Relat. Téc.

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 411
  • Relatório IPEN-doc 30488
    Processamento térmico do Caldo Tioglicolato com Resazurina envasado em tubos de 9 mL
    2024 - FELGUEIRAS, CARLOS F.
    O meio de cultura Caldo Tioglicolato com Resaruzina, distribuído em tubos no volume de nove mililitros, é passível de oxidação tanto durante o transporte desde o fabricante quanto no período de armazenamento. Essa condição do meio compromete a proliferação de microrganismos anaeróbios e anaeróbios facultativos e, por consequência, a fertilidade do meio de cultura a ser utilizado no teste de esterilidade de radiofármacos. As recomendações de diversos fabricantes do Caldo Tioglicolato com Resarurina prevêm aquecimento do caldo em banho-maria ou em vapor fluente sem, contudo, especificar os parâmetros de tempo e temperatura mais adequados. A partir dos resultados de experimentos prévios, propomos o aquecimento dos tubos com Caldo Tioglicolato com Resazurina à temperatura de 80 °C por 60 minutos, em um procedimento que denominamos doravante processamento térmico. As condições propostas para o processamento não devem alterar a qualidade do meio de cultura, e por isso foram avaliadas neste trabalho importantes características físico-químicas e microbiológicas atribuídas ao Caldo Tioglicolato com Resazurina, tais como propriedades organolépticas, pH, esterilidade e fertilidade. Os testes foram conduzidos com três lotes distintos do meio de cultura, em paralelo à definição do intervalo de temperaturas alcançado no processamento térmico. A técnica proposta foi efetiva na restauração da camada redutora originada pela resazurina sódica, sem alteração significativa no pH e nas propriedades organolépticas do caldo. As propriedades microbiológicas também foram preservadas após aquecimento no intervalo 77,0 – 81,5 °C por 60 minutos. Concluímos que o Caldo Tioglicolato com Resazurina submetido ao processamento térmico se mostra adequado para utilização na validação do teste de esterilidade de radiofármacos. Recomendamos que seja realizada e registrada a medição periódica da temperatura do banho ao longo do processamento térmico, enquanto o equipamento de aquecimento não estiver qualificado. Apresentamos em anexo uma descrição da técnica a ser inserida em instrução de trabalho do SECQR.
  • Relatório IPEN-doc 30466
    Obtenção da massa crítica do núcleo com elementos combustíveis tipo placa a partir da criticalidade do reator IPEN/MB-01
    2024 - BITELLI, ULYSSES D.
    O resultado obtido a partir do procedimento experimental visando a determinação de massa crítica de U-235 através da criticalidade do novo núcleo do reator IPEN/MB-01[1] e da metodologia experimental de previsão[2] e cálculo[,3,4] para estimativa de M-235 pode ser resumido na tabela 1, dada a seguir. Considerando os valores da tabela 1 referentes a 15ª etapa subcrítica (última previsão de massa crítica) e 18ª etapa de carregamento (sistema crítico/subcritico), obtidos experimentalmente neste relatório, obtemos um intervalo de valores de massa crítica comuns que se sobrepõem entre si. Tal intervalo obtido da intersecção destes dois valores experimentais de M-235 é dado a seguir. M-235 = 4629,68 ± 2,57 Assumido este valor experimental como o de maior exatidão e precisão (> 95% de confiança estatística), o desvio percentual em relação ao valor calculado [3,4] de (4623±80) gramas é dado a seguir. (C/E-1).100 = [ (4623,00/4629,68) -1 ].100 = 0,14%
  • Relatório IPEN-doc 30465
    Medida do Coeficiente de Reatividade de Vazio no Reator IPEN/MB-01
    2024 - BITELLI, ULYSSES D.
