported on N-doped carbons by coreduction of Pt(IV) and Ru(III) ions using an alcohol-reduction process [2]. The obtained materials were characterized by Energy Dispersive X-ray spectroscopy, X-ray diffraction, Transmission electron microscopy and Cyclic Voltammetry. Pt and PtRu nanoparticles supported on N-doped carbons showed superior performance for methanol electro-oxidation when compared to the materials supported on non-modified carbon and to Pt/C and PtRu/C commercial electrocatalysts. Pt/C and PtRu/C prepared with the carbon modified with 2.5 wt% of N content showed the best activities.

    Icon

  • IPEN-DOC 23387

    PEREIRA, CLOTILDE C. ; RODRIGUES JUNIOR, ORLANDO ; SILVA, LEONARDO G. de A. ; SANTIAGO, ELISABETE I. . Preparation and characterization of radiation-grafted poly(ethylene-co-tetrafluoroethylene) films as electrolyte for alkaline fuel cells. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1583-1584.

    Abstract: Anion Exchange membranes (AEMs) are a promising alternative to the development of more efficient electrolytes for alkaline fuel cells. In general, the AEMs are ionomeric membranes able to conduct hydroxide ions (OH-) due to quaternary ammonium exchange groups, which confer to AEM high pH equivalent. The AEMs are based on crosslinked fluorinate/partially fluorinated polymer due to their outstanding chemical and thermal stability compared to hydrocarbon polymer-based matrix. The pre-irradiation method has been widely used for grafting (copolymerization) of monomers into polymer matrix due to a reduced formation of homopolymers and the possibility of grafting to be carried out at any time. The radicals produced during radiation process decay as a function of time and affect the grafting reaction, such as reduction of active centers, grafting yield and membranes properties. In order to optimize the irradiation parameters process and the membrane reproducibility, the stability of radicals styrene-grafted ETFE prepared by using electron beam irradiation by doses of 70 and 100 kGy as a function of storage time (up to 10 months) was evaluated by electron paramagnetic resonance (EPR), degree of grafting, ion exchange capacity (IEC), and electrochemical impedance spectroscopy. Results have shown that the radicals formed could be preserved by storage at low temperature (-70 °C), producing membranes with high homogeneity and satisfactory ionic conductivity. Such results have demonstrated that ETFE-based AEMs are promising electrolyte for alkaline fuel cell applications.

    Icon

  • IPEN-DOC 23386

    PAULA, VINICIUS G. de; REIS, DELCICLEIDE C. dos; SILVA, LUZELI M. da; SANTOS, ADENILSON O. dos; CARVALHO, ROSSANO L.; OTUBO, LARISSA ; COELHO, ADELINO de A.; CARDOSO, LISANDRO. Cristallite size tuning on magnetocaloric effect of ball milled HoAl2. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1543-1544.

    Abstract: The magnetocaloric effect (MCE) is the basis for alternative, environment-friendly new refrigeration technologies. It is an intrinsic property of all magnetic materials, occurring as a consequence of the coupling among external applied field and the magnetic sub-lattice. [1] In this study, we report on the synthesis, microstructural and magnetic characterization of mechanically milled HoAl2 compound. The samples were investigated by using x-ray diffraction, scanning electron microscopy (SEM) and magnetization measurements. HoAl2 polycrystalline sample were submitted to a milling process using high energy ball mill in order to produce metallic nanoparticles. The bulk sample show single phase with cubic MgCu2- type structure. The lattice parameter was not significant changed by milling process up to 20 h of milling time. On the other hand, the crystallite size is strongly reduced reaching 28 nm for 20 h sample. Magnetic measurement show ferromagnetic phase transition around 32 K for bulk and all milled samples. A contribution related with spin reorientation is also observed below 20K, which becomes more pronounced as milling time increase. The magnetization of saturation reduces from 8.4 (bulk sample) to 6.2 μB/u.f. (20 h sample), due to the weakening of long-range magnetic ordering caused by size effects. The mechanical milling reduces the maximum values of magnetic entropy change (−DSM max) from 30 J/kgK (bulk sample) to 15 J/kgK (20 h milled sample). A significant broadening in the −DSM peak profile is observed as the milling time increase, which enhance in the full width half maximum (δTFWHM) of entropy change peak. High values of δTFWHM are associated with a large operation temperature range of magnetic refrigerator prototypes making the milled HoAl2 interesting for magnetic refrigeration purposes.

