NANCI DO NASCIMENTO

Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Cargo

Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 10 de 65
  • Artigo IPEN-doc 27471
    Radiation effects on Toxoplasma antigens
    2020 - COSTA, ANDREA da; NASCIMENTO, NANCI do; GALISTEO JUNIOR, ANDRES J.; PASSOS, ALINE B.D. dos; ANDRADE JUNIOR, HEITOR F. de
    Purpose: Purpose: Protein irradiation causes aggregation, chain breakage, and oxidation, enhancing its uptake by antigen-presenting cells. To evaluate if irradiated proteins participate on the protection, we studied the immune response induced in mice immunized with irradiated soluble extracts of T. gondii tachyzoites (STag) or irradiated intact T. gondii RH tachyzoites (RH0.25 kGy). Material and Methods: Soluble extracts of Toxoplasma gondii tachyzoites (STag) were irradiated at different dose by Cobalt-60 source. By polyacrylamide gel electrophoresis (SDS-Page) we evaluated the effects on primary structures of protein STags induced by irradiation. By Enzyme-linked Immunosorbent Assay (ELISA) we evaluated the difference between humoral immune response induced by irradiated STag or RH tachyzoites in immunized mice from the detection of specific immunoglobulin G (IgG) antibodies in the serum of immunized mice. From challenge with viable RH strain of T. gondii we evaluated the protection induced in the immunized animals. By cytometry we performed the phenotyping of T and B lymphocytes in the peripheral blood of the immunized animals. Results: Irradiation dose of 1.5 kGy induced minimal changes in most proteins, without affecting their antigenicity or immunogenicity. Immunization showed saturation at the dose of 10 µg/mice, with worst response at higher doses. STag irradiated at 1.5  kGy (STag1.5 kGy) induced higher survival and protection similar to T. gondii RH strain irradiated at 0.25 kGy (RH0.25 kGy), with higher serum levels of high affinity IgG compared to STag native. Blood immune memory cells of mice immunized with STag1.5 kGy had higher proportions of CD19+ (cluster of differentiation 19) and CD4+ (cluster of differentiation 14) cells, whereas mice RH0.25 kGy had high proportion of memory CD8+ (cluster of differentiation 8) cells. Conclusions: Our data suggest that major histocompatibility complex type I (MHCI) pathway, appears seem to be used by RH0.25 kGy to generate cytotoxic cells while STag1.5 kGy uses a major histocompatibility complex type II (MHCII) pathway for B-cell memory, but both induce sufficient immune response for protection in mice without any adjuvant. Irradiation of soluble protein extracts enhances their immune response, allowing similar protection against T. gondii in mice as compared to irradiated intact parasites.
  • Resumo IPEN-doc 26933
    Redução da atividade edematogênica promovida pelo muco da raia de água doce Paratrygon aiereba utilizando soro produzido contra o muco irradiado com raios gama de 60Co
    2016 - THOMAZI, G.O.C.; PREZOTTO NETO, J.P.; ALVES, G.J.; TURIBIO, T.O.; AIRES, R.S.; ROCHA, A.M.; SEIBERT, C.S.; SPENCER, P.J.; NASCIMENTO, N.