    Neste relatório apresentam-se os resultados obtidos da aplicação dos procedimentos operacionais e experimentais [1] no Reator IPEN/MB-01, visando a obtenção de dados experimentais para a medida do Coeficiente de Reatividade de Vazio, αv (T) para o núcleo com elementos combustíveis tipo placa com o moderador do reator à temperatura entre (20,03 ± 0,05)ºC . Para tal é introduzido em cada elemento combustível do núcleo na sua configuração padrão n º 09 uma placa de alumínio 6061 nas dimensões de (6,9x 81 x 0,115) cm, resultando na configuração nº 21, ocupando o canal de refrigeração/irradiação entre placas combustíveis nº 13 (sentido norte-sul). Tais inserções de vazios introduzem uma reatividade negativa no sistema que será compensada na sua criticalização, com a retirada do núcleo ativo das barras de controle BC#1=BC#2=BC#3=64,66% e BC#4 em 80,45%%, correspondendo a uma inserção de reatividade média e sua incerteza associada, obtidas a partir da análise dos dados coletados no reatimetro de (-476,16 ± 3,05) pcm , quando comparada a configuração de núcleo nº 09, sem os vazios introduzidos pelas placas de alumínio, onde temos as posições das barras de controle retiradas do núcleo em BC#1=BC#2=BC#3=BC#4=64,66%. Calculado o percentual de vazio [2] introduzido pelos 19 placas de alumínio (classificação 6061) como sendo de 1,91% do volume ativo de moderador no núcleo da configuração nº 09, podemos então obter o valor médio do Coeficiente de Reatividade de Vazio αv (T) para o novo núcleo contendo elemento combustível tipo placa, dado a seguir: αv (T) = ρ/V (pcm/%vazio) = -(476,16±3,05)/1.91 = (249,30±3,13)PCM/%vazio O valor obtido a partir da metodologia de cálculo indica o valor de αv (T)= 261±4 pcm/ºC [3], o que indica um desvio entre o medido e calculado ((C-E/E).100 % ) de 4,69 %, bem menor que o previsto pelo critério de aceitação ( 10%). Outra maneira de obter seria através da técnica de Rod Drop, ou seja, derruba-se instantaneamente a barra de controle BC#4 no núcleo, conforme podemos visualizar na Tabela 4 do Anexo 4. O valor encontrado foi de (-507,39± 6,91) pcm o que nos fornece um valor de αv(T)=265,65 pcm/%vazio , indicando um desvio de 1,75% , também bem menor que 10%. Assim, podemos concluir que a metodologia de cálculo utilizada na estimativa do Coeficiente de Reatividade de Vazio αv (T) [5,6] está aceita e validada por este experimento de comissionamento.
  • Relatório IPEN-doc 30382
    Dispositivo de Remoção das Placas Combustíveis do Elemento Combustível Instrumentado ECI-RMB
    2024 - JUNQUEIRA, FERNANDO de C.; LIMA, JOSE R. de; TORRES, WALMIR M.; PRADO, ADELK de C.
    Este relatório apresenta e documenta o projeto mecânico do Dispositivo de Remoção das Placas Combustíveis do Elemento Combustível Instrumentado (ECIRMB). O projeto mecânico foi feito pelo CEENG e consiste de 6 desenhos técnicos de fabricação, que podem ser vistos em detalhes no ANEXO 1. Esse dispositivo permitirá a remoção e colocação das placas combustíveis removíveis no ECI-RMB. Ele também permitirá movimentar essas placas até o local onde serão realizados os seguintes testes: 1) inspeção visual, 2) medição de espessura e, 3) espectrometria gama dessas placas combustíveis. Estes testes visam a qualificação das mesmas sob radiação.
  • Relatório IPEN-doc 30381
    Haste dos Medidores SPND para o Elemento Combustível Instrumentado ECI-RMB
    2024 - JUNQUEIRA, FERNANDO de C.; LIMA, JOSE R. de; TORRES, WALMIR M.; PRADO, ADELK de C.
    Este relatório apresenta e documenta o projeto mecânico da Haste dos Medidores do SPND (Self Powered Neutron Detector) projetada para a utilização nos experimentos de irradiação do Elemento Combustível Instrumentado (ECI-RMB). O projeto mecânico consiste de 4 desenhos técnicos de fabricação, que podem ser vistos em detalhes no ANEXO 1. Essa haste permitirá a introdução e movimentação de um SPND na região central do ECI-RMB ao longo de seu comprimento ativo, permitindo assim um mapeamento do fluxo de nêutrons durante a sua irradiação no núcleo do reator IEA-R1. Essas medidas são muito importantes para cálculos neutrônicos e térmicos e validação de Códigos neutrônicos e termo-hidráulicos. As peças, exceto do desenho QC-010 (Prumo), estão sendo fabricada pela empresa TIME e deverão ser entregues em abril de 2024.
  • Relatório IPEN-doc 30380
    Haste de Movimentação do Elemento Combustível Instrumentado
    2024 - JUNQUEIRA, FERNANDO de C.; LIMA, JOSE R. de; TORRES, WALMIR M.; PRADO, ADELK de C.