    Icon

  • IPEN-DOC 23385

    NASCIMENTO, MAURICIO S.; FRANCO, ANTONIO T.R.; NAKAMOTO, FRANCISCO Y.; FRAJUCA, CARLOS; SANTOS, GIVANILDO A. dos; COUTO, ANTONIO A. . Correlation between Microstructure and Mechanical Properties of Al-Si-Cu Alloys Casting. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1058-1059.

    Abstract: It is well known that mechanical properties depend on solidification structures. The effects of microstructure on metallic alloys properties has been highlighted in various studies and particularly, the influence of grain size and dendrite arm spacing upon the mechanical properties has been reported [1-3]. The aim of this work is obtain correlations between microstructure and the mechanical properties of Al-10wt%Si-2wt%Cu and Al-10wt%Si-5wt%Cu alloys casting. These alloys were solidified under upward unsteady state heat flow conditions. Heat was directionally extracted only through a water-cooled bottom made of steel (SAE 1020). The results include tip growth rate (VL), cooling rate (TR), primary dendrite arm spacing (λ1), ultimate tensile strength (LRT) and yield strength (LE) as a function of solidification conditions imposed by the metal/mold system. In both cases (LRT and LE = 0.2%ε), the finer dendritic arrangement presents superior mechanical properties for the Al-Si-Cu alloys studied.

    Icon

  • IPEN-DOC 23384

    NASCIMENTO, MAURICIO S.; FRANCO, ANTONIO T.R.; NAKAMOTO, FRANCISCO Y.; FRAJUCA, CARLOS; SANTOS, GIVANILDO A. dos; COUTO, ANTONIO A. . An Experimental Study of the Influence of Solidification Thermal Variables upon Microstructure of Al-Si-Cu Alloys. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1006-1006.

    Abstract: Solidification of metals involves the transformation of the molten metal back into the solid state. The transformation of a liquid into solid is probably the most important phase transformation in applications of science and engineering materials [1, 2]. Solidification structures impact heavily on the products final characteristics and therefore predict microstructure resulting from the solidification thermal variables is essential for the programming process using solidification. The aim of this work is obtain correlations between thermal solidification variables and the microstructure of Al-10wt%Si-2wt%Cu and Al-10wt%Si-5wt%Cu alloys. These alloys were solidified under upward unsteady state heat flow conditions. Heat was directionally extracted only through a watercooled bottom made of steel (SAE 1020). The results include tip growth rate (VL), cooling rate (TR) and primary dendrite arm spacing (λ1) as a function of solidification conditions imposed by the metal/mold system.For both alloys, it is found that the primary dendrite arm spacing decreases with the increase in tip growth rate and cooling rate.

    Icon

  • IPEN-DOC 23383

    MUCCILLO, REGINALDO ; MUCCILLO, ELIANA N. dos S. . Novel sintering approaches for densifying ceramic oxides with improved properties. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1970-1970.

    Abstract: Ion conducting, semiconducting and superconducting oxides have been sintered to designed density and controlled grain size distribution by applying AC electric fields at temperatures lower than those used in conventional sintering. Temperature, electric field strength and frequency, electric current density threshold, number of electric current pulses, constant or pulsed delivered electric power, average particle size, particle size distribution, and green density are key factors to be considered for a successful fabrication of ceramic pieces with desired properties. Experiments have been carried out in fully and partially oxide ion conducting zirconia solid electrolytes, doped barium cerate and barium zirconate proton conductors, pure and doped semiconducting tin dioxide, in high- TC bismuth-based superconducting oxides, and in planar solid oxide fuel cells. Near to full density ceramic pellets have been produced with enhanced properties. Noteworthy is the possibility of densifying ceramic bodies to full density with controlled grain growth at considerably lower temperatures and in short times than in conventional sintering.