    Introdução: As raias são peixes peçonhentos com ampla distribuição geográfica nos principais rios brasileiros e merecem destaque por estarem frequentemente associadas a acidentes em seres humanos. Estes agravos são frequentes na região Norte do país e favorecidos pelo hábito desses peixes de permanecerem em repouso no fundo arenoso ou lamacento de águas rasas e pela frequente utilização humana dos rios, seja por lazer ou atividades ocupacionais. Os ferimentos provocados pelos ferrões das raias são dolorosos, de difícil cicatrização, causam necroses extensas e fenômenos sistêmicos. O muco que recobre toda a extensão do corpo desses peixes pode aumentar a gravidade desses ferimentos. A escassez de estudos voltados para o tratamento específico das lesões oriundas dos agravos por esses peixes, a ausência de estudos com outros gêneros de raias dulcícolas e a possibilidade de produção de soro contra o veneno de raias estimularam o desenvolvimento deste estudo utilizando a radiação ionizante que tem se mostrado vantajosa na atenuação de toxinas animais, resultando na obtenção de melhores imunógenos para a produção de soros. Objetivo: Avaliar e comparar o potencial neutralizante dos soros anti-mucoda raia Paratrygonaierebanativo ou irradiado (2 kGy-60Co) contra a ação edematogênicado muco nativo. Método: Mediante aprovação da CEUA/IPEN/SP n°126/2013 e do ICMBion.º 45407-1/2014 foi desenvolvido este trabalho. O muco (50μg/mL) de P. aierebafoi incubado em banho-maria com os soros anti-muconativo ou soro anti-mucoirradiado diluídos de 1:100 ou 1:1.000 (soros de coelhos imunizados contra o muco nativo ou irradiado por 60Co de P. aiereba). Após a incubação, as amostras foram injetadas (30μL) no coxim plantar da pata posterior de camundongos Swissmachos, 18 a 20g, (n=30). A interferência na atividade edematogênicafoi verificada nos tempos de 1h, 2h, 4h e 24h após a inoculação. Em todos os animais foi verificado o volume inicial individual de cada pata antes da injeção das amostras. Os volumes foram mensurados em pletismômetroe os resultados expressos como a variação do volume em relação ao volume basal em μL por período (ExpBioMed. 239:601, 2014). A avaliação estatística foi realizada pela análise de variância com auxílio do softwareGraphPadPrism5.0. Resultados: O muco de P. aierebafoi capaz de induzir edema de 1h a 4h após a inoculação, com declínio de 4 a 24h (p<0,01 em relação aos controles). O soro anti-muconativo não foi capaz de inibir a formação do edema nas diluições testadas, sem diferença estatística com o edema induzido pelo muco (p>0,05). O soro anti-mucoirradiado diluído 1:100 apresentou interferência significativa na atividade edematogênicanas primeiras quatro horas (p<0,01). O soro anti-mucoirradiado 1:1000 foi capaz de diminuir a formação de edema nas 1ª e 4ª horas (p<0,01). O edema foi reduzido pelo soro anti-mucoirradiado pré-incubado com o muco não irradiado (nativo). Conclusão: Esse resultado mostra que além do muco irradiado ser capaz de estimular a proliferação de células de memória, ou seja, a produção de anticorpos IgGespecíficos, estas imunoglobulinas são capazes de reconhecer a fração responsável pela atividade edematogênica. Estes resultados nos permite concluir que o processo de irradiação tornou o muco da raia P. aierebamais antigênico.
  • Resumo IPEN-doc 23502
    Redução da atividade edematogênica promovida pelo muco da raia de água doce Paratrygon aiereba utilizando soro produzido contra o muco irradiado com raios gama de 60Co
    2016 - THOMAZI, G.O.C.; PREZOTTO NETO, J.P.; ALVES, G.J.; TURIBIO, T.O.; AIRES, R.S.; ROCHA, A.M.; SEIBERT, C.S.; SPENCER, P.J.; NASCIMENTO, N.
  • Resumo IPEN-doc 22219
  • Artigo IPEN-doc 21107
    Comparative nephrotoxicity of native or Co-60 gamma rays irradiated crotoxin in mice
    2015 - ROCHA, ANDRE M.; ROCHA, JOSEFA M.N.; MAGALHAES FILHO, ASTERIO S.; ALVES, GLAUCIE J.; AIRES, RAQUEL da S.; TURIBIO, THOMPSON O.; THOMAZI, GABRIELA O.C.; SPENCER, PATRICK J.; NASCIMENTO, NANCI do
  • Artigo IPEN-doc 21030
    Humoral immune response against native or sup(60)Co irradiated venm and mucus from stingray Paratrygon aiereba
    2015 - THOMAZI, GABRIELA O.C.; ALVES, GLAUCIE J.; AIRES, RAQUEL da S.; TURBIO, THOMPSON de O.; ROCHA, ANDRE M.; SEIBERT, CARLA S.; SPENCER, PATRICK J.; NASCIMENTO, NANCI do
  • Artigo IPEN-doc 21024
    Effects of 60 cobalt ionizing radiation in morphology and metabolism of yeasts and chlamydospore of Candida albicans
    2015 - GRILLO, MICHEL R.F.; TAKAKURA, CLEUSA F.H.; DEMICHELI, MARINA C.; NEGRO, GILDA M.B. Del; NASCIMENTO, NANCI do; ANDRADE JUNIOR, HEITOR F.; GALISTEO JUNIOR, ANDRES A.J.
  • Resumo IPEN-doc 04676
    Structural and biological alterations of crotoxin following irradiation in the presence of thiol groups
    1997 - NASCIMENTO, N.; ANDRIANI, E.P.; SPENCER, P.J.; ROGERO, J.R.
  • Resumo IPEN-doc 05091
  • Resumo IPEN-doc 05093