    Este relatório apresenta e documenta o projeto mecânico da “HASTE DE MOVIMENTAÇÃO DO ELEMENTO COMBUSTÍVEL INSTRUMENTADO” projetada, pelo CEENG, para movimentar o Elemento Combustível Instrumentado e com placas RMB (ECI-RMB) na piscina do reator IEA-R1. Por se tratar de um elemento combustível fora do padrão dos ECs do IEA-R1 e com geometria levemente modificada, o ECI-RBM irá requerer uma ferramenta especial para a sua movimentação dentro da piscina. Além disso, o ECI-RMB é projetado para servir como uma ferramenta experimental (seção de testes) e por isso irá demandar muitas movimentações dentro da piscina ao longo de sua vida útil.
  • Relatório IPEN-doc 30379
    Teste de comissionamento da bomba B-101B do IEA-R1
    2024 - TORRES, WALMIR M.
    Este relatório apresenta os resultados dos Testes de Comissionamento do novo Conjunto Moto-Bomba B-101B do circuito primário do reator IEAR1. Foram realizados Testes com o circuito primário alinhado com o Trocador de Calor A (IESA) e também com o Trocador de Calor B (CBC). São apresentados os resultados dos Testes referentes às condições de operação da bomba com tensão de alimentação trifásica constante e igual a 440 V e rotação constante do motor de 1780 rpm. As vazões através do circuito primário foram ajustadas pelo fechamento da válvula VP-09 do circuito. Foram realizados testes para uma fixa de vazão entre 3900 gpm (~886 m3/h) até a condição de vazão zero (Shutoff da bomba) com degraus de 400 gpm (~91 m3/h). O consumo energético específico de 0,0971 kW.h/m3 foi calculado para a condição de vazão de Operação Normal do reator de 3400 gpm (~773 m3/h) sem utilizar o inversor de frequência. Um segundo Teste foi realizado com as vazões através do circuito primário sendo estabelecidas pela variação da rotação da bomba usando o inversor de frequência do Conjunto Moto-Bomba, para a mesma faixa de vazão e degraus anteriores. Neste caso, todas as válvulas do circuito primário alinhado permaneceram totalmente abertas, diminuindo significativamente a perda de carga no circuito. A vazão de 3400 gpm (~773 m3/h) de Operação Normal foi obtida com uma tensão de alimentação trifásica de 340 V e uma rotação de 1360 rpm. Para essa condição, foi calculado o consumo energético específico de 0,0581 kW.h/m3, portanto uma redução aproximada de 47% no consumo de energia elétrica entre os dois casos. Essa diferença de consumo de energia era dissipada na válvula (VP-09) usada para o ajuste de vazão no circuito. Testes adicionais foram realizados para avaliar o tempo de abertura da Válvula de Circulação Natural (HEADER) para essa nova configuração de Conjunto Moto-Bomba com inversor de frequência. Foram realizados dois testes: (a) Desligamento Normal pelo Operador na Sala de Controle; e (b) Desligamento por queda de energia elétrica. Para o teste (a), o tempo de abertura da Válvula de Circulação Natural foi de 66 s e ocorreu para a vazão de 978 gpm (222,13 m3/h), enquanto que para o teste (b) o tempo de abertura da válvula foi de 35 s para a vazão de 981 gpm (222,81 m3/h). Ambos testes atendem ao requisito de um tempo de abertura maior que 24 s estabelecidos em [3].
  • Relatório IPEN-doc 29890
    Reinstalação do sistema de aquisição e monitoração de gamagrafia do detector de germânio instalado no prédio do reator IPEN/MB-01
    2023 - ANDRADE, DELVONEI A. de; UMBEHAUN, PEDRO E.; TORRES, WALMIR M.
    Este relatório apresenta os procedimentos adotados na reinstalação e recuperação do computador para a aquisição e monitoração de gamagrafia do detector de germânio instalado no prédio do reator IPEN/MB-01.