    Icon

  • IPEN-DOC 23382

    MORAES, LETICIA P. R. de ; MATOS, BRUNO R. ; SANTIAGO, ELISABETE I. ; FONSECA, FABIO C. ; AMICO, SANDRO C.; MALFATTI, CELIA de F.. Palladium-based Electrocatalysts for Ethanol Oxidation Reaction in Alkaline Direct Ethanol Fuel Cell. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 1566-1567.

    Abstract: Direct ethanol fuel cells require adequate electrocatalysts to promote the carboncarbon cleavage of ethanol molecule. Typical electrocatalysts are based on platinum, which have shown improved activity in acidic media. However, Pt-based catalysts have high cost and are easily deactivated by CO poisoning. Therefore, novel catalysts have been developed, and among then, palladium-based materials have shown promising results for the oxidation of ethanol in alkaline media. The present study reports on the performance of alkaline direct ethanol fuel cel (ADEFC) by using carbon-supported Pd, PdSn, PdNi, and PdNiSn produced by impregnation-reduction of the metallic precursors. The effect of chemical functionalization by acid treatment of the carbon support (Vulcan) was investigated. The electrocatalysts were studied by thermogravimetric analysis (TGA), X-rays diffraction (XRD), transmission electron microscopy (TEM), cyclic voltammetry (CV), and ADEFC tests. TGA measurements of functionalized Vulcan evidenced the characteristic weight losses attributed to the presence of surface functional groups due to the acid treatment. A high degree of alloying between Pd and Sn was inferred from XRD data, whereas in both PdNi and PdNiSn, Ni occurs mostly segregated in the oxide form. TEM analyses indicated agglomeration of Pd and PdSn particles, whereas a more uniform particle distribution was observed for PdNi and PdNiSn samples. CV curves showed that the peak potential for the oxidation of ethanol shifts towards negative values for all samples supported on functionalized Vulcan indicating that ethanol oxidation is facilitated. Microstructural and electrochemical features were confirmed by ADEFC tests, which revealed that the highest open circuit voltage and maximum power density were achieved for PdNiSn electrocatalysts supported on functionalized Vulcan with uniform particle distribution and improved triple phase boundaries.

    Icon

  • IPEN-DOC 23381

    LORENZO, CARLOS G.; WATANABE, SHIGUEO; GENNARI, ROSELI F.; BUENO, CARMEN C. ; CANO, NILO F.. Gamma and Neutron Detection of Un-doped and Doped (Eu, Dy, B) Calcium Silicate Polycrystal. In: BRAZILIAN MRS MEETING, 15th, September 25-29, 2016, Campinas, SP. Abstract... São Carlos, SP: Aptor Software, 2016. p. 771-771.

    Abstract: The use of different types of radiation is being increasingly widespread in various human activities such as in several industrial and nuclear technologies, where high radiation doses are involved, while in medicine usually low doses are involved. The radiation, on the other hand can be harmful to human being so that gamma and neutron radiation dosimetry becomes very important. There exist different detectors systems in radiation dosimetry but that based on the thermoluminescent crystals being one of the most important. For example, LiF based LiF:Mg,Ti (MTS) and LiF:Mg,Cu,P (MCP) that proved to be good detectors for gamma-rays, neutrons and other radiation [1]. On the other hand, natural silicate minerals proved to be very sensitive TL materials. In our laboratory several natural silicate minerals have been investigated, among them, the green quartz was proved to be very sensitive dosimeters both for low (mGy) and for high and very high radiation doses (kGy-Mgy) [2]. In this work, we produced in the laboratory polycrystals of CdSiO3 and CaSiO3. With respect to CaSiO3 we produced polycrystals doped with Eu, Dy, Cd and B. CaSiO3 doped or not has shown to be excellent detectors of gamma-rays as well as of neutrons produced in a research reactor (reactor IEA-R1 from Institute for Energy and Nuclear Research). CdSiO3 presented a TL peak at low temperature, therefore is unstable, while all CaSiO3 detectors have shown an excellent behavior.