  • Relatório IPEN-doc 29856
    Resultados atualizados das análises radioquímicas das amostras de concentrado do evaporador enviadas ao IPEN em 2018 e 2019
    2023 - SILVA, PAULO S.C. da; SAUEIA, CATIA
    Este documento descreve os procedimentos empregados nas determinações das concentrações de atividade dos radionuclídeos nas amostras de concentrado do evaporador de Angra 1 e de Angra 2, bem como os resultados obtidos nas determinações. Os resultados das determinações referem-se às amostras recebidas no SEGRR do IPEN-CNEN/SP entre março de 2018 e maio de 2019, dando continuidade ao relatório anteriormente encaminhado; IPEN-CEN-P&D-ETN-218-01INFT-002-00 [1] e; IPEN-CEN-P&D-ETN-218-01 RELT-005-00[2]. Os procedimentos empregado nas determinações foram baseados principalmente nas metodologias desenvolvidas no Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear – CDTN, no projeto Eletronuclear/CDTN - Caracterização Ativo Isotópico – Relatório Técnico número RC-SERTA-001- 2011 [3]. Apesar da similaridade das metodologias empregadas aqui e no CDTN para a determinação dos radionuclídeos, muitas modificações foram introduzidas baseadas nas publicações mais recentes encontradas na literatura. O presente relatório técnico foi elaborado em atendimento ao item 8.4.1 , “Resultados atualizados das análises radioquímicas das amostras de rejeitos” do Plano de trabalho anexo ao Acordo “Determinação da Composição Isotópica dos Rejeitos Radioativos da CNAAA (Fase B)”, do ACORDO DE PARCERIA TECNOLÓGICA firmado entre a ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A., a CNEN - COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR e a FUNDEP – Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa.
  • Relatório IPEN-doc 29852
    Modelagem computacional dos Geradores de Vapor e da Tampa do Vaso do Reator
    2023 - YORIYAZ, HELIO; MEDEIROS, JOSE A.G. de; SIQUEIRA, PAULO de T.D.
    Este relatório apresenta a descrição da metodologia de cálculo que está sendo desenvolvida para a estimativa do inventário radioativo do Gerador de Vapor (GV), e da Tampa do Vaso do Reator (TVR), bem como, os principais resultados e análises realizados até o momento através de simulações computacionais. A simulação computacional de qualquer problema começa com a construção de um modelo computacional que irá representar o problema que está sendo estudado. No presente caso, isso engloba a modelagem da geometria do GV e da TVR, assim como as composições e densidades dos materiais que compõem essas estruturas. Neste sentido, o presente trabalho consistiu na elaboração de vários modelos computacionais que levam em consideração diferentes características geométricas e também diferentes densidades e composições de materiais, no sentido de buscar a melhor representação ou modelo computacional de cálculo de dose para estimativa do inventário do 60Co presente nessas estruturas. A ferramenta principal de análise é o código computacional para o transporte de radiação baseado no Método de Monte Carlo (MMC) denominado MCNP versões 5 e 6.1. Este código permite uma grande versatilidade em trabalhar com geometrias complexas, sendo amplamente utilizado em problemas na área nuclear. Este documento visa atender o item 8.4.3 – “Estudos sobre a modelagem computacional para a estimativa do inventário da Tampa do Vaso do Reator e do Gerador de Vapor” do plano de trabalho anexo ao acordo “Determinação da Composição Isotópica dos Rejeitos Radioativos de Baixo e Médio Nível de Radiação da CNAAA (Fase B)”.
  • Relatório IPEN-doc 29843
    Espectrometria gama dos Geradores de Vapor e da Tampa do Vaso do Reator depositados no DIGV (medidas preliminares)
    2023 - MEDEIROS, JOSE A.G. de; MORALLES, MAURICIO; SILVA JUNIOR, IREMAR A. da; YORIYAZ, HELIO; ZAHN, GUILHERME; GENEZINI, FREDERICO A.; SOUZA, FRANCISCO A.
    Este documento tem como objetivo apresentar os resultados das medidas preliminares de espectrometria gama dos Geradores de Vapor (GVs) e da Tampa do Vaso do Reator (TVR), realizadas entre os dias 02 e 10 de fevereiro de 2023. Estes equipamentos foram removidos de Angra 1 em 2009 e 2013, respectivamente, e se encontram no Depósito Inicial dos Geradores de Vapor (DIGV) no sítio da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA). As medidas de espectrometria gama buscam possibilitar a avaliação do inventário dos radionuclídeos gama emissores presentes nestas estruturas, mais particularmente daqueles a serem utilizados como radionuclídeos chaves na proposição das razões de concentração de atividade. O inventário dos radionuclídeos chaves, associado aos dados das razões de concentração de atividade de outros radionuclídeos presentes em amostras representativas dos GVs e da TVR, possibilitará a proposição de um inventário radioisotópico estendido dessas estruturas. Este documento apresenta também a medida de mapeamento dosimétrico dos GVs. Essa atividade visa a apresentação de informações complementares àquelas disponibilizadas pela atividade de espectrometria gama na avaliação do inventário dos radionuclídeos gama emissores. A apresentação deste documento atende o item 8.4.2 do Plano de Trabalho, que inclui a "Realização e apresentação dos resultados de espectrometria gama dos Geradores de Vapor e da Tampa do Vaso do Reator" do Acordo de Pesquisa e Desenvolvimento (Ativo Isotópico - Fase B) ,celebrado entre a Eletronuclear (ETN) e o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP).