    Icon

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

Repositórios Digitais Institucionais: a experiência

do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

(IPEN)

Mery P. Zamudio Igami

Biblioteca Terezine Arantes Ferraz

1 Repositórios Digitais Institucionais – RDI

A tecnologia da informação modificou significativamente todas as atividades rotineiras da sociedade. O surgimento das redes de comunicação transformou o ambiente onde elas atuam mudando o conceito de espaço e tempo no âmbito da comunicação e informação pela instantaneidade da transmissão de dados.

Na área de comunicação científica não foi diferente. Toda a cadeia de produção, disseminação, publicação e armazenamento de documentos científicos experimentou uma grande transformação, impactando de forma positiva a produção e consumo da informação científica na área acadêmica. O surgimento da internet e da WWW, na década de 80, aceleraram as mudanças na forma de comunicar e disseminar os trabalhos acadêmicos que passaram do suporte exclusivamente em papel para o suporte digital.

Na mesma época houve uma significativa crise mundial devido aos altos preços praticados pelas editoras no processo de assinatura das publicações periódicas, tornando inviável a sustentação das coleções pelas bibliotecas e afetando diretamente a consulta pelos usuários. Como reação da própria comunidade científica surgiu então o movimento de livre acesso à informação científica, mais conhecido por Open Access Iniciative (KURAMOTO, 2012).

Esse movimento defende a disponibilização na internet da literatura acadêmica e científica permitindo que seja lida, descarregada, distribuída, impressa e pesquisada livremente.

É importante o registro histórico desse movimento não somente porque está diretamente relacionado à criação dos RDIs, mas também porque ele possibilitou várias mudanças estruturais no fluxo da comunicação científica. Os editores perderam a exclusividade de distribuição (comercialização) da pesquisa científica, uma vez que na era digital é possível que isso seja realizado de forma descentralizada e por iniciativa de cada autor.

1.1 O movimento do Open Access Iniciative - OAI

A partir de 1999, os movimentos em favor do acesso livre à literatura científica, principalmente à literatura produzida sob financiamento público, consolidaram-se.

A comunidade acadêmica envolvida nesses movimentos corroborou o seu apoio por meio de declarações formais, dentro das quais se destaca a Declaração de Budapest – BOAI –1 em 2002, onde foram emitidos os conceitos básicos do OAI, e a Declaração de Berlim2 em 2003, onde se destacou a natureza institucional dos repositórios digitais de livre acesso como um espaço organizado baseado em regras de utilização que conferem credibilidade aos materiais publicados e em políticas de arquivamento a longo prazo.

O movimento Open Archives Iniciative desenvolveu padrões de interoperabilidade buscando facilitar a comunicação eficiente de conteúdo. Foram também estabelecidas duas modalidades para viabilizar a disponibilidade dos conteúdos: a via verde que diz respeito ao autodepósito nos RDs e a via dourada que inclui as revistas que publicam os artigos com livre acesso.

O primeiro repositório digital (ArXiv.org )3 foi instalado no laboratório de física, em Los Álamos, EU, coordenado pelo físico Paul Ginsparg (1996), motivado pela insatisfação com os rumos na política de aquisição das publicações científicas e a crescente inviabilidade das bibliotecas americanas de manter as coleções atualizadas. Daquela época para a atual aconteceram inúmeras mudanças positivas nos modelos de funcionamento dos repositórios promovidas pela evolução da TI.

________________________________________________

1 Budapest Open Access Iniciative - http://www.budapestopenaccessinitiative.org

2 Open Access - http://openaccess.mpg.de/Berlin-Declaration

3 General Information about Arxiv - http://arxiv.org

Não existe um modelo único para a criação dos RDIs; cada instituição define a política de depósito adequada ao contexto da sua comunidade. O importante é que essa comunidade valide e utilize a plataforma tornando-a uma vitrine da sua produção científica.

No país, o movimento de Acesso Aberto e construção de Repositórios Digitais Institucionais tiveram um grande incentivo e apoio técnico do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – (IBICT) (INSTITUTO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, 2009). De acordo com o Diretório internacional de RDIs – o DOAR4, até o momento, há no país 153 repositórios digitais em funcionamento, dos quais a maioria é mantida pelas instituições onde a comunidade produz os trabalhos científicos. Desses RDIs, 74% utilizam o software Dspace5.

1.2 O Projeto de Lei sobre os Repositórios Digitais

Em 2007, foi apresentado o Projeto de Lei no senado PL1120/2007 (BRASIL, 2007), que torna obrigatório nas universidades e institutos de pesquisa o desenvolvimento e implantação de RDIs nas instituições de origem, bem como torna obrigatório o autodepósito da produção científica por parte dos seus pesquisadores. Além disso, o Projeto de Lei determina a formação de uma comissão de alto nível para discutir, propor e estabelecer uma política de livre acesso à informação científica. Além de simplesmente criar mecanismos de disseminação da informação científica, o Projeto propõe a criação de uma comissão para discutir políticas e estabelecer diretrizes a serem adotadas em nível nacional pelas instituições que produzem informação científica.

1.3 O que são os RDIs?

Os RDIs constituem atualmente um avanço na gestão do conhecimento intelectual. Podem receber diversas denominações tais como equipamentos institucionais, observatórios digitais, instrumentos ou ferramentas de gestão de conhecimento e outras.

________________________________________________

4 The Directory of Open Access Repositories – OpenDOAR - http://www.opendoar.org

5 Software livre para construção de Repositorios Institucionais Digitais (Dspace) - http://www.ibict.br/pesquisa-desenvolvimento-tecnologico-e-inovacao/Sistema-para-Construcao-de-Repositorios-Institucionais-Digitais

Um dos aspectos mais importantes dos RDIs é que eles estão inseridos na política institucional de gestão do conhecimento e são essencialmente instrumentos gerenciais de onde se obtém indicadores para auxiliar na gestão da política científica das instituições de pesquisa.

Sob a ótica documentária um RDI constitui um serviço de informação científica em ambiente digital, interoperável e de acesso aberto, dedicado ao gerenciamento da produção científica de uma instituição. Contempla a reunião, armazenamento, organização, preservação, recuperação e, sobretudo, a ampla disseminação e visibilidade da informação científica produzida na instituição.

1.3.1 O que caracteriza um repositório digital?

a) a organização, armazenamento, acesso e distribuição de documentos digitais;

b) a utilização de padrões abertos acessibilidade;

c) as funcionalidades que o software selecionado permite;

d) a utilização de metadados com padrão internacional – interoperabilidade;

e) o arquivo digital anexado;

f) o acesso de buscadores para elaboração de rankings internacionais - visibilidade;

g) o autodepósito dos trabalhos;

h) a monitoração, controle e elaboração de indicadores.

2 O RDI do IPEN

O prestígio de uma instituição de pesquisa está fortemente vinculado aos resultados dos elementos intangíveis, por exemplo, qualidade no ensino da pós-graduação, e tangíveis como os resultados da pesquisa, entre eles a Produção científica. Tradicionalmente, o IPEN, por meio da sua unidade de informação, mantém a sua produção científica organizada e atualizada desde sua criação em 1956. No entanto, devido ao avanço da tecnologia da informação, tornou-se necessário atualizar a plataforma gerenciadora dessa informação já armazenada, com a consequente modernização no processo de gestão do capital intelectual.

No decorrer de 2013, seguindo outras instituições no país, como por exemplo, a Universidade de São Paulo, a Universidade Estadual Paulista e a Universidade Estadual de Campinas, a Direção do IPEN decidiu criar o seu repositório, uma vez que a matéria prima para concretizar esta ação já se encontrava disponível e organizada de tal forma que se garantiria a sustentabilidade do RDI.

A política de gestão da produção científica é uma prática rotineira no IPEN. Diferentemente da maioria dos repositórios em funcionamento, o RDI do IPEN já nasce com um volume significativo de matéria-prima digital organizada, com políticas definidas de auto arquivamento e de preservação da produção científica.

Porém, o fator determinante de sucesso foi o modelo de indexação e organização dos documentos adotado pela biblioteca desde o início em 1976, quando ainda se constituía em uma base de dados referencial. Este fato facilitou o processo de migração e compatibilização dos metadados para o novo padrão internacional adotado, o Dublin Core, garantindo interoperabilidade com outros repositórios digitais, uma das principais características dos RDIs.