  • Relatório IPEN-doc 29842
    Módulo de saída do sistema computacional CaReR
    2023 - BELCHIOR JUNIOR, ANTONIO; RIBEIRO, MARIA A.M.; MESQUITA, ROBERTO N. de
    Este trabalho tem como objetivo detalhar o Módulo de Saída do Sistema Computacional de Avaliação do Ativo Isotópico. Este sistema desempenha a função de avaliar o inventário radioisotópico dos rejeitos radioativos gerados na CNAAA (Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto). Além disso, ele é responsável por estimar o inventário radioisotópico básico do depósito inicial da CNAAA, onde estão armazenados rejeitos radioativos com atividades baixas e intermediárias, com base nos dados da geração de rejeitos radioativos provenientes das usinas nucleoelétricas da CNAAA, dados esses obtidos do RejAn. O módulo de Saída do programa, em conjunto com os módulos de Cálculo e de Entrada, constitui o Programa CaReR. O módulo de Entrada permite ao usuário atualizar as bibliotecas de dados utilizadas pelo programa, seja importando dados do RejAn, da tabela de Fatores de Escala (FE) e do arquivo de Dados de Radionuclídeos e Cadeias de Decaimento. Detalhes sobre o módulo de Entrada foram previamente descritos na referência [1] e as alterações deste módulo que ocorreram durante o desenvolvimento do programa são oportunamente apresentadas neste relatório. Por outro lado, o módulo de Saída, objetivo principal deste relatório, permite ao usuário gerar relatórios, fichas de dados e etiquetas para o controle dos embalados de rejeitos, especialmente quando estes precisam ser movidos para o depósito definitivo. Além disso, este módulo inclui funcionalidades que permitem um acompanhamento detalhado da aplicação da metodologia de cálculo incluindo aplicação de Fatores de Escala e utilização das cadeias de decaimento. Neste documento são ainda fornecidas informações sobre a arquitetura e o diagrama esquemático do software desenvolvido. Este documento foi elaborado para atender o item 8.4.5 do Plano de Trabalho, que inclui a "Especificação do módulo de saída do Programa de Avaliação do Ativo Isotópico incluindo a descrição da arquitetura e diagrama esquemático lógico do software" do Acordo de Pesquisa e Desenvolvimento (Ativo Isotópico - Fase B), celebrado entre a ETN e o IPEN.
  • Relatório IPEN-doc 29838
    Especificação técnica do sistema tomografia gama de embalados de 200L da CNAAA
    2023 - RIBEIRO, MARIA A.M.; MEDEIROS, JOSE A.G. de; GENEZINI, FREDERICO A.
    Este documento tem como objetivo, estabelecer as premissas e os requisitos básicos que deverão ser obedecidos pelo fornecedor, relativos ao Sistema de espectrometria gama do tipo tomográfico (TGS) para avaliação do Ativo Isotópico de embalados de rejeitos radioativos de baixos e médios níveis de radiação do tipo tambor de 200 L. Estes embalados encontram-se armazenados no sítio da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA).
  • Relatório IPEN-doc 29827
    Especificação técnica do sistema Robusto de espectrometria gama para embalados da Eletronuclear
    2023 - RIBEIRO, MARIA A.M.; MEDEIROS, JOSE A.G. de
    Este documento tem como objetivo, estabelecer as premissas e os requisitos básicos que deverão ser obedecidos pelo fornecedor, relativo ao Sistema de Espectrometria Gama para medição dos embalados conforme identificado no item 2, de rejeitos radioativos de baixos e médios níveis de radiação, armazenados no sítio da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAA). Este sistema será denominado neste documento por sistema Robusto.
  • Relatório IPEN-doc 29825
    Procedimento operacional e experimental para obtenção de dados visando a medida do coeficiente de vazio no reator IPEN/MB-01
    2023 - BITELLI, ULYSSES D.