Em novembro de 2013, foram iniciados os trabalhos de construção do RDI do IPEN. Inicialmente foram programadas visitas do grupo de informática e da biblioteca a instituições com experiências bem-sucedidas, como, por exemplo, o Instituto de Pesquisas Espaciais – (INPE) em São José dos Campos e a Universidade de São Paulo- USP, com o objetivo de conhecer melhor o projeto de RDIs dessas instituições e selecionar o modelo mais adequado à realidade do IPEN.

As visitas técnicas embasaram a decisão de selecionar o software Dspace para confecção do repositório do IPEN. O Dspace é um software livre especializado no gerenciamento de repositórios resultante de um projeto colaborativo da MIT Libraries e da Hewlett-Packard Company, amplamente utilizado no mundo. No Brasil, graças ao incentivo do IBICT em Brasília, o DSpace é utilizado por 75% das instituições que possuem repositórios.

2.1 O processo de migração

Em dezembro de 2013, foi iniciado o processo de criação do novo repositório do IPEN, após um estudo preliminar do software e contratação de uma empresa para a capacitação das equipes da biblioteca e da informática.

Nos meses seguintes foram efetuados os testes de implantação do Dspace, configuração, desenho da nova arquitetura do banco de dados, compatibilização e criação de novos metadados, desenvolvimento de funcionalidades.

Na época, a produção científica contabilizada era de 19.200 itens. A migração gradual desses itens iniciou-se em julho de 2014.

Internamente, além de todas as funções inerentes e habituais a um repositório, o diferencial do RDI do IPEN diz respeito à integração com os dados registrados no sistema de informação gerencial e planejamento do instituto, o SIGEPI. Trata-se da uma funcionalidade especial, desenvolvida em ambiente externo ao Dspace, porém acrescentada no momento do registro do documento no Dspace via metadado específico, de tal forma que cada trabalho registrado no RD se correlaciona, automaticamente com a atividade do Plano Diretor à qual o autor do IPEN está vinculado.

Para essa finalidade foi efetuado um exaustivo trabalho de identificação dos nomes completos dos autores do IPEN (lista de autoridades), com as suas respectivas variáveis na forma de citação e agrupamento dos trabalhos. Foi atribuído um número único de identificação para cada autor, o ID autor IPEN, formato semelhante ao Researcher ID utilizado pela base internacional Web of Science. Essa facilidade constituiu um filtro que ao ser acionado reúne e apresenta rapidamente todos os trabalhos de um determinado autor.

Ao RDI está vinculada também uma tabela estatística, atualizada on-line a cada registro introduzido. Essa funcionalidade destina-se à obtenção de dados para a elaboração de índices e quadros estatísticos a serem confeccionados fora do ambiente do Dspace para subsidiar os pesquisadores e os gestores do IPEN, com informações para a monitoração, administração e elaboração de indicadores científicos fornecidos para o Plano Diretor do IPEN, o relatório anual da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior( CAPES) e outros, bem como para cumprir as exigências dos órgãos financiadores de pesquisa.

O modelo adotado para a coleta dos trabalhos também difere de outros. Nesta primeira etapa foi considerado mais conveniente o serviço de informação (biblioteca) responsabilizar-se pela coleta, depósito e complementação dos dados, utilizando as fontes de informação nacionais e internacionais. Assim, a unidade de informação realiza periodicamente a verificação dos trabalhos publicados pelos pesquisadores nas bases Web of Science, Scopus, Scielo, INIS e Currículo Lattes. Após a eliminação das duplicatas e localização dos documentos na íntegra efetua-se o depósito no RDI.

Trata-se de um modelo de depósito que esta sendo testado, há vantagens e desvantagens. A principal vantagem diz respeito à economia de tempo do pesquisador uma vez que se elimina a obrigatoriedade do autodeposito, tornando, porém, imprescindível por parte do pesquisador à atualização do seu Currículo Lattes. A maior desvantagem foi absorvida pela Biblioteca, qual seja a coleta periódica dos documentos publicados bem como a localização e obtenção da evidência dos mesmos.

Importante registrar que a construção do RD foi uma iniciativa muito nova na instituição, que demandou um trabalho detalhado, cuidadoso e gradual das equipes de desenvolvimento de sistemas e da biblioteca, dado a pouca familiaridade com a nova plataforma. Alia-se a esse fato a opção de utilizar um software livre, onde certas funcionalidades ainda não foram desenvolvidas.

Em setembro de 2014, após oito meses de trabalho, as equipes conseguiram migrar 23%, das coleções, foi uma tarefa que demandou ajustes, adequações, testes e decisões internas, dado o grande nível de detalhamento dos dados, motivo de comemoração das equipes, após cada etapa finalizada e bem sucedida. Contamos também com a assessoria de uma empresa especializada no assunto, a qual guiou a equipe da informática em cada funcionalidade desenvolvida. Nesse ritmo de trabalho, foi possível completar o processo de migração em fevereiro de 2015. Finalmente, em junho desse mesmo ano, o RDI foi disponibilizado na Internet.

2.2 Desempenho do RDI em 2015

Atualmente o novo RDI:

- dispõe de uma identidade própria e permanente, (ex: http://repositorio.ipen.br );

- utiliza as estatísticas de uso do Google Analytics;

- é reconhecido pelo Google Scholar e outras máquinas de busca da Internet;

- participa dos rankings internacionais de repositórios institucionais (Ex: Webometrics);

- tem registro nos Diretórios Internacionais de RIs (Ex. DOAR);

- interopera com sistemas congêneres.

Conforme foi mencionado, a criação do RDI e a migração dos dados constitui a primeira etapa dentro de um projeto maior, qual seja institucionalizar e operacionalizar a gestão da produção científica do IPEN. Após o processo se consolidar em entrar em rotina de funcionamento, as próximas etapas a serem desenvolvidas pelas equipes, dizem respeito à:

- automação da coleta dos documentos;

- otimização das ferramentas de busca;

- obtenção de relatórios estatísticos customizados;

- otimização do lay-out do RDI;

- acréscimo de novas coleções;

- desenvolvimento de novas funcionalidades.

A pesquisa no RDI é muito simples e segue os padrões da maioria das bases de dados. É possível pesquisar por autor, título, assunto, ID de autor IPEN, ano de publicação, combinar palavras- chave de busca e assim por diante. Apresenta também uma tabela estatística funcionando em tempo real, distribuída por nível monográfico; isso permite que a direção e o corpo técnico científico acompanhe a evolução quantitativa dos documentos depositados no RDI.

Uma das últimas funcionalidades acrescentadas ao RD, diz respeito à sinalização dos autores do IPEN. Ao clicar no símbolo do autor é possível acessar a página do pesquisador, onde se apresentam os seguintes dados: as variáveis do nome, uma tabela com todos os trabalhos constantes no RDI , bem como um quadro resumo numérico. Dessa forma o autor pode visualizar, acessar e monitorar à sua produção científica com o texto completo de forma rápida e simples . O quadro resumo se configura ainda como uma linha do tempo para o autor.

Por se constituir em um equipamento totalmente apoiado na tecnologia da informação, o RDI é um recurso institucional dinâmico sujeito a constantes atualizações e melhorias, o qual deve garantir a confiabilidade dos dados providos bem como assegurar a sua sustentabilidade.

3 Referências bibliográficas

BRASIL. Projeto de Lei do Senado 1120/2007 Dispõe sobre o processo de disseminação da produção técnico-científica pelas instituições de ensino superior no Brasil e dá outras providências. Diário oficial da Republica Federativa , Brasília, DF, Disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/461698.pdf Acesso em: set. 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA - IBICT Repositórios digitais. Site institucional. Brasília: 2009. Disponível em: http://www.ibict.br/informacao-para-ciencia-tecnologia-e-inovacao%20/repositorios-digitais Acesso em set. 2014.

KURAMOTO, H. Acesso livre: como tudo começou. Brasília, 2012. Blog. Disponível em: http://kuramoto.blog.br/2012/02/27/acesso-livre-como-tudo-comecou Acesso em: set. 2014.

SP, janeiro de 2016