    Neste relatório apresentam-se os procedimentos operacionais e experimentais a se realizarem no Reator IPEN/MB-01 visando a obtenção de dados experimentais para a medida do coeficiente de reatividade de vazio, αv (T) para o núcleo com elementos combustíveis tipo placa com o moderador do reator à temperatura de (20,5 ± 0,5)ºC. Para tal são introduzidas em cada elemento combustível do núcleo em sua configuração padrão 09 uma placa de alumínio (configuração 21) que ocupará o canal de refrigeração/irradiação entre placas combustíveis nº 13 (sentido norte-sul), inserindo reatividade negativa no sistema que será compensada na sua criticalização com a retirada das barras de controle.
  • Relatório IPEN-doc 29824
    Cálculo das densidades de potência no elemento combustível ECI-RMB
    2023 - SOARES, HUMBERTO V.; YAMAGUCHI, MITSUO; BELCHIOR JUNIOR, ANTONIO; ANDRADE, DELVONEI A. de; UMBEHAUN, PEDRO E.; TORRES, WALMIR M.
    Este relatório apresenta a metodologia utilizada para o cálculo neutrônico e das densidades de potência no Elemento Combustível Instrumentado ECI-RMB. O projeto de avaliação do ECI-RMB tem como objetivo analisar o comportamento deste Elemento no núcleo do Reator IEA-R1, e posteriormente permitirá a realização de testes não destrutivos (espectrometria gama, medida de espessura e inspeção visual) das placas combustíveis removíveis, representativas do reator RMB. Essa primeira fase do projeto consiste em fazer cálculos computacionais utilizando os códigos TwoDB ou (2DB) e o CITATION, já utilizados no IPEN ao longo das últimas décadas. Com esses códigos, foi possível calcular a distribuição de potência individualmente nas placas combustíveis do ECI-RMB. Por se tratar de um Elemento Combustível fora do padrão dos ECs usados no IEA-R1 (3,0 gU/cm3) e que usa uma densidade de urânio maior (3,7 gU/cm3), o ECI-RMB terá comportamentos de geração de calor e termo-hidráulicos levemente diferentes. Os resultados de distribuição de potência nas placas combustíveis do ECI-RMB mostraram potências maiores, da ordem de 4,95% em média, nas placas RMB, como esperado, pois possui uma maior densidade de urânio. A princípio, essas potências maiores nas placas RMB não devem afetar na segurança do núcleo do IEA-R1 e do próprio ECI-RMB. Análises termo-hidráulicas serão realizadas com essa distribuição de potência para confirmação da segurança do núcleo e do ECI-RMB.
  • Relatório IPEN-doc 29823
  • Relatório IPEN-doc 29822
    Plano sequencial de inspeções e testes: detalhado - luminárias e lâmpadas selecionadas específicas do empreendimento RMB
    2023 - MENZEL, SILVIO C.
    O relatório apresenta o Plano Sequencial de Inspeções e Testes detalhado, que abrange as atividades de avaliação da influência da radiação ionizante sobre os conjuntos de luminárias e lâmpadas LED, selecionados e específicos das instalações de referência do empreendimento RMB, com a orientação e sugestão dos procedimentos de inspeções e testes de apoio para avaliação da degradação dos diversos dispositivos e componentes internos dos conjuntos a serem avaliados, comentados e melhorados pelos Laboratórios de Testes de Apoio proponentes.
  • Relatório IPEN-doc 29821
    Plano sequencial de inspeções e testes: detalhado - luminárias e lâmpadas selecionadas específicas do empreendimento RMB
    2023 - MENZEL, SILVIO C.
    O relatório apresenta o Plano Sequencial de Inspeções e Testes detalhado, que abrange as atividades de testes e de avaliação sísmica dos conjuntos de luminárias e lâmpadas, do tipo LED, selecionados e específicos das instalações de referência do empreendimento RMB, para auxiliar no estudo da avaliação dos efeitos da radiação ionizante.
  • Relatório IPEN-doc 29820
    Plano sequencial de inspeções e testes: detalhado - luminárias e lâmpadas selecionadas específicas do empreendimento RMB
    2023 - MENZEL, SILVIO C.
    O relatório apresenta o Plano Sequencial de Inspeções e Testes detalhado, que abrange as atividades de avaliação da influência da radiação ionizante sobre os conjuntos de luminárias e lâmpadas LED selecionados e específicos das instalações de referência do empreendimento RMB, com a definição dos procedimentos de testes de envelhecimento acelerado por radiação ionizante.